Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

São João da Cruz: poeta e místico carmelita, ressoa sua voz ainda hoje no coração da gente.

João da Cruz, sem dúvida, como poeta e místico carmelita espanhol, nos encanta pela generosidade de um pensamento límpido e honesto sobre a palavra inspirada e revelada. Ajudou com sacrifícios, ao ponto de ser perseguido e ficar doente em um poço ou cisterna, em que fora jogado.
Exemplo de seguimento a Jesus e pureza de vida.

"João da Cruz faleceu após uma penosíssima enfermidade, em 1591 com 49 anos de idade e o Papa Pio XI o declarou Doutor da Igreja." (veja em http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=4443&id. Acesso em 19/12/12, às 21:33, incluindo frases de S. João da Cruz)

"A mosca que pousa no mel não pode voar; a alma que fica presa ao sabor do prazer, sente-se impedida em sua liberdade e contemplação."

"O mais leve movimento de uma alma animada de puro amor é mais proveitoso à Igreja do que todas as demais obras reunidas."

"Por causa de prazeres passageiros, sofrem-se grandes tormentos eternos."

"Meus são os Céus e minha é a Terra, meus são os homens, e os justos são meus; e meus os pecadores. Os Anjos são meus, e a Mãe de Deus, todas as coisas são minhas. O próprio Deus é meu e para mim, pois Cristo é meu e tudo para mim." (Sobre a Eucaristia)

"Não faça coisa alguma, nem diga palavra alguma que Cristo não faria ou não diria se encontrasse as mesmas circunstâncias."

"Renuncie aos desejos e encontrará e encontrará o que seu coração deseja."

"Que felicidade o homem poder libertar-se de sua sensualidade! Isto não pode ser bem compreendido, a meu ver, senão por quem o experimentou. Só então se verá claramente como era miserável a escravidão em que se estava."

"Quem se queixa ou murmura não é cristão perfeito, nem mesmo um bom cristão."

"Senhor, quero padecer e ser desprezado por amor de Vós."

"A pessoa que está presa por algum afeto a alguma coisa, mesmo pequena, não alcançará a união com Deus, mesmo que tenha muitas virtudes. Pouco importa se o passarinho esta com um fio grosso ou fino... ficará sempre preso e não poderá voar."

"Para possuir Deus plenamente é preciso nada ter; porque se o coração pertence a Ele, não pode voltar-se para outro."

"O demônio teme a alma unida a Deus como ao próprio Deus."

"O afeto e o apego da alma à criatura torna-a semelhante a esta mesma criatura. Quanto maior a afeição, maior a identidade e semelhança, porque é próprio do amor tornar aquele que ama semelhante ao amado."

"Dar tudo pelo tudo."

"A pessoa que caminha para Deus e não afasta de si as preocupações, nem domina suas paixões, caminha como quem empurra um carro encosta a cima."

"A constância de ânimo, com paz e tranqüilidade, não só enriquece a pessoa, como a ajuda muito a julgar melhor as adversidades, dando-lhes a solução conveniente."

"O amor não consiste em sentir grandes coisas, mas em despojar-se e sofrer pelo amado."

"O progresso da pessoa é maior quando ela caminha às escuras e sem saber."

"Deus quer mais de ti um mínimo de obediência e docilidade, do que todas as ações que realizas por ele."

"Mesmo carregado de grandes e molestas tentações, o homem pode ir a Deus, desde que sua razão e vontade não consintam nelas."

"Queira torna-te, no padecer, algo semelhante a este nosso grande Deus, humilhado e crucificado, pois que esta vida só tem razão de ser se for para imitá-lo."

"Quando a alma se acha livre e purificada de tudo, em união com Deus, nenhuma coisa poderá aborrecê-la. Daqui se origina para ela, neste estado, o gozo de uma contínua vida e tranqüilidade, que ela nunca perde nem jamais lhe falta."

"Tal é a alma que está enamorada de Deus. Não pretende vantagem ou prêmio algum a não ser perder tudo e a si mesma, voluntariamente, por Deus, e nisto encontra todo seu lucro."

"Não fujas dos sofrimentos, porque neles está a tua saúde."

Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=4443&id, em 11/12/2006, às 08:55.
________________

Oração: São José da Cruz, vós que edificastes com vossas próprias mãos em uma obediência incontestável dá-nos este grande dom de dizer sempre “sim” à vontade de Deus, mesmo em meio às nossas dificuldades. Que vivamos toda nossa vida em conformidade aos desígnios de Nosso Senhor para que um dia possamos estar juntos num só único louvor a Quem que nos criou unicamente para sermos santos. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

Devoção: A desaparecer para que só Jesus fosse louvado

Padroeiro: Dos que desejam obter o dom da obediência

Fonte: http://www.santoprotetor.com/tag/oracao-de-sao-joao-da-cruz/

_____________

Novena a São João da Cruz

Ato de Contrição
Senhor meu Jesus Cristo, que quisestes tomar forma de servo e nascer de uma Virgem Puríssima, morrendo em uma cruz para livrar-me do pecado e do inferno, de acordo com vossa infinita caridade, tende piedade de mim, pobre pecador, que, oprimido com o peso de minhas culpas e confessando sua malicia, me arrependo delas, e me pesa do íntimo de meu coração de tê-las cometido, por ser ofensas a vossa bondade imensa, a quem amo sobre todas as coisas.
Proponho firmemente, com o auxilio de vossa graça, nunca mais pecar. Fazei Senhor, pelos méritos e intercessão de vosso fiel servo São João da Cruz, que não me renda às tentações do comum inimigo, antes bem me mantenha constante no propósito que faço de não ofender-vos mais, e assim consiga, com vossa graça, perseverar em vosso amor até o último instante de minha vida, para continuar amando-vos, bendizendo-vos e adorando-vos por toda a eternidade no céu. Amém.
Oração Preparatória para todos os dias
Clementíssimo Deus, que por vossa imensa piedade quisestes que São João da Cruz fosse desde menino inclinado a todo gênero de virtudes, e com seu exercício alcançasse ser muito amado de Vós e de nossa Santíssima Mãe, comunicando-lhe muitas graças e singulares favores,
Vos suplico humildemente, por sua intercessão e merecimentos, que me concedais pureza de alma e corpo com as demais virtudes que este glorioso Santo praticou toda sua vida, a fim de que, imitando-lhe neste exercício, mereça, como ele, ser amparado por Vós e por vossa mãe Santíssima nesta vida pela graça, e depois estar para sempre em sua companhia na glória. Amém.
Primeiro Dia

Oração:
Glorioso São João da Cruz, que desde vossa infância fostes terno amante de Maria Santíssima e da cruz de seu Santíssimo Filho,merecendo por este amor ser protetor singular das almas aflitas e desconsoladas:
Vos suplico, Pai meu, interponhais vossos rogos para com Mãe e Filho a fim de que me concedam viva fé, firme esperança, fervente caridade e terníssimo amor à cruz de meu Senhor, em cujo exercício viva e mora amparado sempre de sua graça, e também consiga, se me convém, o que peço nesta novena. Amém.
No final de cada dia rezar três Pai-Nossos e Ave-Marias, em reverência dos três singulares favores que Jesus Cristo e sua Santíssima Mãe lhe dispensaram, e depois se fará o pedido, concluindo com a oração final.
Segundo Dia

Oração:
Glorioso e excelso Pai meu, São João da Cruz, que, sendo ainda de poucos anos, crucificastes vosso corpo com muitos rigores e penitências, para assemelhar-vos no possível ao que por nosso amor padeceu na cruz:
Vos suplico, Pai meu amantíssimo, que intercedais com nosso Senhor Jesus Cristo para que me infunda espírito de penitência, a fim de que sofra por seu amor os trabalhos e dores que me enviar; e desta maneira, satisfazendo as inumeráveis ofensas que lhe tenho feito, e purificada minha alma com tão saudável exercício, mereça estar para sempre em vossa companhia na glória, e também alcance o que peço nesta novena, se me convém. Amém.
Terceiro Dia

Oração:
Amantíssimo Pai meu São João da Cruz, que por vossa continua oração merecestes o renome de doutor extático e luz especialíssima para governar as almas e faze-las adiantar no caminho da virtude:
Vos suplico humildemente que, como Pai e Diretor iluminado, ilumineis a minha com as luzes de vossa celestial doutrina, e a inclineis ao exercício santo da oração, com o qual, desprendida de todo o terreno, venha a amar só a Deus e as coisas do céu, e assim possa alcançar de Sua Divina Majestade perseverança no bem fazer, e também, se me convém a graça que peço nesta novena. Amém.
Quarto Dia

Oração:
Oh Pai meu amantíssimo São João da Cruz! Espelho de paciência e fortaleza, que para glória de Deus e bem de vossa reforma sofreste inumeráveis trabalhos e penalidades, gloriando-vos, como outro Paulo, nos opróbrios e contradições:
Vos suplico, Santo meu, me alcanceis de nosso bom Deus que sofra eu com paciência e igualdade de animo tudo o que me suceder adverso, a fim de que, padecendo minhas penas e amando aos que me as causem, pela glória de meu Senhor se purifique minha alma da escória de suas culpas e adiante nas virtudes, com cujo exercício mereça alcançar o premio prometido aos que padecem com fortaleza por Deus e sua glória, e também consiga, se me convém a graça que peço nesta novena. Amém.
Quinto Dia

