Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PREGAÇÃO OU HOMILIA DO Padre Pároco Padre Milton Modesto Igreja Santa Maria Maior, centro, Jaguariúna, SP. 04/10/20

          Veja a foto do padre e a oração lindíssima de Santa Maria Maior, na Paróquia Santa Maria de Jaguariúna, SP.

Pregação de meu Pároco Pe. Milton Modesto, Jaguariúna, SP. 04/10/20.

Autor: J B Pereira e https://www.recantodasletras.com.br/ensaios/6458422
Formato: rtf
Tamanho: 53 KB
Ano: 2020
Enviado por: J B Pereira
Enviado em: 12/10/2020

https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/7085806
________

 PREGAÇÃO OU HOMILIA DO Padre Pároco Padre Milton Modesto Igreja Santa Maria Maior, centro, Jaguariúna, SP. 04/10/20

27 º Domingo do Tempo Comum

=== Ano A – 04 de outubro de 2020

PREGAÇÃO OU HOMILIA DO
                             Padre Pároco Padre Milton Modesto
                              Igreja Santa Maria Maior, centro, Jaguariúna, SP.


Síntese de J B Pereira
              Professor e evangelizador católico


PARTE 1  - NARRATIVA NA HOMILIA E EXPLICAÇÃO DO PADRE


              A surpreendente ação de Deus na vida de Sr. Pulguinha

J B Pereira
Professor, evangelizador e escritor
Recanto das letras
    Ouvi da pregação de meu Pároco, Pe. Milton Modesto, Jaguariúna, SP. 04/10/20.

          Depois que criou e educou seus quatro filhos, ficou viúvo.
          E certa vez, já idoso, os filhos resolveram interná-lo no asilo.
          E o sr. José Pulguinha como era conhecido, por ser esperto e ajudar a todos e ser bom pai e esposo naquela comunidade; avaliou sua vida, saúde o seu pouco tempo de vida,
obedeceu.
         No momento de ir para o asilo, chegou o funcionário do fórum, que pediu para assinar o documento que trazia consigo.
        Assinou, respirou e disse aos filhos que achavam melhor internar o velho pai ... E anunciou que recebera ótima herança de parente que faleceu.
       E conclui:
       - Agora, como vocês queriam: sigo meu caminho sereno...
        E o dinheiro vou investir em mim e no asilo das irmãs religiosas que me acolheram e os novos amigos que terei...
        E o pai partiu sem ressentimentos...
        Esse fato nos remete ao Evangelho que nos mostra a ingratidão do povo de Israel e de todos que não querem acolher Jesus e o Pai...
        Mas, não querem participar da vinha, do Reino e da vida da Igreja.
        Somos livres para nossas opções, haveremos sim de responder, inexoravelmente, aos novos rumos ou consequências das novas ou nossas opções.
        Escolher é ato livre, deixar outros caminhos para trilhar o que escolhemos...
        Não dá para fazer todos os caminhos ao mesmo tempo. Nem desviar, ou fazer atalhos. Pois Deus nos quer no caminho do bem, inteirinhos!

        Baseado em fatos reais... José Pulguinha.


                     Padre Pároco Padre Milton Modesto
                      Igreja Santa Maria Maior, centro, Jaguariúna, SP.

                               Cópia do texto original do autor acima.
Digitador: J B Pereira
       Professor e evangelizador católico


PREGAÇÃO OU HOMILIA DO
                             Padre Pároco Padre Milton Modesto
                              Igreja Santa Maria Maior, centro, Jaguariúna, SP.
"O aroma e a paciência do Deus camponês.

PARTE 2 - TEXTO ESCRITO E COMENTADO PELO PADRE


             O Cheiro é uma companhia e um patrimônio porque conta a nossa que carregamos. Os aromas nos perseguem porque conta nossa história. A liturgia desde final de semana (18/10/20) nos fala das vinhas, fala do nosso mundo, do nosso planeta e o que estamos fazendo com ele. O Cântico de Isaías  (Is 5,1-7), que lemos na primeira leitura, apresenta um Deus camponês que sente o cheiro da sua vinha, que se apaixona por ela, o seu povo, cada um de nós. Deus limpou as pedras, plantou, cuidou..., mas nada de uvas. E quase uma canção de minar de um agricultor, que embalou a semente, que muito ama. A vinha é o povo: cada um de nós, do qual Deus espera retidão, justiça. E recebeu apenas sangue, lágrimas e injustiças. Um aroma de azedume, perfume também conta da vinha, da Terra, do Planeta. Deus é um Ramalhete, [não cores corrompidas]. Assim, também, é o aroma do salmo: Sl 79 (80) da missa de hoje. Doçura e azedume, perfume e acidez fazem parte da história da Videira. O salmo é a História de Israel, que lamenta com desolação a situação que vive. Assim se sente abandonado e suplica a Deus, que volta a cuidá-lo. Neste mesmo sentido e no caminho dos vinhos, o Evangelho (Mt 21,33-43) segue de perto o Cântico de Isaías e apresenta Deus, que ama, cuida, e põe a prova a produzir bons frutos e os procura. A parábola contada por Jesus acende em nós diferentes reações. Os chefes, religiosos e políticos, compreendem que os vinhateiros violentos e assassinos eram eles mesmos. Serviu a carapuça! Os “representantes de Deus” para trabalhar na vinha são os profetas e profetizas, são aqueles que Ele enviou em seu Nome e não foram ouvidos e acolhidos. O Último enviado é o Filho, que, também, é assassinado. Uma antecipação daquilo que acontecerá com Jesus. Qual é a resposta para esses vinhateiros (homicidas), que têm cheiro de morte? A Vinha será tirada deles e dada a trabalhadores, que produzam  juntos bons (frutos), com aroma de Vida. São Paulo, na segunda leitura (Fl 4,6-9)  traduz esse “aroma novo”, que o seguimento de Deus deve produzir: tudo o que é amável e de boa reputação, tudo o que é virtude e digno de louvor. Tudo que é verdadeiro e nobre; tudo que é justo e puro. O mesmo São Paulo faz essa experiência dede a comunidade onde ele está: lugar propício para a Vinha produzir uvas cheirosas e saborosas, apesar das contradições, do tempo e da História.

