Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O desejo de ter

Luquinha, como era chamado pela mãe, brincava na sala com um carrinho bem bacana. Mas foi só o primo chegar e ele quis o brinquedo do Matheus, um cubo de borracha, apropriado para o bebê de 6 meses. O mais novo chorou ao ter arrancado de suas mãozinhas, aquele emborrachado babujado e apesar de todos tentarem fazer com que Lucas devolvesse o brinquedinho, o menino de cinco anos se fazia de rogado. Fingia não ouvir e se mostrava relutante aos apelos da mãe e da tia.
O bebê chorava irritando os homens ali que, como de praxe, não mostram nenhuma paciência nessa situação.
O pai chegou na sala e tomou o cubo do garoto e aí que a coisa ficou feia mesmo. Agora eram duas crianças aos berros pelo mesmo pedaço de borracha.
Por fim, apareceu um chaveiro iluminado e o bebê passou a sorrir ao tentar alcançar o bibelô na mão da tia e todos se deram por satisfeitos.
No canto da sala Lucas olhava o priminho. Deixou o cubo e o carrinho no tapete e se aproximou do chaveiro com olhos de encantamento. E aí recomeçou toda a cena...
O avô saiu do banho e veio ver o que acontecia, percebeu o ciúme do neto mais velho e sugeriu um passeio no quintal para ver os passarinhos que ele mantinha em gaiolas há muito tempo. Eram aves de raça pura e o xodó daquele sessentão. O menino abraçou o avô como se fosse o seu salvador e saiu da sala dizendo:
- Você vai me dar o seu passarinho, vovô?
O avô fingiu não ter ouvido o pedido do menino e torceu para que ele não fizesse pirraça novamente.

Cláudia Machado

Nota: Ensinamos pelas costas, ou seja, nosso comportamento passa de pai para filho. As gerações vão repetindo o padrão. O desejo de ter, de controlar, de se apegar são sentimentos que aprendemos, absorvemos e incorporamos. Aqui está representado pelo avô com seus apegos que foi sendo passado de geração a geração.
Cláudia Machado
Enviado por Cláudia Machado em 31/08/2018
Reeditado em 01/09/2018
Código do texto: T6435810
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Machado
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
746 textos (21897 leituras)
59 áudios (2837 audições)
1 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/20 07:54)
Cláudia Machado