Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A3 - Autorrevisão textual
Ilustração: Caneta tinteiro sobre folha com texto. Modificada. Fonte: pixabay
AUTORREVISÃO TEXTUAL
 
Autorrevisão: processo de reescrita empreendida pelo autor com vista ao aperfeiçoamento do texto, verifica aspectos linguísticos e comunicacionais nos limites de sua competência.
Públio Athayde, Revisão de textos - teoria e prática

Uma das atividades mais difíceis de se fazer para um redator é revisar o próprio texto. Quando revisamos o de outra pessoa, os erros aparecem mais facilmente e é bem mais tranquilo fazer as correções necessárias.
Quando de trata do nosso conteúdo, as pequenas falhas parecem camuflar e surgem apenas no momento que o texto alcança o primeiro leitor.


Dimitri Vieira, Editor-chefe do blog Comunidade Rock Content

O texto como produto final de um processo

O REDIGIRMelhor vê o texto como um produto final decorrente de um processo de produção.

De fato, no e-book Como redigir e revisar seu texto (aqui) anotamos:

o texto escrito é visto como um PRODUTO (texto a ser produzido), que deverá passar por um PROCESSO (processo de produção), dividido em ETAPAS (ou subprocessos), isto é, fases sequenciais de:
 
♦ preparação ♦ planificação ♦ projeto ♦ composição ♦ controle ♦ revisão ♦ padronização e ♦ diagramação. 

Com base nessa teoria é que criamos o Roteiro de redação do REDIGIRMelhor (aqui).
 
Há várias fases de revisão do texto

Pois bem, conquanto o redator deva controlar a qualidade do texto à medida que escreve (etapa de controle), há uma etapa de revisão a ser cumprida.

Na verdade, a revisão se processa em várias fases:

 

Fonte: Revisão de texto - teoria e prática. Públio Athayde

De que texto estamos tratando? 
 
Escrevendo... estamos nos expondo à crítica implacável dos que sabem e oferecendo um exemplo aos que sabem menos do que nós. Daí a responsabilidade — mais do que isso, o dever - de escrever corretamente.
Lago Burnett. A língua envergonhada

De modo geral, de todos eles.

Seja o texto de um jornal ou revista, de um site na internet, ou ainda, o de trabalhos profissionais (relatórios, projetos, comunicados, petições, sentenças, e-mails etc.), literários (livro, e-book) ou acadêmicos (teses, texto técnico, etc.). Mesmo textos pessoais (ou informais) de mensagens de texto e postagens eletrônicas devem ser minimamente revisados (Blog, WhatsApp, Messenger, Tweeter, Facebook).
Algumas definições
 
Essa confusão de denominações e a falta de definição para cada tarefa decerto colaboram para aviltar o trabalho do editor de texto. Esse problema da variedade de designações para nomear os profissionais do texto e para definir suas funções pode ser considerado universal (...)

Cristina Yamazaki. Editor de Texto: Quem é e o que Faz?

Vejamos definições de termos da área de revisão de textos/preparação de originais para impressão:

Revisão

O Michaelis/UOL define assim:
  • Leitura final de um texto, antes de sua publicação, com o objetivo de corrigir possíveis erros e fazer emendas ou alterações.
O Aulete Digital, deste modo:
  • Edit. Leitura de um texto para conferência do seu conteúdo, correção gramatical, detalhes editoriais etc.


Fonte: Revisão de texto - teoria e prática. Públio Athayde

Copidesque: 

O dicionário Priberam dá estas definições:
  • Trabalho de revisão final de textos para publicação. 
    Setor de jornal, revista, editora ou afim onde se faz esse trabalho de revisão.
    Pessoa que tem como atividade profissional a revisão final de textos para publicação.
O Michaelus/UOL traz estas mais abrangentes:
  • Revisão de texto que tem como foco a correção gramatical e ortográfica, a clareza e a objetividade, os cortes necessários e a adequação às normas editoriais; copy, copy desk.
    Seção de um jornal, revista, editora etc. onde esse trabalho é realizado
    Mesa em torno da qual os profissionais releem e reescrevem matérias, preparando-as para publicação; copy desk.

Edição:

Do Michaelis/UOL:
  •  Edit. Preparação, impressão e publicação de uma obra por parte do editor.

