Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OD LAREMSE ENTREVISTA BOSCO ESMERALDO

OD LAREMSE ENTREVISTA BOSCO ESMERALDO

OD: Valho-me de nossa amizade e extrema semelhança que há entre nós, tanto externa quanto interiormente, para esta entrevista. Você usa algum pseudônimo?

BE: Claro! Embora tenha respondido numa entrevista ao FÁBIO BRANDÃO que mesmo tendo um pseudônimo, preferia usar o meu nome. Mas familiares me convenceram passar a usá-lo. 

OD: E qual é? Poderia nos dizer?

BE: Ora, Od! Você sabe muito bem. Só digo que é o anagrama de meus sobrenomes ROLI(M) ESMERALDO. Basta olhar no espelho. Está ali, bem na cara!

OD: Captei sua resposta. Estão falando que, embora muito interessante, o seu novo estilo é muito difícil de fazer e por isso não interagem no mesmo. Você concorda com eles?

BE: Não. Muito pelo contrário! É um estilo facílimo. A gente só tem o trabalho de construir a primeira estrofe. Esta funciona como uma mina que vai fornecendo os subsídios para as próximas estrofes. 

OD: Ah! Estou entendendo! Então é por isso que você os chama de "garimpado" e "lapidado". É isso?

BE: Isso mesmo. E tem mais. Ele cabe certinho em qualquer formatação. Primeiro você cria o da Capo, de acordo com o estilo que você quer formatar (Pentatrilho, gradílio, sonidílio, soneto, rondel etc). E as seguintes estrofes você vai garimpando da primeira. Percebe?

OD: Líquido e certo! Mas você falou há pouco "da Capo". Poderia ser mais claro. Os meus leitores não têm a obrigação de saber tudo o que você diz. Pode ser?

BE: Claro, OD! "da Capo" é uma expressão musical indicando ao executante que ao chegar naquele ponto onde de encontra a expressão, deve retornar para o "Capo", ou seja, para o início. Seguindo essa analogia, sempre que o poeta for iniciar uma nova estrofe, este deve retornar à estrofe Capo para tornar a garimpar mais pérolas e gemas que certamente há de encontrar entre as palavras ou nas entrelinhas. Pode ainda, se o quiser, também garimpar nas outras estrofes acima. 

OD: Assim ficou mais claro, mas você falou em "gemas". Pode ser mais claro? A que gemas você se refere?

BE: Pois sim! Gema é como os profissionais do garimpo ou ourivesarias chamam as pedras preciosas. 

OD: Muito grato por esta entrevista, Bosco Esmeraldo! Gostaria de falar algo mais aos nossos leitores?

BE: Eu é que agradeço, caro OD, por ter dado esse espaço. Apenas gostaria de dizer que sou muito honrado por suas leituras. Também quero desafiá-los a ousar escrever através do Extrato da Capo Garimpado e comprovar que é realmente fácil e divertido garimpar tanto nos nossos texto quanto no de algum amigo, lógico que nesse último, com a devida permissão, não ser confundido com plágio. Deve-também informar a "mina" da qual garimpou. 

                     DEUS ABENÇOE A TODOS
Alelos Esmeraldinus e Bosco Esmeraldo
Enviado por Alelos Esmeraldinus em 01/04/2012
Reeditado em 16/02/2020
Código do texto: T3588612
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alelos Esmeraldinus
Gama - Distrito Federal - Brasil, 96 anos
3782 textos (174970 leituras)
212 áudios (14271 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 13:32)
Alelos Esmeraldinus