Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHOS DE NATAL


Desde criança eu tinha sonhos. Nenhum deles era impossível, porém cuidar dos meus pais, depois dos irmãos, logo em seguida dos filhos e depois dos netos foram pedras no caminho para meus sonhos, um pouco bobos, hoje eu diria.
         No entanto nunca lamentei as pedras em meu caminho, elas serviram para meu descanso e reflexão. Se eu tivesse seguido meus impulsos e sonhos, talvez nem estivesse mais aqui. Família e amigos sempre foram a minha base mais sólida.
         Hoje, praticamente não cuido de mais ninguém, mas meus amigos se tornaram a minha tábua de salvação na busca por felicidade. Sim, meus amigos, aqueles que estão próximos, física e espiritualmente, porque a família de um modo geral voou, feito pássaros saídos do ninho, alguns de forma ingrata e até traiçoeira, mas foi parto sem dor. No entanto os amigos permaneceram aquecendo meu corpo e minha alma. Por isto agradeço o carinho de todos e o seu calor humano em minha vida.
        O natal é apenas uma data que me faz lembrar todos os dias que eu devo comemorá-lo não somente dia 25 de dezembro, mas todos os dias da minha vida. Os sonhos? Continuo a alimentá-los como filhotes no ninho, quem sabe um dia os filhos voltem pra perto num alento à minha solidão na alma, mas porque querem o calor do meu amor que transborda agora para os amigos...

__________________________
21.12.19
MÁRIO FEIJÓ
Enviado por MÁRIO FEIJÓ em 21/12/2019
Código do texto: T6824183
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
MÁRIO FEIJÓ
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil, 68 anos
4916 textos (334831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 20:47)
MÁRIO FEIJÓ