Um conceito mais abrangente está no site Educalingo:
  • Revisão de texto
Define-se a revisão de texto como as interferências no texto visando à sua melhoria. Essas mudanças podem atingir palavras, frases ou parágrafos e ocorrem por cortes, inclusões, inversões ou deslocamentos.

A pessoa encarregada dessa tarefa é chamada de revisor de textos, cujo papel é verificar, com o editor da matéria, orientador ou coautores, se há erros de ortografia, se a matéria está corretamente direcionada aos fatos citados, entre outros.
Tratando-se de um processo de autorrevisão, as mudanças são feitas pelo próprio autor sem a ajuda de colega ou do revisor.

O revisor exerce uma função essencial nas profissões de Jornalismo e Editoração, nas quais a revisão é parte do processo de elaboração do produto final, bem como na finalização do trabalho acadêmico. No entanto, muitas empresas jornalísticas reduziram ou mesmo eliminaram as equipes de revisores após a introdução da informática nas redações, como se os corretores ortográficos pudessem suprir sua falta, o que está longe de ocorrer.

Raro também é que as instituições de ensino e pesquisa estejam dotadas de revisores de textos. (Grifamos e dividimos por parágrafos.)
   
O conceito de revisão está em mutação

No corrente, tem-se o seguinte conceito de revisão:
 
Fonte: Revisão de textos - Risoleide F. de Oliveira

Trabalhos alentados (jornalísticos, literários, empresariais, acadêmicos) devem ser, regra geral, objeto de revisão e orientação profissionais, e assim também o caso de produção editorial, que envolve uma cadeia de operadores. Esses pontos são indiscutíveis.

E note também que o conceito tradicional de REVISÃO está em mutação, pois
 

Risoleide F. de OliveiraRevisão de textos - Fonte: 
 
Fonte: Revisão de textos - Claudionor Aparecido Ritondale

Autorrevisão de textos
 
[Em razão de os repórteres escreverem sob a pressão do relógio, há]... a necessidade de exercer-se severo autopoliciamento no ato de escrever. Daí a necessidade de rever posteriormente o texto. Atualmente, há o copidesque para cuidar, entre outros, de casos como esses. Mas o ideal seria que cada repórter se convencesse de que é a última instância no processo de tramitação da matéria que produz. Não seria jamais, é certo, porque mesmo que o copidesque fosse extinto, haveria outros escalões para examinar o texto (...) Mas ambicionando produzir um texto definitivo, em vez de acomodar-se à certeza de que será revisto e, em muitos casos, passado a limpo, o repórter estaria fornecendo a si próprio o estímulo que geralmente espera vir dos outros. (O destaque não é do original.)

Lago Burnett. Como escrever para jornal

A revisão dos textos publicados na Folha é feita pelos próprios jornalistas. O jornal não conta com profissionais dedicados exclusivamente a essa tarefa. Por isso, é fundamental que o jornalista da Folha tenha domínio do português escrito.
O jornal mantém professor de português para cursos e consultas. 


FSP - Novo Manual de Redação - 1996

Proceda como se o seu texto seja o definitivo e vá sair tal qual você o entregar. O processo industrial do jornal nem sempre permite que os copies, subeditores ou mesmo editores possam fazer uma revisão completa do original. Assim, depois de pronto, reveja e confira todo o texto, com cuidado. Afinal, é o seu nome que assina a matéria.

Manual de Redação do Estadão

Mas nada disso invalida a proposta do REDIGIRMelhor, que tem em mira:
 

Com efeito, como na atualidade se escreve muito — e mais rapidamente —, a maioria dos textos pessoais, profissionais e acadêmicos são revisados pelo próprio autor.

Se o produto dessa autorrevisão não for o texto final que vá à publicidade, será um texto capaz de bem enfrentar revisões profissionais subsequentes.

Ora, nenhum de nós quer tornar público — nem mesmo a um professor, orientador ou editor — um texto bisonho, cheio de erros e impropriedades. E levar à revisão profissional um texto bem redigido se traduzirá em autorrespeito redacional, em crescimento pessoal e profissional.

Os materiais da Coletânea ESCREVERMelhor se orientam para a autorrevisão de textos, deste modo:
 
 
Pode-se confiar na autorrevisão?

Há inúmeras dificuldades na autorrevisão de textos, e muitos entendem que a participação do autor deve ocorrer no início do processo (a redação) e no final (a revisão de provas). 

