Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


O CASTOR E O GUAXINIM
 
A primavera estava prestes a terminar e, por isso, vários animais corriam de um lado ao outro sem parar. Em algum lugar, não muito afastado da floresta, encontrava-se um castor arrastando um pedaço de folha com muitos gravetos, amontoados, em uma única pilha. No caminho até à sua casa, o Castor deparou-se com seu amigo Guaxinim que descansava à sombra de uma árvore:                           
– Olá! amigo Guaxinim. Você não deveria começar a se preparar para o inverno.                     
– Ah! Olá, Castor, desculpe-me. Você sabe bem que trabalho duro nunca foi o meu tipo.                    
– Eu sei, mas, mesmo que não goste, precisa fazer isso. O inverno está próximo.                       
– Não se preocupe. Eu irei fazer isso mais tarde. Por enquanto, vou tirar mais um cochilo. OK.                         
– Bom... Se você prefere assim, então que seja. Não venha reclamar se, o inverno começar e você não tiver terminado a tempo.
Assim que falou, o castor deu as costas ao amigo e afastou-se.
Horas depois, o Castor finalmente terminou de por os últimos pedaços de árvores em sua casa. Lá dentro, sua esposa, a senhora Castor, terminava de limpar a cozinha:       
– Querido, venha já para dentro, está na hora de irmos dormir.                        
– Já estou indo! "Será que aquele GUAXINIM decidiu trabalhar", pensou ele.                               
No dia seguinte, o Castor acordou com pequenos raios de sol e, ao olhar pela janela, percebeu que tinha neve, o inverno havia chegado. Decidiu sair para ver como estava seu amigo Guaxinim. No caminho, encontro com outros animais bem despertos. Ao chegar ao local, percebeu que a casa ainda não estava pronta; mais a frente, viu seu amigo desacordado sobre a neve. Desesperado, o Castor correu em direção a sua casa, levando consigo o amigo. Chagando, o Castor pediu à esposa que o ajudasse com o amigo, que continuava desacordado. Depois de algumas horas, o Guaxinim, finalmente, recuperou a consciência, dizendo que o deveria ter escutado quando disse que o trabalho duro sempre supera a preguiça. No fim, os dois Castores riram, dizendo ao mesmo tempo:
– Nós te avisamos.
Gabriela Cohen Rodrigues - 16 anos
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 07/07/2020
Reeditado em 07/07/2020
Código do texto: T6998979
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ilda Maria Costa Brasil
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
2250 textos (119352 leituras)
6 e-livros (1423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 02:56)
Ilda Maria Costa Brasil

Site do Escritor