Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA EM CORDEL

SEM A ÁGUA NÃO TEMOS SOBREVIVÊNCIA
VAMOS APRENDER TER MAIS CONSCIÊNCIA
A ÁGUA É UM ELEMENTO DA NOSSA NATUREZA
QUE JÁ MAIS PODE PERDER A SUA GRANDEZA
NÃO ESQUEÇAM ESTA NOSSA RIQUEZA
ELA FAZ PARTE DA NOSSA MÃE NATUREZA.

VEJAM A ATENÇÃO DE TODOS DA EDUCAÇÃO
ELES CHAMAM VOCÊS PARA UMA DISCURSÃO
SEM ESQUECER DOS AMIGOS E MEUS IRMÃOS
VAMOS APROVEITAR ESSA GRANDE SITUAÇÃO
A (ONU) CRIOU E DEIXOU A SUA CONTRIBUIÇÃO
CRIOU O DIA MUNDIAL DA ÁGUA MEU IRMÃO.

SENDO UM GRANDE DIA VINTE E DOIS DE MARÇO
NO ANO DE 2004 ELA ABRAÇOU COM SEUS BRAÇOS
ASSIM SABEMOS QUE A ÁGUA TEM SEUS LAÇOS
ELA ESTÁ PRESENTE EM TODO TIPO DE PEDAÇO
QUEM NÃO LEMBRA O RESERVATÓRIO CABAÇO
NELE GUARDAVA A ÁGUA DE JANEIRO A MARÇO.

PERGUNTE PARA UM EXPERIENTE SERTANEJO
O QUE É A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA NO VILAREJO
PARA UNS O SÍTIO E OUTROS GRANJA OU FAZENDA
DUVIDO QUEM MORA NESSE TORRÃO NÃO APRENDA
O VALOR QUE TEM A ÁGUA ATÉ UMA PRENDA
BOM É OUVIR O BARULHO DA ÁGUA NA FAZENDA

QUEM MORA NO SERTÃO POTIGUAR CONHECE
VAI BUSCAR ÁGUA ASSIM QUE AMANHECE
NÃO TINHA CISTERNAS ERA NAS CACIMBAS
MUITO DISTANTE ELE DECIA E SUBIA PARA CIMA
O IMPORTANTE ERA ENCONTRAR A ÁGUA
AS VEZES BARRENTA MAIS VALIA ERA ÁGUA.

O CARRO DE CARREGAR ÁGUA ERA O JUMENTO
ESSE ANIMAL JÁ TINHA UM PENSAMENTO
DEPOIS DE ENCHER OS BARRIS ELE PARTIA
QUANDO SE COLOCAVA NO CAMINHO ELE NÃO SAÍA
PODIA O SOL ESTÁ QUENTE PISANDO EM BRASA
ELE TINHA UM DESTINO CERTO QUE ERA SUA CASA.

A ÁGUA É UM BEM NATURAL QUE SE ECONDE
AS VEZES NEM SABEMOS COMO E PRA ONDE
ELA TAMBÉM SE AMOSTRA EM ABUNDÂNCIA
QUANDO CAI A CHUVA ALEGRA ATÉ AS CRIANÇAS
OS ANIMAIS AGRADECEM ESCRAMUÇANDO
SABENDO QUE O ALIMENTO VEM CHEGANDO
                                                  MARIO SERGIO DA SILVA (2019).
poeta do meu sertão
Enviado por poeta do meu sertão em 09/10/2019
Código do texto: T6764973
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta do meu sertão
Pedro Avelino - Rio Grande do Norte - Brasil, 41 anos
20 textos (292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/19 01:08)
poeta do meu sertão