Esse, por exemplo, é o pensamento de Athayde:
 
Fonte: Revisão de texto - teoria e prática. Públio Athayde

É fato que o autor tem resistência a perceber problemas e fazer mudanças no próprio texto, à vista do seu conhecimento do tema e a proximidade com o que escreveu. Ocorre aqui, em parte, o que Pinker [1] chama de "maldição do conhecimento" — quanto mais versado no tema, mais o autor foge das expressões simples e objetivas, escrevendo numa linguagem especializada e hermética.

Recorde-se também os casos bastante comuns do AUTOR que NÃO pensa no LEITOR, e não se apercebe disso (Veja este texto: Facilitando a vida do leitor - disponível aqui).
 
Manual de Metodologia Jurídica - Técnicas para argumentar em textos jurídicos - NITISH MONEBHURRUN, Saraiva, 2015

Outro ponto é o saber revisar. O autor tem conhecimento dos procedimentos de revisão e/ou desenvolveu as competências para isso (sintáticas, gramaticais, estilísticas)?
 
Veja o e-book: Como escrever sem erros - aqui
 

Ora, escrever corretamente é uma competência fundamental, e a redação prática, ou seja, aquela destinada à comunicação objetiva na vida pessoal, empresarial, funcional ou profissional pode ser aprendida, desenvolvida e aperfeiçoada.

E assim também a autorrevisão de textos. De fato, quantos de nós autores de textos, na faina do dia a dia, temos pessoas que podem nos auxiliar numa revisão textual? A ex-professora, o parente escritor, o colega de trabalho, o superior hierárquico, podem eventualmente fazê-lo. No mais, nós mesmos é que temos de dar cabo da tarefa.

Pois é essa, modestamente, a contribuição que traz o REDIGIRMelhor, por meio dos materiais objetivos, simples e didáticos que desenvolveu.

De qualquer modo, a prática de autorrevisão vai vencendo as limitações, e caberá ao autor — à exceção, claro, dos casos em que a revisão é indispensável (edição de livros, monografias, publicações científicas, etc.) — decidir quando procurar revisores profissionais para os seus textos.

[1] STEVEN PINKER. Guia de escrita: Como conceber um texto com clareza, precisão e elegância. São Paulo, Editora Contexto, 2016
Veja também este e-book da Coletânea REDIGIRMelhor: Como reescrever e editar seu texto - aqui
Voltar

Glossário

- Autor: Pessoa física ou jurídica que concebe e realiza uma obra, destinada a ser publicada. Escritor, compositor, inventor. Agente diretamente responsável pela redação de um texto (Manual SENAI, 1994). Pessoa(s) física(s) responsável(is) pela criação do conteúdo intelectual ou artístico de um documento (NBR 6023:2000) 
- Autorrevisão: processo de reescrita empreendida pelo autor com vista ao aperfeiçoamento do texto, verifica aspectos linguísticos e comunicacionais nos limites de sua competência.
- Copidesque: Do ingl. copy desk. Trata-se de profissional que reescreve, edita o texto original, sempre em negociação com o editor e autor. No jornalismo, a profissão está próxima da extinção, já que os jornalistas de hoje acumulam várias funções. Na produção de livros, ainda é bastante comum que o texto original passe pelas mãos de um copidesque antes de ser diagramado e revisado, especialmente em alguns segmentos editoriais.
- Diagramação: Ato de diagramar, que consiste em projetar a distribuição de matérias que serão impressas (texto, título, figuras, gráficos, fotografias, desenhos). O termo é mais apropriado para revistas e jornais.
- Editor: No Brasil, difundiu-se tal nome para o empresário, o dono da editora, mas a designação é específica de quem trabalha com a edição de um livro, que seleciona uma obra, avalia-a, faz sugestões sobre o conteúdo, contrata-a e manda imprimir.
- Editoração: Processo de edição de um livro, que consiste em preparar o texto, adequando-o à gramática, às normas da ABNT, às convenções editoriais da empresa, à escolha de fontes e tamanho, à indicação de aberturas de página, recuos, aplicações de retícula.
- Equipe editorial: Elementos que colaboram na produção formal da obra, tais como: editor responsável, revisor, diagramador, desenhista, fotógrafo, ilustrador, coordenador.
- Normalização textual: Atividade que consiste em revisão gramatical, padronização textual, adequação do texto ao estilo editorial, marcação de fonte, recuos, dizeres de título corrente, confecção de sumário, índices, estabelecimento de sistema de chamadas e citações diretas, elaboração de referências bibliográficas.
Revisão acadêmica: Revisão de teses, dissertações, monografias, artigos, comunicações e trabalhos acadêmicos em geral. Normalmente requer a interferência de profissional habituado ao jargão universitário, familiarizado com as normas e objetivos do texto científico.
- Revisão primária: Para alguns, confunde-se com o copidesque (copy desk) ou com a preparação do texto (revision); aponta incoerências, repetições, uso incorreto da língua e falta de normalização.
- Revisão final: No jargão dos revisores, conhecida como cata piolho e outras expressões do gênero. Refere-se à última leitura do texto, antes do esgotamento do prazo para entrega.
- Revisão de originais: Normalização ortográfica, gramatical, literária e de padrões institucionais, aplicando-se as técnicas editoriais e marcações para uniformizar o texto como um todo. Também denominada como copidesque.
Fontes: (Públio Athayde. Revisão de textos - teoria e prática); (João Bosco Medeiros. Manual de redação e normalização textual); (Ana Elisa Ribeiro. Em busca do texto perfeito)
 
