Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Comemorando do outro lado da vida...

Ele dizia que não gostava de fazer aniversário, mas aguardava ansioso por seu tão esperado bolo de morango.
Dizia também que não gostava que lhe dessem os "parabéns", mas abria um sorriso a cada abraço que recebia dos familiares.
Ele não gostava de ficar muito tempo em casa, adorava uma rua, mas no seu dia, a rua não "via" a sua cara.

Ele esperou por anos e anos que o pai lembrasse o seu aniversário, porém, este nunca lembrava, ou lembrava tempos depois, mas nunca no dia. E ele, com um sorriso triste, mas tentando parecer brincalhão, dizia:
- Meu pai é "foda", nunca lembra. Nunca vi igual. Como pode esquecer o aniversário do próprio filho?
E sorria. Um sorriso triste acompanhado de uma "pontinha" de mágoa.

Ele amou muito esse pai ausente, e tenho a certeza que levou consigo esse amor que, creio eu, só existia de sua parte. Talvez o pai o amasse também, do jeito dele, e este jeito era assim: ausente, despreocupado. Vai entender...

Ele não gostava dessas formalidades que os aniversários exigiam, mas, hoje, o que ele menos deve gostar, é de ver que choramos por ele não mais estar aqui para resmungar e fazer caretas, a cada voto de mais um ano de vida.

Dizem que só damos valor quando perdemos, porém, isso não se aplica quando o assunto é ele, pois amado sempre foi, querido também, e é por isso que esta dor provocada pela sua ausência física, ainda não foi embora. Acredito que nunca vá, mas o tempo se encarregará de preencher nossos corações somente com saudade boa.

Tudo que queria era tê-lo aqui hoje para abraçá-lo, beijá-lo e dizer:
- Parabéns, "idiota"! Você sabe que eu te amo, né? (Risos)
Os corpos foram separados, mas as almas jamais serão, portanto, “homem invisível”, receba o meu abraço mais apertado, meu beijo mais carinhoso e o meu mais sincero "EU TE AMO", em qualquer lugar em que você esteja.

Saiba que "deste lado" aqui, existem muitos corações saudosos que para sempre vão te amar.
Comemoramos juntos enquanto você esteve aqui. Não houve um ano sequer que a sua família deixasse de comemorar, porém, hoje não é mais possível ter você aqui fisicamente, portanto, comemore aí “do outro lado da vida”, porque a morte não existe, o corpo físico foi embora, porém, nossas almas, têm uma ligação que transpassa a barreira do desconhecido.

Você é a saudade que eu gosto de ter, porque como diria a canção: “só assim sinto você bem perto de mim, outra vez...”
Seja feliz, sempre!
Que o Criador o abrace por nós e para nós.
Feliz Aniversário!

                   Leonardo Pires, uma eterna saudade.
                        * 25/09/1982 + 15/02/2010


Texto dedicado ao meu querido irmão que, foi brutalmente assassinado no último carnaval. Infelizmente, os culpados, ainda circulam livremente pelas ruas, mas eu acredito é na justiça Divina, pois a justiça dos homens ainda tem muito que melhorar.
Aos assassinos, um recado: Deus não dorme.
Vanessa Pires
Enviado por Vanessa Pires em 25/09/2010
Reeditado em 01/04/2011
Código do texto: T2518947
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Vanessa Pires
Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
132 textos (33388 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/21 22:15)
Vanessa Pires