Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




  FAMINTA

Dispôs em minhas mãos
Opulentos desejos de mim...
Arremeti longe no desvão
Teus desejos refutei enfim!
 
Instiga-me, provoca-me...
Busco-te incessante a boca!
Longe e lascivo incedeia-me:
Pele latente, fremente e louca.
 
Sacia-me faminta o teu sorriso...
Nem a faca nem o queijo disponho.
A fome alimenta o que preciso,
Me deixas,faminta em sonhos!
 
Ao alcance das mãos e fugidio...
É assim que te tornas desejado!
Amante e falsamente arredio
Dia a dia és meu eterno amado!

Nossa busca incessante de amores
Ou caça ou caçadora aprendendo.
Me ensinas a cultivar jardins em flores
Longe ou perto, te amando,te querendo!


♥♥♥

Mote para 28/12/2008


 " Não quero faca, nem queijo. Quero a fome. "
(Adélia Prado)
INEZTEVES
Enviado por INEZTEVES em 03/02/2013
Reeditado em 25/01/2015
Código do texto: T4121076
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
INEZTEVES
Japeri - Rio de Janeiro - Brasil
1376 textos (112845 leituras)
290 áudios (28852 audições)
2 e-livros (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 03:43)
INEZTEVES