- Veja também: Diagramação - Glossário - aqui
Bibliografia de revisão textual
  • Manual do revisor. Luiz Roberto Malta. WVC Editora, São Paulo, 2000
    Manual de redação e normalização textual - Técnicas de editoração e revisão. João Bosco Medeiros. Atlas, São Paulo, 2002
    Editoração - arte e técnica. Sonia Queiroz (org.). FALE/UFMG, Belo Horizonte, 2008
    Além da revisão - Critérios para revisão textual. Aristides Coelho Neto. Brasília, Editora Senac, 2a. edição, 2008
    Revisão de textos: teoria e prática. Públio Athayde. Keimelion, Belo Horizonte, 2011
    Fundamentos à prática de revisão de textos. Mayara Espíndola Lemos. Porto Alegre, Consultor Editorial, 2017
    Revisão de textos [Recurso eletrônico] - Da prática à teoria. Risoleide Rosa Freire de Oliveira. Natal, RN, EDURFN, 2016
    Revisão de textos - elementos para profissionais. Claudionor Aparecido Ritondale. São Paulo, Edição do Autor, 2012
    Truques da escrita. Para começar e terminar teses, livros e artigos. Howard S. Becker. Rio de Janeiro, Zahar Editores, 2015 
    Quem mexeu no meu texto? Questões contemporâneas de edição, preparação e revisão textual. Luciana Salazar Salgado. Divinópolis, MG,  Editora Artigo A, 2017
    Em busca do texto perfeito. Questões contemporâneas de edição, preparação e revisão textual. Ana Elisa Ribeiro. Divinópolis, MG,  Editora Artigo A, 2016
    Elementos de bibliologia. Antônio Houaiss. Rio de Janeiro, Instituto Nacional do Livro/ Ministério da Educação e Cultura, 1967
    A revisão de textos. Verônica Merlin Vieira Rosa; Martha Augusta Corrêa e Castro Gonçalves. Revista Letras Raras. Vol. 2, 2013
    Um novo paradigma de revisão de texto: Discurso, gênero e multimodalidade. Harrison da Rocha. Tese (Doutorado em Linguística). UnB, Brasília, 2012
    Revisão textual: para além da revisão linguistica [Artigo]. Sueli Maria Coelho; Leandra Batista Antunes. In Scripta.v. 14, n. 26, págs. 205-224, 1o. sem 2010
    Dossiê Revisão de Textos. Daniella Lopes Dias [Org.]. In Scripta, vol. 14, n. 26, 2010. pp. 121-249 - Disponível em http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/issue/view/297/showToc  
    Diferentes funções, mesma profissão: os tipos de revisor de texto (Carol Machado) - Disponível em https://revisaoparaque.com/blog/diferentes-funcoes-mesma-profissao-os-tipos-de-revisor-de-texto/

ACGuima
Enviado por ACGuima em 02/12/2020
Reeditado em 04/12/2020
Código do texto: T7125765
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
ACGuima
Lambari - Minas Gerais - Brasil
37 textos (974 leituras)
7 e-livros (3716 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/05/21 02:43)
ACGuima

Site do Escritor