Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
EU SOU VASCAÍNO...

     Acabei de ver uma reportagem no Fantástico onde fui surpreendido com a violência que imperou no jogo de ontem entre o meu time o Vasco da Gama e o nosso maior "rival" no futebol, o Flamengo.
     As aspas que eu utilizo na palavra rival, é para demarcar que, rival é apenas a palavra que indica a emoção, a dedicação, o empenho que jogadores e torcedores dedicam a disputa entre times de grande porte em qualquer campeonato de futebol.
     O que eu vi através da televisão, não foi um clássico de futebol, e sim uma batalha campal, eu chegaria a dizer que, uma batalha em nível de Chacinas de "Carandirus" e "Alcaçuzes", presídios que entraram para a crônica policial brasileira como locais onde ocorreram as maiores matanças já registradas em presídios no Brasil e quiçá, no mundo. A diferença? Ao meu ver, nenhuma...
     Eu intitulei esta crônica de maneira proposital a fim de levar o leitor a curiosidade ao estilo: " O que este torcedor safado do Vascú da Gama tem a dizer sobre o que houve no estádio deles?!" Eu compreendo a indignação mas faço aqui uma ressalva incômoda... Se você pensou assim, desculpe mas você não é diferente de nenhum marginal, e não torcedor, seja do Vasco dou do Flamengo que participaram dos atos de barbárie que aconteceram no estádio São Januário.
     Algumas pessoas podem dizer: a culpa é de fulano ou beltrano... realmente existe um culpado, este culpado é pessoa física ou jurídica, mas existe e deve ser punido! Ao ver a reportagem, eu notei que além da absurda violência ocorrida, há aí uma violência oculta na falta de firmeza do poder público de de fato, punir os responsáveis caciques, dirigentes, empresários do futebol e de todos que tinham o dever de evitar que estas tragédias ocorressem.
     A minha afirmativa fundamenta-se nas punições que eu ouvi serem ventiladas durante a reportagem e, ao meu ver, soam pífias e quase jocosas! Ora, "perder mando de campo... Grande M...!, "ter o estadio de São Januário interditado..." Outra M...! Afinal de contas, alguém deu-se conta que ao menos um rapaz morreu e outras dezenas ficaram feridas de maneira grave? Ao que eu vejo, não...
     Então é isso mesmo? Depois de mais uma batalha campal em nome do futebol, e tudo o que se faz são tomar medidas... medidas...? Panacas como estas?
     Para mim, estas coisas absurdas somente vão deixar de acontecer quando um time correr o risco de perder literalmente o seu direito a propriedade... É isso mesmo! ter seu estadio de futebol arrestado pelo Estado. Mas isso não seria muito? Não creio... Muito é uma morte de uma pessoa que sai de casa para divertir-se e volta morta. Muito é dezenas de pessoas ficarem feridas enquanto os cofres de caciques do futebol não estão nem aí!
     Aí chegamos ao ponto nevrálgico das conturbações sociais... A polícia. Para algumas pessoas, tudo fica mais fácil quando se joga a culpa na polícia, afinal, o discurso anti-polícia ganha a cada dia mais força, Não tenho dúvidas que erros graves são cometidos, mas também tenho certeza do ditado conhecido no meio policial: Polícia perto... incomoda; longe... Faz falta!
     Eu não estava lá, escrevo com base no que vi na reportagem, e tudo leva a crer que, mais uma vez, a animalidade do "esporte dos bretões" fez valer suas origens, e brotou com toda a fúria mais uma vez, infelizmente. E de quem é a culpa direta? dos torcedores! Alguém duvida disso?
     Então para mim a polícia tem que agir com rigor mesmo! se a sociedade está passando por por uma crise de identidade onde já não se sabe o que é certo ou errado em termos de acatamento da Lei, que aprenda a resolver isso com rapidez pois, viver em sociedade, exige compromisso de cada um...
     Finalizo dizendo que, infelizmente neste país, "o país do futebol", tudo vira um drama até o próximo clássico... Aí, ao som do grito de gol, dos gritos de emoções, tudo termina bem... Afinal, o que é a morte de um, ou de alguns, ou mesmo de centenas de feridos no País do Futebol...
     E eu, continuo a ser o melhor vascaíno do mundo: Não vou a estádio, Não acompanho, Não sei quem são os jogadores, Não vejo os jogos e sequer sei qual foi resultado final da partida... Ah sei sim...
Mortos e feridos em nome do Nada!
Gustavo Miranda
Enviado por Gustavo Miranda em 09/07/2017
Código do texto: T6050194
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Miranda
Recife - Pernambuco - Brasil
1047 textos (28820 leituras)
8 áudios (339 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/04/21 17:43)
Gustavo Miranda