Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Andorinha, os pássaros e os homens

Havia um campo bem extenso
Que durante bom tempo
Tinha sido por todos esquecido
E já que não era cultivado
Árvores ali tinham crescido.

Esse lugar pelo ser humano,
Assim tão abandonado
Tornara-se um belo jardim
Para os pássaros felizardos
Que não achavam nada ruim.

Inúmeras plantas agrestes
Cresceram neste lugar
E os voadores silvestres
Podiam bem se alimentar
Das sementes sem pestes.

Mas alegria de pobre não dura
Como diz o velho ditado
Pois homens vieram à procura
Naquele terreno abandonado
De uma chance de ter fartura

Quando a andorinha
Muito viajada por sinal
Percebeu o que estava por vir
E que o futuro não seria legal
Resolveu às outras advertir.

Ela abriu o bico e falou:
- Vi enxadas e machados
Nas mãos dos colonizadores
Esse teatro já vi encenado
Os santos em outros andores.

Eles já começam a preparar
A semente para plantação
Grãos de juta estão a separar
Logo logo começa devastação
Nossas casas irão despedaçar.

E do linho que vão produzir
Farão cordéis, laços e redes
Armadilhas irão construir
Pois de morte eles têm sede
E nossa raça querem possuir.

Mas a passarada caçoava
E não quisera dar ouvidos
À andorinha que narrava
O que havia percebido
Da desgraça que apontava.

Ela ainda com insistência
Suplicou que se unissem
E fizessem resistência
Atacando a sementeira
Destruindo o mal na essência.

Nada disso valeu
Os outros não se importaram
Seu coração se endureceu
E as armas se multiplicaram
E o pior se sucedeu.

Muitos pássaros caçados
Foram assados e fritos
Os homens bem alimentados
Não ficaram aflitos
E puseram a abaixo todo mato.

As aves nem puderam
Se arrepender de seu erro
Quando ouvir não quiseram
Alertas sobre seu enterro
Que a andorinha lhes dera.

Aprenda leitor ou ouvinte
Que é preciso aprender
Com quem, por conseguinte
Mais deste mundo pôde ver
E lhe antecipa o passo seguinte.

Aberio Christe
Adaptado da Fábula de Esopo

Aberio Christe
Enviado por Aberio Christe em 14/10/2019
Código do texto: T6769304
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aberio Christe
São Paulo - São Paulo - Brasil
86 textos (4734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 02:05)
Aberio Christe