Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Passado e o Presente

O momento nos convida a uma série de ensaios sobre mim mesmo e sua divertida vida entre o violão em primeiro lugar  e suas muitas sequências musicais.

Portanto  a polifonia da vida retrata a exata estrutura social existente então , tal retrato define a realidade  a medida que cada pedaço do cotidiano é tratado.

As experiências são na verdade fatos alinhados em uma perspectiva narrativa traduzem uma ideia valorativa sobre a vida em geral ,    eu mesmo  entendo todos esses elementos tão cheio de polifonia.

Simbolicamente era um enorme desafio elaborar perguntas para a mim mesmo em uma pose bem colocada, no caso especial essas respostas detalhadas  em detalhes riquíssimos e inexatos.

Simbolicamente era um enorme desafio elaborar perguntas para a mim mesmo  em uma pose bem colocada, no caso especial essas respostas detalhadas  em detalhes riquíssimos e inexatos.

Agora  eu mesmo  passa a conhecer as nuances e os liames da polifonia da vida e compreender cada forma do processo existencial contido em cada sequência musical de notas. Tal compreensão amplia sua leitura de mundo e seu conhecimento enciclopédico durante a expressão clássica da polifonia da vida  que depende exclusivamente de notas altas e baixas numa sequência musical.

Diante  da realidade  eu mesmo  deve-se somente seguir os eventos cotidianos segundo a melodia exposta conforme a polifonia da vida  existencial, semelhante  a um bando de tordos em galhos de árvores.

O momento exige dele somente  dedicação e compreensão diante de cada fato em especial. Nesse caso é necessário dar a devida atenção para os eventos cotidianos.

E as explicações oferecidas por mim mesmo  são de fato inadequadas interpretações  ao contexto que estavam assim inseridas como forma de opinião disfarçadas.

O  momento exige dele  busca também entender a essa extensa polifonia da vida que sua mãe vive em certos momentos é um esforço justo e abundante , de maneira categórica.

Primeiro diz que você precisa aprender a ler com o alfabeto e com livros ilustrados de fácil assimilação e memorização de personagens e cenários , começando com livros fáceis e novos de preferência, sem um resgate do passado necessariamente, mas que o o leitor tem uma noção primária do que venha a ser um livro e um texto adequadamente.

Realmente o  texto sempre vai buscar algo próximo a realidade ali dimensionada atualizando-a com o momento presente , mas um filme , um quadro sempre são formas de leituras de obras do passado ou do presente.

E a cada leitura se abre um novo horizonte ao tempo novo das descobertas , e cada leitura de um texto abre um conjunto de releituras possíveis e imagináveis que altera ma existência da humanidade de tempos em tempos , essa alteração é resultado de profunda inflexão e reflexão sobre a relevância dos temas atuais que movem a humanidade em suas inúmeras angústias que imerecidamente recebem ao longo da vida.

Simbolicamente a polifonia da vida nasce numa linha sequencial e oficial de acontecimentos cotidianos numa forma progressiva e sofisticada da vida.

E uma forma de concepção da vida criada de acordo com as necessidades coloridas da musicalidade da vida em sequência numa construção.

Naturalmente a leitura tende a melhorar o estilo de vida do leitor , que á largos passos melhora se aperfeiçoando gradativamente , essa melhorias indicam que o leitor de certo modo venceu muitos empecilhos que ás vezes surgiram na sua vida como um leitor.

Temerariamente, o que um leitor deve ou pode ler? Qual padrão correto de leitura? Quais livros deve se ler? Em quais ocasiões deve ler certos livros?

E assim a leitura se procede com muitos ricos detalhes , pois numa viagem , o viajante em questão pode ler desde lindas paisagens de fundo rural á ricos cenários urbanos das pequenas cidades do seus país e de outra nação se for a um país estrangeiro.
JessePensador
Enviado por JessePensador em 26/10/2019
Código do texto: T6779673
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JessePensador
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil, 35 anos
887 textos (8565 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 09:38)