Oração:
Glorioso Pai meu São João da Cruz, que pelo grande poder que vos concedeu o Senhor sobre os demônios, e pelos muitos que expelistes das almas e corpos, os chamavam o "Milagreiro": vos suplico humildemente que exerciteis comigo essa mesma insigne caridade e comPaixão, alcançando me de Sua Divina Majestade me conceda vitória contra todas as tentações e sugestões com que me tente o infernal inimigo, não somente durante a vida, senão também na hora de minha morte; para que, vivendo e morrendo com esta celestial graça, consiga o prêmio que Deus tem preparado para os justos em seu Santíssimo Reino, e também alcance o favor que suplico nesta novena, se me convém. Amém.
Sexto Dia

Oração:
Glorioso Pai meu São João da Cruz, que por vossa pura e casta vida merecestes que Deus e sua mãe Santíssima vos concedessem a graça de reprimir os movimentos e desejos impuros dos que os olhassem, e por este meio e vosso grande espírito fizestes em muitas almas singulares conversões:
Vos suplico, Pai meu, que vos compadeceis de minha fraqueza nesta matéria, e me alcanceis de Deus, por meio de sua Santíssima Mãe, a virtude de uma castidade perfeita, para que, vivendo limpo de alma e corpo, possa algum dia gozar da glória eterna e consiga agora o que peço nesta novena, se me convém. Amém.
Sétimo Dia

Oração:
Bendito e glorioso Pai meu São João da Cruz, que por vossa insigne humildade merecestes ser chamado o "Mínimo Grande", e por vossa excelsa sabedoria o "Doutor Místico e querúbico", vos suplico, Pai amoroso, me alcanceis de Deus que seja eu humilde de coração, para que conhecendo minha baixeza e defeitos, me aparte das vaidades e honras mundanas e sofra resignado os desprezos que me fizerem; e assim, caminhando com a luz de vossa doutrina pela senda do nada, venha a possuir tudo em Deus, mediante sua divina graça, e também o que vos suplico nesta novena, se me convém. Amém.
Oitavo Dia

Oração:
Oh glorioso Pai meu São João da Cruz!
Com razão vos chamam Pai dos pobres, remédio de enfermos e consolador de aflitos; pois já quando vivias, e agora por vossas relíquias e imagens, fazei em todos mil maravilhas. Suplico-vos, Pai meu amoroso, que, tendo pena de minha dolências, useis comigo de vossa misericórdia e me alcanceis de Deus o remédio e consolo que necessito, para que, adorando a Sua Divina Majestade por este e os demais benefícios que me tem feito por vossa intercessão, juntamente lhe dê graças pelo particular favor que peço, e espero me concedas nesta novena, se me convém. Amém.
Nono Dia

Oração:
Amável e excelso Pai meu São João da Cruz, que, por imitar a nosso Divino Redentor, renunciastes até na morte os alívios e consolos, ainda que celestiais, e abraçastes os trabalhos e desprezos, por maiores que fossem, como se viu quando o Senhor vos disse: "João, que prêmio queres por teus trabalhos?".
E Vos, com generoso e soberano valor, lhe respondestes: " Senhor, padecer e ser menosprezado por Vós". O que foi tão do agrado de sua Divina Majestade, que vos concedeu morrer desprezado das criaturas, e penando na cruz com cinco chagas, mas honrado e animado com a presença do mesmo criador. vos suplico, Pai amantíssimo, me alcanceis do Senhor que vos imite durante minha vida, e na morte me aproveite dos méritos de sua Sagrada Paixão, e por ela me perdoe todos os meus pecados, e me conceda a perseverança final em sua graça, mediante a qual possa estar em vossa companhia por toda a eternidade na glória, e também o favor que peço nesta novena, se me convém. Amém. Oração final para todos os dias.
Onipotente Deus e Senhor, que ao bendito São João lhe concedestes ser amante fervoroso dos trabalhos, desprezos e cruz de vosso santíssimo Filho, e uma abnegação perfeita de suas Paixões e apetites;
Concedei-nos, Senhor, por seus méritos e rogos, que, imitando agora suas virtudes, mereçamos no céu ser companheiros de sua glória pelos séculos dos séculos. Amém.


