Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DELÍRIO NEGRO

                              No delírio augusto do prazer
                            O ouro se faz branco a derreter
                            O sonho de valsa ao entardecer
                         Aquece a alma, sem pecado perceber.
     
                           Há talento para inúmeros desejos
                    O seu prestígio, não se nega e se deixa conceber
                      Degustar apetitoso, irresistível como beijo
                    Chocolate quente, doce, viciante entorpecer.

                      Negro como a noite, sem astros definidos
                           É um diamante em papel laminado
                   Regalo para os olhos, conflagrando os sentidos
                         Delicia refinada, pelo mundo ofertado.

                         Lindas caixas embelezam, essa doçura
                             Derretido, amargo, ou adocicado
                         A calda pura, cujo perfume é uma tortura
                             De tentação e sedução mesclado.
               
                                                                (Verdana Verdannis)


                         Transportado nos armados galeões
                        -mais precioso que o ouro dos Astecas-
                          foi à base de inúmeras criações
                          pra vencer a pior das enxaquecas.
 
                          Não adianta resistir à tentação
                          desse fruto que crescia no paraíso:
                          sua fragrância derrete o coração
                          do guloso tirando-lhe o juízo.

                          Ceda, então! E sem falsos pudores
                          a sua boca de sabor faça uma orgia
                          compensando desse mundo seus horrores,

                         mas defenda a nossa Terra do distrate
                         e a preserve divulgando a ecologia
                         pois só nela é que existe o chocolate!

                                                                     (Richard Foxe)

 



     
                                     



Verdana Verdannis e Richard Foxe
Enviado por Verdana Verdannis em 04/04/2019
Reeditado em 08/04/2019
Código do texto: T6615454
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verdana Verdannis
Fortaleza - Ceará - Brasil
322 textos (25973 leituras)
46 áudios (2319 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/09/19 13:16)
Verdana Verdannis