Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O resto é só com você e Clarice


Queria iniciar-se em Clarice. Queria levar para a praia, onde passaria todo o mês de dezembro, duas ou três obras de Clarice, de preferência as mais acessíveis para quem nunca leu Clarice. E o pai lhe dissera que este pobre cronista era muito bom em Clarice.

"Exagero, minha filha, ninguém é bom em Clarice. Quer a opinião sincera de um amigo do seu pai? Vamos lá. Orelhas, contracapas, prefácios, introduções, notas explicativas, rodapés, tudo isso faz um mal danado à percepção da prosa de Clarice. Fuja dos doutores em Clarice. Vão colocar uma pedra drummondiana no meio do seu caminho. Quando enfrentar um livro de Clarice, limite-se ao texto de Clarice. Leia-o duas vezes, no mínimo, saindo imediatamente da última página para a primeira, e recomeçando, uma segunda volta no círculo, como recomendava o esquecido Álvaro Lins aos leitores da Recherche proustiana. Clarice não merece menos. O resto é só com você e Clarice, cabeça, coração e estômago, uma aventura espiritual (por que não?) sem guias nem acompanhantes. Ainda assim, é possível dar a mão a alguém (logo entenderá) em plena travessia. A voz de Clarice (lá vou eu caindo no grande pecado) tem força e delicadeza suficientes para alimentar em seu íntimo o que você talvez ainda não tenha definido como desejo de amor, beleza e autodescoberta, o que ainda não se fez luz nem abismo, o que ainda não encontrou a palavra essencial. Alimentar, como um segredo sussurrado ao ouvido, um simples toque, um aceno. Porque o código literário em Clarice nunca é leviano. É bom que me relembre: o resto é só com você e Clarice. Mando pelo portador deste bilhete dois volumes de Clarice: Perto do coração selvagem (romance) e Laços de família (contos). Não tenho pressa em recebê-los de volta. Fique à vontade com Clarice."


[11.1.2008]

Luiz Guerra
Enviado por Luiz Guerra em 11/01/2008
Código do texto: T812250

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luiz Guerra, www.galhodearruda.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz Guerra
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 71 anos
166 textos (17870 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 20:12)
Luiz Guerra