Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTO/FÁBULA

A PEQUENINA ESFERA AZULADA!

Resolvi dar um passeio ousado e inédito. Soltei o meu “pensamento” e alcei voo para fora dos limites da nossa atmosfera terrestre!
Lá vou eu, então, subindo, subido, subindo...
Opa precinto que agora estou fora da gravidade e sem nenhum peso... Vejo cá de cima, uma esfera azulada bem pequena, mas, bonita, e, diferente entre outras pequeninas esferas...
Levito num profundo silêncio e surpreendente harmonia onde diversos corpos celestes giram, e sem nenhum esbarrar no outro!
Uma imensidão, as vezes azul, as vezes cinza, as vezes negra...
Bem, mas o eu mais me chamou a atenção foi a pequenez daquela ínfima bolinha azulada conhecida como Planeta Terra onde microscópicos seres chamados de “humanos”, com inteligência própria, formam e vivem em sociedades, sob governos, em países, e cidades...
Eles possuem conhecimentos tecnológicos, fabricam coisas, usufruem de veículos para a sua locomoção, aeronaves que voam à velocidade supersônica, se alimentam, tomam remédios para suas curas, são vítimas de vírus que os atingem, fazem guerras, se hostilizam uns aos outros, mentem, praticam a hipocrisia, a violência, matam e morrem...
Mas, cá de cima e bem longe dessa realidade, percebo que não passam de micróbios mal intencionados, que, se auto infestam, e contaminam suas vidas, que, poderiam ser harmônicas, plenas de paz, e alegrias plenas, num paraíso que é essa bolotinha azulada chamada Terra!
Tenho até vontade de ficar por aqui mesmo, e não mais voltar para lá! Mas isso não me seria possível, pois, onde estou é na Terra, embora meu pensamento esteja nessa agradável e inusitada divagação cósmica!
E, num plaft-pluft retorno do pensar dessa feliz ficção à uma realidade de infelicidade que é a vida por aqui embaixo!!
Mas, fico a me perguntar, como é possível, haver num ínfimo e minúsculo planetinha, perdido numa infinita imensidão cósmica, tanta ignorância, balbúrdia, confusão, guerras, fofocas, hipocrisias, violências, drogas, mortes injustas, assassinatos, corrupções, politicalhas, desgovernos, fome, pragas, invejas, ódios, traições, doenças, pobrezas, roubalheiras, ideologias espúrias, oportunismos indevidos, desrespeitos às leis, abusos do Criador, agressões ao meio ambiente, falta de higiene, lixo e sujeira...
Ao ver e contemplar a distante e pequenina esfera azulada conhecida como Planetinha Terra, senti por alguns instantes, que nada disso havia lá... Que lá seria a morada da paz, da beleza, do amor, do paraíso, na presença de Deus Criador, da harmonia social, do respeito mútuo, do amor à terra, aos mares, às florestas, aos ares, aos rios, aos animais, aos campos, e, por fim, à harmonia entre seus habitantes nas cidades...
Então, meu pensamento me fez acordar daquele sonho à milhões de quilômetros daquela pequenina esfera azulada, e, tão destruída e sofrida pelos seus próprios habitantes!
Que pena, foi tudo tão rápido e efêmero, que, ficou somente em pensamento, e, então, voltei ao meu mundinho!

Jose Alfredo
Jose Alfredo
Enviado por Jose Alfredo em 04/04/2020
Código do texto: T6906827
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Jose Alfredo
Lorena - São Paulo - Brasil, 74 anos
1347 textos (16886 leituras)
13 e-livros (135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 11:59)
Jose Alfredo