Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cala a boca, Bolsonaro!

Ele é deputado. Só por esse fato, já deveria ter o mínimo de senso e cuidado ao abrir a boca e "expressar" suas opiniões.
O camarada é atrevido e não tem um pingo de respeito pelas pessoas.
Que ele não aceite a homossexualidade, aí é um direito e também problema dele, mas respeito é bom e todo mundo gosta.

Como uma pessoa pública tem a coragem de relacionar o namoro com negras à promiscuidade? Não satisfeito em falar tanta "batatada", ainda tentou se defender dizendo que não havia entendido a pergunta.
Segundo o "educadíssimo" deputado, senhor Jair Bolsonaro, ele entendeu que a pergunta era: "E se um de seus filhos tivesse um relacionamento homossexual?"

"Querido" deputado, você disse que seus filhos foram muito bem educados. E eu estou aqui imaginando o tamanho dessa educação.
Jesus, toma conta! kkkk...
Educação, meu caro, nada tem a ver com condição sexual, assim como cor de pele. Existem muitos "branquinhos", como o senhor, sem um pingo de educação.

E só para deixar tudo bem claro, ser gay não é uma escolha, é uma condição humana, não é doença e nem desvio de caráter. A pessoa nasce assim e ponto final. Se fosse possível escolher, tenha a certeza que ninguém escolheria. E sabe por quê?
Para não ter o desprazer de ouvir coisas tão preconceituosas como as que o senhor falou.

Quando eu digo que o povo não sabe votar é exatamente por essas e outras. Olha a "maravilha" de representante que temos...
Espero que nas próximas eleições, os gays, negros e todos aqueles que tiverem o mínimo de respeito pelo próximo, não continuem escolhendo errado e proporcionando uma vida boa para alguém com uma mente tão limitada.

O futuro a Deus pertence, portanto, não se espante se daqui a um tempo um neto seu (já que seus filhos são tão bem educados que não podem ser gays), lhe apresentar, ao invés de uma namorada, um namorado. E vai te chamar de vovô e tudo, hein?! Cuidado!
Daria tudo para ver sua cara, pois quem cospe para cima, recebe o cuspe na testa.

Respeite as diferenças, afinal de contas, elas existem e quem paga o seu salário, somos nós, inclusive, muitos gays e negros.
Portanto, na falta do que falar, "Cala a boca, Bolsonaro"!
Pois já dizia o ditado: "Em boca fechada, não entra mosquito".
Vanessa Pires
Enviado por Vanessa Pires em 31/03/2011
Reeditado em 21/02/2014
Código do texto: T2881518
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Vanessa Pires
Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
132 textos (33382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/09/21 22:39)
Vanessa Pires