 ____ * O Deus Camponês que experimentamos na liturgia de hoje é um Deus que espera! É um Deus paciente, um Deus que não desiste, um Deus que sonha maravilhas, vinhas cheias e cheiros doces.

____  **O que o Deus Camponês encontra em nós?  Que cheiro, estamos exalando? Nossos irmãos não tampam o nariz quando alcançam nosso testemunho cotidiano? Deus continua acreditando que outros poderão transformar a vinha e cuidar dela.  O “outro” que cada um de nós pode se tornar se experimentarmos conversação.


 ___    *** Não é uma história fracassada ou punitiva. Há sempre uma nova oportunidade. Em Deus tudo é ofertório! Deus oferta a vinha apodrecida para que a semente possa produzir novos pés de uva. O propósito de Deus Camponês é esse e não vai mudar. Fazer frutificar a vinha, produzir juntos. Frutos com odores que tomem nossa respiração mais tranquila. Vemos que o Amado e a Amada no Cântico dos Cânticos se entrelaçam pelos perfumes.  É uma troca profunda entre si. Ela canta: “ - O meu Amado é para mim um ramalhete de mirra.” (Ct. 1,13) A experiência do Amor de ambos contagia o mundo ao redor. No incenso, nos aloés, no nardo, na canela, no alcatrão, nos figos, nas maçãs. O Cântico escala a potência do aroma da Vida, que pode brotar da nossa Vinha. Enquanto vamos descobrindo isso, O Deus-Camponês nos espera! Aliás, a paciência é do coração de Deus! Paciência é um modo de respirar lento, aberto, devagar. Alguém paciente é alguém que sabe respirar tranquilamente, que não se cansa de esperar os melhores perfumes.

 _________ Texto homilético do Padre Pároco Padre Milton Modesto.
https://www.recantodasletras.com.br/ensaios/6458422
______________

SOBRE A HOMILIA
                              DO PADRE MILTON MODESTO
                               NA IGREJA SANTA RITA EM JAGUARIÚNA, SP

      Síntese de J B Pereira
               Professor e evangelizador católico

Há três tipos de cristãos: os de fato, os de nome apenas (vão à Igreja e não vivem profundamente o amor de Jesus) e os indiferentes no modo de vida (sem testemunho e conhecimento). Segundo o Vaticano II, tenhamos um amor de testemunhas vivas de Jesus no  mundo com a sinceridade de vida e testemunho cristão atualizado e orante pela vida da Igreja paroquial, na Palavra de Deus e na Santa Eucaristia e na vida sacramental, conforme Padre Milton Modesto, sacerdote da Diocese de Amparo e Pároco da Santa Maria, Jaguariúna, SP.
https://www.recantodasletras.com.br/ensaios/6458422
____________

27º Domingo do Tempo Comum=== Ano A – no 54 – 4 de outubro de 2020 - Ano Missionário – A vida é missão –
“Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8)

“... a Igreja no Brasil nos propõe este mês missionário
cujo tema é “A vida é missão” e o lema: “Eis-me aqui, envia-me” (cf. Is 6,8), para que
sempre cresça e frutifique este nosso compromisso batismal. Com o coração cheio
de fé, iniciemos a celebração.

LEITURAS DA MISSA DURANTE A SEMANA  =  05/2ª FEIRA: S. Benedito, o Negro, Rlg: Gl 1,6-12; Sl 110(111); Lc 10,25-37; 06/3ª FEIRA: S. Bruno Presb: Gl 1,13-24; Sl 138(139); Lc 10,38-42; 07/4ª FEIRA: Nossa Senhora do Rosário, memória: At 1,12-14; Cânt.: Lc 1,46-47.48-49.50-51.52-53.54-55; Lc 1,26-38; 08/5ª FEIRA: Gl 3,1-5; Cânt.: Lc 1,69-70.71-72.73-75; Lc 11,5-13; 09/6ª FEIRA: S. Dionísio B e Comps. Mts.; S. João Leonardi Presb.: Gl 3,7-14; Sl 110(111); Lc 11,15-26; 10/SÁBADO: Gl 3,22-29; Sl 104(105); Lc 11,27-28.


