Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Ansiosa
 
Jogada no leito
a lança jaza...
Sinto o feito...
 
Arqueio pela porta,
nua pela casa...
O que importa?
 
Senão teu castelo
nu que extravasa
o meu anelo.


 






 (Des)amarras
 
Já vou vindo...
não queria ir;
mas vou sorrindo...
 
Apagarei meu rastro
quando eu sair;
até meu cadastro
 
em tuas veias...
Eu devo ir;
desfazer as teias.


 





Turbilhão
 
Vogam ondas apressadas...
Cobrem-me espumas
 de águas passadas...
 
Rasgando o movimento,
as vagarosas brumas
num céu cinzento...
 
Indiferente a mim
O passado exumas?
Ah! Saudade carmim!



 





Imperdoável
 
Ah! Esse amor,
essa imensa vaga
quebrada em dor!
 
Entre tantas dores
perdoo a praga
dos teus fulgores...
 
Mas não perdoo
tua partida amarga.
Porque levantou voo?

 






“Pessoa”
 
“Versos à luz
do candeeiro... ”clara
à pena conduz...
 
Mas dá pena;
escrever é tara...
Ah! Versos... Cantilena...
 
Pois poeta finge;
tua pena declara.
Ri tua esfinge...
 

 





Caprichoso
 
Ora, dizeis: amo,
e no entanto,
diz que reclamo...
 
O que queres?
Verto-te pranto,
então te esmeres...
 
Mostre esse amor
assim tão santo
mas sem fulgor.
 
 
 





(Em) rolação
 
Faço teu jogo
de lero- lero;
queimo no fogo...
 
Mas tu sabes
que te quero...
Então me acabes
 
em dor, prazer;
que eu esmero
em me perder...


 


Imagens: Google, editadas
Série de Medianeiros que ainda faltavam para serem publicados aqui. Falta apenas uma série. Espero que gostem.

 





 
Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 24/10/2020
Código do texto: T7095339
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
1341 textos (58352 leituras)
13 áudios (691 audições)
2 e-livros (150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 04:46)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor