Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERDE QUE TE QUERO VERDE...





 
Há momentos em que prefiro ficar assim só com minhas manias... Entre verdes... A quietude do “Green” me equilibra e me dá esperança e fico assim horas me alimentando de verde. 




Também caminho sem rumo pelo verde porque não preciso de um objetivo concreto para caminhar no verde. Ele me envolve de tal forma que me esqueço de tudo. Caminho, caminho , pelo verde... A beleza da vida se esconde ali no verde a minha volta: nas árvores verdes, no capinzal verde  e mais uma infinidade de coisas verdes. Não é difícil encontrar essas coisas, pois o verde é tão vivo que eu só preciso enxergar com os olhos da alma. E nem racional sou. Imagine. Vivo de instintos e ele me diz que preciso do verde. Ah! Preciso ... Não importa o tom: verde-mar; abacate, esmeralda, Verde-bandeira, musgo, oliva, floresta, exército, verde- cana...  Dizem-nos que existe cem tons de verde.




Ah! Tanto verde assim me faz tão bem e por isso descanso à sombra do verde quando me canso de outro cores. Combino com todos os cem tons de verde. Na verdade não preciso de outras cores porque o verde me alucina e ninguém compreende, talvez, a minha necessidade dessa cor.




Interessante que hoje estou mais para verde-cana. Eu não sei se são meus olhos ou os olhos da objetiva que captaram essa cor. Mas isso não importa. O que importa é que o verde existe. Importa é que o mundo é verde diante de meus olhos... E por isso ainda acredito no equilíbrio e na esperança... AH! Verde que te quero verde...

 

INTERAÇÃO DE  POETA OLAVO
 
"ESTE VERDE QUE A MATA TEM,
 ESTA LUZ QUE BRILHA BELEZA,
 ESTE AROMA QUE DA FLOR VEM,
MOSTRA MUITA VIDA NA NATUREZA."  
 
 
  Valeu caro amigo e poeta


 

IMAGENS captadas por mim em 22 de novembro de 2015 com minha maquina fotográfica COOLPIX S203. Eu ainda não tinha smartphone rsrsrs. Sempre fui atrasada em tudo. Kkkk Só fui comprar um em dezembro de 2015. Confesso que me assustei com as cores verde-cana dessas imagens. Incríveis... O personagem das fotos é um dos cavalos da roça de meu pai.  Essas cenas me deixaram fascinada e até já escrevi um poema relacionado cujo titulo se não em engano é “ Momentos”. Organizando meu Google fotos as revi. De fato belos momentos.
 

Sonia de Fátima Machado Silva e Poeta Olavo
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 09/10/2018
Reeditado em 13/10/2018
Código do texto: T6471428
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 56 anos
1301 textos (56082 leituras)
13 áudios (654 audições)
2 e-livros (139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 14:28)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor