Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÃO JOÃO NO CÉU

 SÃO JOÃO NO CÉU
"Capelinha de melão / é de
São João... / é de cravo, / é
de rosa, / é de mangericão".
 (cantiga de roda / trechos)

Deus acordou aborrecido, já passava de meio-dia e nenhum preparativo se via pro Dia de São João... não há noites no Céu ! Convocou São Pedro e o questionou irritado:
-- "Cadê a fogueira ?! Doces, sanfoneiro, salgadinhos... onde está São João ?! Vá chamá-lo" !
-- "Dormindo desde a festa de Santo Antônio, lá na casinha dele... não vai acordar tão cedo" !
-- "Aquele monstrengo em forma de abóbora... construíram pelas minhas costas, enquanto eu "tirava uma pestana" ! Anda logo, quero o João aqui, agora" !
São João chegou bocejando, pálpebras inchadas, pupilas vermelhas (epa!):
-- "Pombas, Senhor, não se pode dormir sossegado" ?!
-- "Veja lá, João, "não folga" comigo... você é primo do meu Filho, mas nem sobrinho meu tu és" ! Cadê a festa" ?!
-- "Ora essa, vê se vou fazer festa pra esse "bando de mocorongos"... quem quiser fogueira que volte pra Terra" !
-- "Isso não é um pedido, João, é uma ordem" !
-- "Mas, que "inferno"... digo, que merda de Paraíso, pombas" !
Deus, irado, cochichou pra São Pedro:
-- "Convoca uns 5 pedreiros e põe abaixo a Capelinha" !
-- "Não dá, Senhor... foi feita com supermegaaço, "pra durar uma Eternidade", é indestrutível" !
-- "Só eu fui deito pra durar uma Eternidade, Pedro"!, e apontou seu indicador imortal para o "jerimum" lá embaixo -- por isso se chama "Altíssimo" -- do qual jorrou potente raio verdeazulavermelhado, transformando o "melão" em lago de aço incandescente. São João, assim que soube, chorou copiosas lágrimas. Arrependido, Deus voltou atrás, reconstruindo tudo !
-- "Ah, ser Todo-Poderoso tem lá suas vantagens" !
     "NATO" AZEVEDO (em 7/out. 2019, 15hs)
NATO AZEVEDO
Enviado por NATO AZEVEDO em 07/10/2019
Código do texto: T6763546
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
NATO AZEVEDO
Ananindeua - Pará - Brasil, 67 anos
891 textos (14308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 12:27)
NATO AZEVEDO