Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cronica Morta

Aqui jaz um rico e solitário ser, agora não dança nem ouve suas doces melodias fúnebres, enquanto compartilham de seus bens ele observa de canto de olho as paredes de madeira que o cercam, o perfume que ele não pode sentir, um perfume floral e mórbido, chega a ser desagradável, mas ele não sente, apenas repousa, intacto, logo seu descanso sera o mármore gélido, onde apenas haverá inscrições sem sentido, nada que ele em vida aprovasse, talvez escrevam que ele foi um bom pai, filho e marido, embora fosse solteiro sem filhos, e fugido da casa dos pais aos treze anos, mas a morte nos torna bons homens, no fundo quem sabe alcance o céu escuro e frio da solidão terrena, ou chegue em fim a enorme descoberta de que o céu não existe e ao morrer só o que encontramos é o abismo.

Abimaleh Green
Enviado por Abimaleh Green em 06/11/2019
Código do texto: T6788331
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Abimaleh Green
Itapecuru Mirim - Maranhão - Brasil, 28 anos
63 textos (408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 00:28)
Abimaleh Green