Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOBRE O FIDEÍSMO

     O erro de ser religioso polarizado da fé é o mesmo erro que muitos invocam em um homem materialmente falando; digo... em que se pode tocar, achando assim que esse vai ou, já trouxe justiça e equidade à alguma sociedade em alguma época, deixando de lado sua prole e sua satisfação pessoal. Alguns não têm escolha nenhuma se não ter fé! Essa não generalizada como acima, essa não polarizada como é pronunciada diversas vezes " religiões diferentes e o mesmo deus". É como a virtude, só se sabe quando perturbada, só se é um homem virtuoso quando é testado na promiscuidade. Dessa forma se espera no que acredita. Inúmeros em imagem, outros em terços, os fartos em descrenças também, ainda mais, os intitulados "racionais" continuam acreditando em homens; esses que desnortearam uma civilização inteira, não citando nomes, apenas alguns anticristos quando estudados de maneira profunda, como: Charles Darwin e Galileu Galilei; o termo "dividir para conquistar" nunca esteve tão em alta, mostrando assim o monopólio que ainda atingem, prova essa é formalizada em obras da Literatura como: A Revolução dos Bichos (1945), Admirável Mundo Novo (1932), e tantos outros ensaios e romances. Tudo foi inserido em determinação do que agora acontece, o felizardo ou não que acompanha tais fundamentos se vê privilegiado no discernir da questão e se aprofunda ou, passa por louco quando se explica diretamente os acontecimentos aos leigos, dito isso, fica claro o que Cristo Jesus queria dizer ao falar - não deis aos cães o que é santo, nem lanceis ante os porcos as vossas pérolas. Por isso, se tratarmos o erro do religioso, a espera de um poder em ajudar e a humildade de um homem que pode-se corromper é o mesmo de querer ver passar em plena rua um cateto ao quadrado, ou uma hipotenusa na esquina tomando café. Como há acertos, na maioridade o homem errou em tudo ao descrever o seu contemporâneo. Lembre-se: só existe o anticristão porque existe o cristão.
JOÃO VICTOR FILGUEIRA
Enviado por JOÃO VICTOR FILGUEIRA em 01/06/2020
Reeditado em 04/06/2020
Código do texto: T6964423
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
JOÃO VICTOR FILGUEIRA
Ribeirão Pires - São Paulo - Brasil, 23 anos
108 textos (8496 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/08/20 05:10)
JOÃO VICTOR FILGUEIRA