Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO OLHO PR’OCÊ

Quando eu olho pr’ocê me olhando
Com seus olhos esbugalhados
Minhas pernas tremem mais
Que varas de bambu envergado
Mãos suam, e pés ficam gelados
Coração acelera igual carro desenfreado
A minha boca fica salivando
E os meus lábios ressecados
Saudades de fazer tudo aquilo agora
O que a gente fazia no passado.

Adilson Adalberto
http://adilsonconectado.blogspot.com/
Adilson Adalberto
Enviado por Adilson Adalberto em 14/10/2019
Código do texto: T6769779
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Adilson Adalberto
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
110 textos (1375 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/07/20 11:00)
Adilson Adalberto