Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAVALEIROS DA ESCURIDÃO( Fred Albano & Luamor )



Vento corta a capa
do soldado
castelo frio
rei morto
caos no tempo e espaço
o ouro
perdeu seu valor
a cor desbotou
vento frio mata
a mata das fadas
nuas perdidas
nas mãos dos cafetões

Ela foi uma vadia sim
ou como muitos diziam: uma puta
nunca negou
com desdém, muita fome
jogou seu corpo perfeito
no abismo
foi cair nas mãos
dum cafetão
ordinário, desgraçado
fez dela sua escrava
te tomava todo o ouro

Sua vida era um caos
no tempo, no espaço
muito frio
o vento mata
ontem assistiu à morte
de outra infeliz como ela
mas um anjo chegou
e as fadas, como eram chamadas
se rebelaram

O soldado como o cafetão se dizia
não esperava
um tiroteio - comum nesses becos
uma bala perdida
cortou a capa, acertando o peito
do soldado que se julgava rei

Seu corpo ensanguentado
definhou no chão
todas as putas libertas
pegaram o ouro no corpo do cafetão
e se foram, sem olhar para trás
com ele, ficou só seu cão, velando-o



Fred Albano & Luamor



Luamor
Enviado por Luamor em 12/07/2011
Reeditado em 12/07/2011
Código do texto: T3090632

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Luamor
São Paulo - São Paulo - Brasil
1076 textos (83725 leituras)
17 áudios (923 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 21:56)
Luamor