Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO MAR TENHO O CHEIRO, DAS MONTANHAS, DEVANEIO

Mote:
Do mar tenho o cheiro
Das montanhas, devaneio

Glosa:
Eu não sou do nordeste
Mas me encanto com o lugar
Céu, calor e mar
Sinto daqui do sudeste.
Na verdade não me aperreio
Nem preciso ser primeiro
Nesta vida esperneio
Pelo fato de não ter dinheiro
Mas me sinto verdadeiro
Nas montanhas, no mar, no celeiro
No mar sou marinheiro
Nas montanhas pastoreio
Do mar tenho o cheiro
Das montanhas, devaneio!

*inspirado no texto 'LUMINOSIDADE'  de 'Verdana Verdannis'

*interação em 09/04/2020 11:31 - Sílvia Potiguar

Mote:
Enquanto sinto do mar o cheiro
Das montanhas, ar puro, devaneios

Glosa:
Eu, sim, sou do nordeste
Temos muito o que decantar
Veja a praia de Ponta Negra
As areias do Morro do Careca
Praieiras que lembram bonecas
Morenas faceiras no andar.
Igualmente, amo o seu sudeste
As montanhas das Minas Gerais
O sotaque único da mineira
Um jeito de falar mei brejeira
Li em Carlos Drumond de Andrade
Graça, encanto sem vaidade
Enquanto sinto do mar o cheiro
Das montanhas, ar puro, devaneios!
All Xavier
Enviado por All Xavier em 07/04/2020
Reeditado em 13/04/2020
Código do texto: T6909123
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
All Xavier
Patos de Minas - Minas Gerais - Brasil
301 textos (10494 leituras)
1 áudios (34 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 18:23)
All Xavier