Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOJE, O DIA AMANHECEU...

Com a fumaça da chaminé compartilhando o perfume do Café, que Minha Avó - Sinhá Águeda, fazia, passado no coador de flanela, no bule de ágata, florido!
Hoje o Dia Amanheceu... com Cheiro do Bolo de Fubá, quentinho, fumegando, solene, na tigela de cerâmica, pondo água na boca... Artes da Minha Mãe - Sinhá Anália!
Hoje o Dia Amanheceu... com o gosto delicioso do queijo que Minha Tia/Madrinha - Maria de Nazareth, fazia... fatiado na tigela esmaltada, enfeitada com delicados matizes!
Hoje, o Dia Amanheceu... com cheiro de bogari, balançando na minha janela, sob o pé de jasmim em flor, agrado da Minha Tia D'Sant-Yago!
Hoje, o Dia Amanheceu com o eco sonoro da sanfona, do violão e dos pandeiros dos Meus Primos: Paulo, Augusto, José Romeu (Dedé), João e José (Zezo)... tocando e cantando, acompanhados pelas primas: Josefa e Maria... "Abre a janela Minha Bela Namorada, e vem ouvir eu cantar essa canção, com esse pinho encostado no peito, eu aproveito e consolo o Meu Coração. De madrugada como é Belo o teu Castelo, e eu na rua nessa Noite Enluarada, somente a Lua é quem vê que eu sofro tanto, ouve o meu pranto nessa triste madrugada!"
Hoje, o Dia Amanheceu... com a Lembrança do Meu Namorido - José Francisco... das surpresas que me fazia, combinado com Nossas Filhas!
Não é saudade… é Lembrança Boa!
Lembrar da surpresa de ser lembrada… faz uma diferença muito grande no bem estar de quem, quase sempre nem era notada, menos ainda,  lembrada!
Hoje,  o  Dia Amanheceu com o som  do  sino, na Capelinha  do Vilarejo  onde vivi os mais terríveis, significativos e  melhores anos da minha infância, adolescência e juventude.
O que aprendi no Orfanato São Francisco de Assis, situado na  Vila Franciscana, fundados (Vila e Orfanato) pelo Leigo Franciscano – Antônio Fernandes  Amorim,  Meu Pai do Coração que nem tive a chance de conhecer, fortificou a condição  para  que hoje eu  seja, esse Ser  Estranho que sou – misto de:
Guerreiro e Pacificador, eis que não fujo da Luta, mas se a Paz for o melhor Caminho… sigo por Ele.
Amigo Presente e Eremita, sempre estarei com Você quando precisar, mas, quase sempre me sinto sozinha, mesmo rodeada por uma Multidão.
A Fúria e a Serenidade Personificada… dependendo da situação!
Hoje, o Dia Amanheceu… me mostrando o número 13, em duplicidade: Primeiro 13 – sexta feira. Segundo 13 = 67 = 6+7=13 = Ayel, Meu Amor Eterno!
Hoje, o Dia Amanheceu... com as Lembranças de Todos os Meus Amores... dos Queridos do Meu Coração.
Os que estão comigo, convivendo sob o mesmo teto, no Dia-a-dia, apoiando, cuidando, aguentando o tranco!
Aqueles que estão um pouco distantes, mas nem tanto; os que estão muito distantes… e os que já se foram… Todos, sem exceção, estão guardados, com o maior Zelo, dentro da Minha Arca do Tesouro - Minha Alma Imortal!
Hoje, o Dia amanheceu com o Aroma delicado da Gratidão… me perfumei e estou aqui, lhes dizendo, com a Alma nas Mãos: Gratidão a Todos Vocês, por Tudo!
Gratidão.
Gratidão.
Gratidão.
Adda nari Sussuarana
Enviado por Adda nari Sussuarana em 13/03/2020
Código do texto: T6887323
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Adda nari Sussuarana
Maceió - Alagoas - Brasil, 67 anos
362 textos (9514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 03:43)
Adda nari Sussuarana