Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TELHADO DE ZINCO



Não é bem assim como parecia!
Esta foi minha primeira impressão, depois de muita observação, nos dias de chuva, daqueles pingos fortes caindo sem parar espatifando no chão, como milhares de pequenas bombas jogadas de um avião de guerra.
Não estou exagerando não, é o que parecia!
Eram  maiores dali, a  definição auditiva que eu tinha, pois o barulho era realmente insurdecedor.
 Não se chama tempestade  quando a abundância de água supera  o previsto?vem  do acumulo, tanto no céu quanto no chão.
Estrondos, trovões e relâmpagos, e o forte barulho de água.
Até que se chega na janela e observa com mais cautela...
Não está tão forte quanto eu imaginava,  porque a audição havia me pregado uma peça.
Estava na casa de minha tia e lá a chuva sempre parecia pior, por conta da cobertura
 da casa no contato com a água da chuva, e que;  o barulho ficava maior, abundante água com a folha de metal, parece uma orquestra do terror, dando uma ideia mais assustadora do que realmente era, daí me faz  pensar que, idêntico são nossos receios, são como o telhado de zinco, eles tem a mania de ampliar qualquer situação que não esteja tão favorável, cria em nós um medo maior, antes mesmo de observarmos a situação com um pouco mais de cautela.
Afinal era uma simples chuva, e nada mais...

( Do meu livro: O Escultor de Frases)
( Conclusão)
( Autor: George Loez)
George Loez
Enviado por George Loez em 14/10/2019
Código do texto: T6769052
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
George Loez
Barbacena - Minas Gerais - Brasil, 49 anos
167 textos (3348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 14:54)
George Loez