ORAÇÃO DO DIZIMISTA
“Recebei, Senhor, a minha oferta. Não é uma esmola, porque não sois mendigo! Não é um auxílio, porque não precisais dele! Também não é o que me sobra, que vos ofereço. Esta oferta
representa minha gratidão! Pois o que tenho eu o recebi de vós. Amém!”.

OREMOS:
“Ó Deus eterno e todo-poderoso, que nos concedeis no vosso imenso amor de Pai mais do que merecemos e pedimos, derramai sobre nós a vossa misericórdia, perdoando o que nos pesa na consciência e dando-nos mais do que ousamos pedir. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém”

(Est 1,9.10-11)

“Senhor, tudo está em vosso poder, e ninguém pode resistir à vossa vontade. Vós fizestes todas as coisas: o céu, a terra, e tudo o que eles contêm; sois o Deus do universo!

Primeira Leitura (Is 5,1-7) (Sentados)
Leitura do Livro do Profeta Isaías
“1 Vou cantar para o meu amado o cântico da vinha de um amigo meu: Um amigo meu possuía uma vinha em fértil encosta.
Salmo Responsorial Sl 79(80)
REFRÃO:A vinha do Senhor é a casa
de Israel.
1. Arrancastes do Egito esta videira, * e
expulsastes as nações para plantá-la; até
o mar se estenderam seus sarmentos, *
até o rio os seus rebentos se espalharam.”

Segunda Leitura (Fl 4,6-9)
Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses
“ Irmãos: 6 Não vos inquieteis com coisa alguma, mas apresentai as vossas necessidades a Deus,
8 Quanto ao mais, irmãos, ocupai-vos com tudo o que é verdadeiro, respeitável, justo, puro,
amável, honroso, tudo o que é virtude ou de qualquer modo mereça louvor. Praticai o que aprendestes e recebestes de mim, ou que de mim vistes e ouvistes. Assim o Deus da paz estará convosco. “
Palavra do Senhor.
T. Graças a Deus.
Evangelho (Mt 21,33-43)
NAQUELE TEMPO,”Jesus disse aos sumos sacerdotes e aos anciãos do povo:
33“Escutai esta outra parábola: Certo proprietário plantou uma vinha, pôs uma cerca em volta, fez nela um lagar para esmagar as uvas, e construiu uma torre de guarda. Depois, arrendou-a a
vinhateiros, e viajou para o estrangeiro.
42 Então Jesus lhes disse: “Vós nunca lestes nas Escrituras: ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isto foi feito pelo Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?’ 43Por isso, eu vos digo: o Reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que
produzirá frutos”. Palavra da Salvação. T. Glória a vós, Senhor.

Antífona da Comunhão (Cf. 1Cor 10,17)
“Embora sendo muitos, nós formamos um só corpo, porque participamos de um mesmo pão e de um mesmo cálice.
Depois da Comunhão (De pé)
“P. OREMOS: Possamos, ó Deus onipotente, saciar-nos do pão celeste e inebriar-nos do vinho sagrado, para que sejamos transformados naquele que agora recebemos. Por Cristo, nosso Senhor.
T. Amém.”
DIA 18 de outubro é o DIA MUNDIAL DAS MISSÕES, dia e hora da partilha!
“À semelhança dos discípulos do Evangelho, fomos surpreendidos por uma tempestade inesperada e furiosa. Percebemos estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados, mas, ao mesmo tempo, importantes e necessários, chamados a remar juntos, todos carentes de mútuo encorajamento. Nesta barca, estamos todos. Tal como aqueles discípulos falaram a uma só voz, angustiados: “Vamos perecer” (cf. Mc 4, 38), assim também percebemos que não podemos continuar por conta própria, mas apenas juntos”.
                            (Francisco, Meditação na Praça de São Pedro, 27/3/2020)

LIVRARIA E EDITORA NOSSA SENHORA DA PAZ: Rua Joana Angélica, 71 – Ipanema
CEP: 22420-030 – Rio de Janeiro, RJ – Brasil – Tel.: (21) 2521-7299 - Fa x: (21) 2513-2955 – editora@nspaz.org.br
https://drive.google.com/file/d/192l9LOiByYV7qvbLx4TeseFn296mT5y7/view

))))))))))))))))))))))

PREGAÇÃO OU HOMILIA DO Padre Pároco Padre Milton Modesto
Igreja Santa Maria Maior, centro, Jaguariúna, SP.
https://www.estreladamogiana.com.br/site/publicacoes/1602/mensagem-do-padre-milton-modesto-da-paroquia-de-santa-maria/
J B Pereira e https://www.recantodasletras.com.br/ensaios/6458422
Enviado por J B Pereira em 05/10/2020
Reeditado em 12/10/2020
Código do texto: T7080514
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2826 textos (1570122 leituras)
35 e-livros (529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/04/21 16:23)
J B Pereira