"Sempre mantém-vos unido a Santa Igreja Católica, porque somente ela pode salvar-vos, porque somente ela possui a Jesus Sacramentado, que é o verdadeiro Príncipe da Paz. Fora da Igreja Católica, não há salvação, ela vos dá o batismo, o perdão dos pecados, o Corpo, o Sangue, a Alma, e a Divindade de Jesus Cristo, concedendo-vos por tanto a vida eterna; e todos os santos sacramentos para levar uma vida de santidade." Santo Pio de Pietrelcina.

FONTE:http://www.oracoes.info/NovenasSantos019.html. Acesso em 19/12/12, às 21:40.
__________________

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.  Nota: Se procura pelo frei português, veja João da Cruz Salgado de Castilho.
 Nota: Para outros santos de mesmo nome, veja São João.
São João da Cruz, O.Carm.

Frade e Doutor da Igreja (Doctor Mysticus)
Nascimento 24 de Junho de 1542 em Fontiveros, Ávila, Espanha
Morte 14 de Dezembro de 1591 em Úbeda, Jaén, Espanha
Veneração por Igreja Católica, Igreja Anglicana e Igreja Luterana
Canonização 27 de Dezembro de 1726 por: Papa Bento XIII
Festa litúrgica 14 de Dezembro
Padroeiro: Teologia Mística
 Portal dos Santos
São João da Cruz (Fontiveros, 24 de Junho de 1542 - Úbeda, 14 de Dezembro de 1591) foi um frade carmelita espanhol, famoso por suas poesias místicas e que foi proclamado 26º Doutor da Igreja pelo Papa Pio XI.
[editar]Biografia

João da Cruz nasceu em 1542, provavelmente no dia 24 de Junho, em Fontiveros, província da cidade de Ávila, em Espanha. Os seus pais chamavam-se Gonzalo de Yepes e Catalina Alvarez. Gonzalo pertencia a uma família de posses da cidade de Toledo. Por ter-se casado com uma jovem de classe “inferior”, foi deserdado por seus pais e tornou-se tecelão de seda. Em 1548, a família muda-se para Arévalo. Em 1551 transfere-se para Medina del Campo, onde o futuro reformador do Carmelo estuda numa escola destinada a crianças pobres. Por suas aptidões, torna-se empregado do diretor do Hospital de Medina del Campo. Entre 1559 a 1563 estuda Humanidades com os Jesuítas. Ingressou na Ordem do Carmo aos vinte e um anos de idade, em 1563, quando recebe o nome de Frei João de São Matias, em Medina del Campo. Pensa em tornar-se irmão leigo, mas seus superiores não o permitiram. Entre 1564 e 1568 faz sua profissão religiosa e estuda em Salamanca. Tendo concluído com êxito seus estudos teológicos, em 1567 ordena-se sacerdote e celebra sua Primeira Missa. No entanto, ficou muito desiludido pelo relaxamento da vida monástica em que viviam os Conventos Carmelitas. Decepcionado, tenta passar para a Ordem dos Cartuxos, ordem muito austera, na qual poderia viver a severidade de vida religiosa à que se sentia chamado. Em Setembro de 1567 encontra-se com Santa Teresa de Ávila, que lhe fala sobre o projeto de estender a Reforma da Ordem Carmelita também aos padres, surgindo posteriormente os carmelitas descalços. O jovem de apenas vinte e cinco anos de idade aceitou o desafio. Trocou o nome para João da Cruz. No dia 28 de Novembro de 1568, juntamente com Frei Antônio de Jesús Heredia, inicia a Reforma. O desejo de voltar à mística religiosidade do deserto custou ao santo fundador maus tratos físicos e difamações. Em 1577 foi preso por oito meses no cárcere de Toledo. Nessas trevas exteriores acendeu-se-lhe a chama de sua poesia espiritual. "Padecer e depois morrer" era o lema do autor da "Noite escura da alma", da "Subida ao Monte Carmelo", do "Cântico Espiritual" e da "Chama de amor viva".
[editar]Ver também

Ordem do Carmo (Carmelitas da Antiga Observância)
Eremitas da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo
Ordem dos Carmelitas Descalços
Lista de todos os santos
[editar]Ligações externas

Ordem do Carmo Internacional (inglês, espanhol e italiano)
Ordem do Carmo Portuguesa (em português)
Carmelitas Descalços de Portugal
Carmelitas do Brasil
J B Pereira e http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=4443&id
Enviado por J B Pereira em 19/12/2012
Código do texto: T4044289
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_da_Cruz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2304 textos (1290691 leituras)
14 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 06:54)
J B Pereira