Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOTO... PACIENTE !

    BRASIL DE ONTEM... E DE AMANHÃ !
"Como será o Amanhã ?! / Responda
quem puder... / o que irá me acontecer /
o meu destino será como Deus quiser" !
(autor: JOÃO SÉRGIO ?)
Há 4 décadas -- época desse samba-enredo histórico da UNIÃO DA ILHA (1978) -- ainda havia ciganas "ganhando a vida", digo, "lendo Destinos" pelas ruas de algumas cidades. Naqueles tempos o pobre da periferia das Capitais usava fogãozinho Jacaré a querosene, lampiões variados, fedorentos e fumacentos (por vezes velas) ou cozinhando com carvão. Caminhões com botijões de gás não subiam Morros nem entravam em "alagados", "baixadas", palafitas, "invasões", favelas de todo tipo.
Vivi aquele período de sacrifícios e dificuldades e torno a vivê-lo agora, aos 65 anos, vendo a meu redor outras famílias passando pelo mesmo "perrengue". Apesar de tantas (e de todas as) PROMESSAS estamos voltando no tempo, o país está regredindo a olhos vistos, não é mais questão de falta de emprego ou de fábricas... doenças antigas quase desconhecidas estão de volta e nenhum discurso ou PROPAGANDA irá encobrir essa realidade apavorante e inevitável.

Sem TV nos barracos e casebres, era pelos Rádios Transglobe ou pro radinhos de pilha -- de capa de couro cinza, marrom ou azul -- que o pobre era iludido, via "A Voz do Brasil", incentivado a acreditar no "Brasil de Amanhã", no "País do Futuro", "gigante deitado em berço esplêndido", "90 MILHÕES em ação" ! Nesse "país feito por nós" -- que nada fizemos para MUDAR a situação que hoje temos -- só a Política interessa e volta-se ao "coronelismo" de CEM ANOS atrás, com filhos, irmãos e sobrinhos dessa "caterva insaciável" sendo colocados em cargos e postos importantes desde os 19-20 anos, quando ainda estariam estudando, em tempos antigos.

E é com esse "tipo de gente" que o eleitor sonâmbulo conta para ACHAR UM RUMO para esta "nação de ladrões"... o Governo federal faz sua parte "para nada mudar" vendendo ao povo, via propaganda, a falácia retrógrada "de que ELEIÇÃO muda tudo". Então temos, para votar, uma "sonsa-esperta" que já "pousou" em 3 Partidos (nenhum prestava ?), um falso Enéas "com ar de Trump" e 2 ou 3 filhos deputados, juiz citado "em lista", um Maia -- dos Maias com 2 séculos de experiência (?!) "nesse meio", "paraquedistas" iniciantes com o surrado discurso cínico "de que NÃO SÃO IGUAIS aos demais"! Bom sono para todos nós !
                (NATOAZEVEDO -  em 22/mar. 2018)
*****************

      VOTO... PACIENTE !
       (mote / glosa)
Entre desgostos e dores
vai -- cumulando fracassos --
um Brasil de mil horrores...
com todos nós de palhaços !

        I
Nova eleição se aproxima...
jamais vi tanto gaiato
querendo ser candidato
sem nem sequer ver que o clima
de revolta está acima
do que preveem "doutores".
Já basta de dissabores
e o povo -- com votação --
quer encontrar solução,
entre desgostos e dores.

      I I
Mas, para nossa tristeza,
pensam dirigir um quarto,
colégio, pensão ou barco...
não um país com grandeza
num momento de incertezas.
O eleitor vê, com cansaço,
cair sobre si -- "do Espaço" --
oportunistas, ignaros
e a Nação, sem 1 preclaro,
vai cumulando fracassos.

      I I I
Pra êles é "brincadeira",
têm cinismo mais vaidade...
para quê capacidade ?!
Se engana a Pátria inteira
nessa hora derradeira
de evitar novos temores,
de sanar velhos terrores.
Só tem Maia, Bolsonaro,
Dias e outros "gênios raros"
um Brasil de mil horrores !

     I V
Nos "sobram" "velhos raposos"
e tudo segue "no mesmo",
co'o país andando à êsmo...
nesse "CIRC(ul)O vicioso"
perde-se tempo precioso.
Se ouve -- com estardalhaço --
que se há de ter "bom pedaço"
de alegrias, pão, emprego,
ordem, progresso, sossego...
com todos nós de "palhaços" !
     "NATO" AZEVEDO
      (em 22/mar. 2018)
NATO AZEVEDO
Enviado por NATO AZEVEDO em 24/03/2018
Código do texto: T6289626
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
NATO AZEVEDO
Ananindeua - Pará - Brasil, 67 anos
902 textos (14912 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/19 06:35)
NATO AZEVEDO