Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bispoeta e os porquês

Os porquês

Você sabe usar os porquês?
Aqui vai a primeira dica:
junto e com acento no "ê",
vamos ver como é que fica.

"Por que" no início da frase,
pode indicar uma pergunta;
agora é a segunda fase.
(É pergunta ou pregunta?)

Por que cai isso na prova?
Agora é que o bicho pega!
"-Prô, isso é matéria nova!"
(Vou apelar pro Bispoeta!)

Por que parou? Parou por quê?
Percebeu a diferença?
Se não, explico pra você;
se sim, aumenta minha crença.

Ah, mas e a pergunta indireta,
aquela que não tem a interrogação?
Calma, chego na minha meta,
ou vou ser um "sem noção".

Perguntei porque você parou.
"- Não sei." Foi sua resposta.
E agora, melhorou?...
Vou fazer uma proposta.

Já é a sétima estrofe
e você não sabe meu nome;
está na hora de um "coffee".
Sou aquele com um megafone.

Fernando Bispo é meu nome.
Guarde sempre com você
quando estiver insone.
Bispoeta, muito prazer.

©Bispoeta
Bispoeta
Enviado por Bispoeta em 26/09/2020
Reeditado em 26/09/2020
Código do texto: T7072724
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Bispoeta
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
589 textos (3235 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/05/21 01:38)
Bispoeta