Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fado e macumba

Tentar explicar as coisas pra gente ignorante é um porrete! Naquele dia o professor iniciou sua aula com a mesma empolgação de sempre.
- Muito bem, pessoal, hoje eu queria mostrar pra vocês uma peça musical bem interessante! Alguém aqui já ouviu falar de fado?
Uma ou duas mãos se levantaram. A primeira confundiu com fardo e a segunda soube dizer que se tratava de um estilo de música português. Diante disso, o professor deu uma explicada rápida para que os alunos tivessem umas informações básicas e logo em seguida exibiu a canção ‘As sete mulheres do Minho'. A música tinha um ritmo bem indutor com uma gaita de foles e alguns tambores típicos da região ibérica, além do sotaque português que para muitos brasileiros é quase outra língua. Depois disso, a aula sobre cultura ibérica seguiu normalmente.
No outro dia, porém, eis que aparece uma mãe procurando pelo professor de artes, que era o nosso em questão. A mulher aparentemente era de uma dessas seitas evangélicas fanáticas, com seu coque bem ajustado e jeito típico de se vestir. Ficou à porta da sala esperando. E batendo o pé.
- Bom dia, senhora. Em que posso lhe ser útil? – pergunta o professor.
- O senhor é o professor de artes? – perguntou ríspida a mulher.
- Sou sim, houve algum problema?
- Queria saber se a escola sabe que você está mostrando macumba pra nossas crianças.
- Eu?
- Não, imagina... Tem algum outro na minha frente?
- Tá, mas quando foi que isso se deu, pelo amor de Deus?
- Ontem, meu senhor! Meu filho chegou reclamando que o senhor botou música do cão pra eles ouvirem. Até assustado o menino ficou! Isso é uma pouca vergonha, mostrar pra criança uma coisa dessa! [E lá vai o trem].
O professor ouviu tudo pacientemente até a verborragia da mulher se esgotar. Quando ela terminou, respirou fundo e explicou com toda a calma do mundo:
- Então, minha senhora, acho que houve um engano aqui. Primeiro que isso que eu exibi pra os alunos não tem nada a ver com cultura afro-brasileira. É um ritmo europeu chamado fado...
- É fado mesmo. O menino chega voltou enfadado pra casa! – interrompeu a outra.
- Eu já entendi que ele não gostou, só tô dizendo que não é “macumba”, como a senhora diz. É música portuguesa e pra você ter ideia o nome da música é “As sete mulheres do Minho”.
- E o senhor vai me dizer que isso não é macumba, o que é que essas mulheres tão fazendo dançando ao redor do milho? Meu pastor já me disse o que era isso aí. É o xabá, um ritual satânico que as bruxas sacrificaram criancinhas. Acha que não sei não?
“Dai-me paciência” pensou o coitado do educador.
- Minha senhora, não é milho. É Minho! Uma região de Portugal. Eram sete mulheres que moravam lá.
- É lá mesmo que fazem essas coisas!
- Lá o povo é católico, mãe!
- Piorou! O terreiro tá cheio de santo católico. O senhor não sabia não?
- A música fala sobre mulheres que lutaram para defender sua família.
- Tá vendo? Ainda coisa de feminista!
Depois de uma dessa o professor simplesmente perdeu a paciência. Apontou para a sala no final do corredor e disse:
- Muito bem. Tá vendo aquela sala lá? Reclame de mim pra minha coordenadora. Tenha um bom dia.
E deixou a mulher falando sozinha.
Quando entrou na sala anunciou:
- A aula hoje é sobre intolerância religiosa! – acabou pensando em voz alta – Mas é cada uma!
Tiago da Silva
Enviado por Tiago da Silva em 06/09/2019
Reeditado em 06/09/2019
Código do texto: T6738862
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tiago da Silva
Suzano - São Paulo - Brasil, 30 anos
481 textos (13771 leituras)
3 áudios (305 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 12:05)
Tiago da Silva