Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ministro da Cultura do Brasil é criticado pela citação de Goebbels

O ministro da Cultura do Brasil em uma mensagem de vídeo, ele usa uma frase que lembra fortemente uma declaração do propagandista nazista Goebbels.

(e é exatamente por isso que fazemos música e escrevemos textos!!!!)


O governo populista de direita de Jair Bolsonaro já é criticado por um prêmio de arte planejado, cujo objetivo é promover a religião e o nacionalismo na arte. Agora, o ministro da Cultura, Roberto Alvim, precisa deixar o cargo. O motivo: na página de seu ministério no Twitter, ele publicou o vídeo de um discurso no qual uma declaração se assemelha a uma citação do ministro de propaganda nazista Joseph Goebbels.

Alvim disse: "A arte brasileira da próxima década será heróica e será nacional. (...) Ou não será nada".
Mídia brasileira, como o portal de notícias "G1" ou o jornal "Folha de S. Paulo", comparou a passagem com declarações de Goebbels. Eles se referiram a uma biografia de Goebbels do historiador alemão Peter Longerich. Assim, Goebbels havia dito aos diretores de teatro em 1933: "A arte alemã da próxima década será heróica, será romântica para o aço (...) ou não será nada".

A estética do vídeo do ministro brasileiro, o tom da palestra e a música de fundo - da ópera "Lohengrin", de Richard Wagner - também lembraram aos observadores brasileiros a propaganda nazista.

Alvim disse mais tarde no Facebook que não sabia de onde veio a frase. Se ele soubesse, nunca teria dito isso.

A representação alemã no Brasil também ficou chocada. "O tempo do nacional-socialismo é o capítulo mais sombrio da história alemã, trouxe à humanidade um sofrimento infinito. A Alemanha permanece responsável por isso. Nós defendemos todas as tentativas de banalizar ou mesmo glorificar o tempo do nacional-socialismo", disse um deles. Declaração no Twitter.
VKS / dpa / Reuters
https://www.spiegel.de/politik/ausland/brasiliens-kulturminister-steht-wegen-goebbels-zitat-in-der-kritik-a-90ef7e19-9276-4cce-9a5f-72f9e452219e?fbclid=IwAR1yJOBvUj7J6-oz5ckd0PUR_1cCm5Ansuw-3IkaR2vGfJ5lQhHJQZEhE5E

NOTA

Joseph Goebbels foi o arquiteto da propaganda nazista. Em biografia, historiador que teve acesso a diários do ministro de Hitler esboça, no entanto, um Goebbels perturbado e em busca de reconhecimento, bem diferente da imagem de homem poderoso do regime nazista.
https://www.dw.com/pt-br/biografia-mostra-goebbels-perturbado-e-em-busca-de-reconhecimento/a-6290524?fbclid=IwAR0bAZHlpDFzrK2m9uQajz-nfM6usWADKOZNi8qU0li7z-ptnYhpA_mkSbo

Ps: é estranho ter que explicar o nazismo.
spiegel.de
Enviado por Serpente Angel em 17/01/2020
Reeditado em 18/01/2020
Código do texto: T6844460
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Serpente Angel
Vernier - Geneva - Suíça
403 textos (28025 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/20 02:07)
Serpente Angel