Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inteligência, intelectual e académico

Confunde-se muito estes conceitos que são totalmente diferentes.  Mas quem é o inteligente? As teorias são várias sobre tal conceito, porém vamos apoiar-nos em Brunner que acredita que todo homem é inteligente apesar de que em dimensões específicas. Este autor acredita na existência de inteligências múltiplas, ou seja, existem vários tipos de inteligências e que um indivíduo pode dispor de todas ( são poucos) e outros apenas algumas conforme as inclinações. O certo é que este autor apresenta-nos um conceito que demonstra que todo homem é inteligente, dito de outro modo a inteligencia é uma faculdade natural ao homem e presente em todos enquanto seres que na sua constituição entitativa faz parte a dimensão do intelecto ( homo intelectualis). Nesta perspectiva todo homem é inteligente.
..
Em segundo plano encontramos o académico que também se diferencia de inteligente, pois enquanto esta, isto é, a inteligência,  é uma faculdade natural ao homem, o académico é aquele que está associado a um estabelecimento de Ensino Superior onde se ensinam ciências ou artes. Apesar de sermos todos inteligentes para sermos académicos temos de fazer parte de uma academia. Nesta senda, nem todo inteligente é académico.
..
Outro conceito diferente da inteligência é a intelectualidade, pois enquanto aquela está presente em todos homens esta, a intelectualidade, não, ou seja , nem todos são intelectuais apenas temos  o appetitus naturalis de chegarmos a intelectualidade. Este conceito tem que ver com a capacidade do indivíduo poder usar a inteligência para poder produzir qualquer coisa de sua autoria. Ou seja, nem todo inteligente é intelectual, mas todo intelectual é inteligente, assim como nem todo académico é intelectual, pois para se ser intelectual é necessário que saibamos provar que com a nossa inteligência somos capazes de recriar o conhecimento e produzir algo novo. Nesta senda, não basta ser académico para sermos intelectuais porquanto um analfabeto como possui a inteligência poder ser um intelectual. Podemos ter variados graus académicos, mas se não soubermos usar suficientemente a nossa inteligência nunca seremos tidos como intelectuais.  Criativa-se, seja Intelectual, não seja apenas inteligente ou académico.
Fernando Tchacupomba
Enviado por Fernando Tchacupomba em 03/03/2020
Código do texto: T6879064
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tchacupomba
Lobito - Benguela - Angola, 22 anos
51 textos (630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 15:49)
Fernando Tchacupomba