Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Libertem o sabiá

Rui Soares Bezerra
Francisco Alber Liberato

O pássaro tem o direito
De viver livre e voar
Não viver preso na gaiola
Sem a liberdade desfrutar
Tem o seu direito negado
Canta mesmo encarcerado
Mas é triste o seu cantar

Os direitos do passarinho
Nós temos que respeitar
Não prender o bichinho
E da liberdade o privar
Se sobrevive confinado
Canta mesmo encarcerado
Mas é triste o seu cantar

Viver livre na natureza
Sem ninguém o perturbar
É o direito do bichinho
Isso não devemos negar
Se vive enclausurado
Canta mesmo encarcerado
Mas é triste o seu cantar

O canto do passarinho
É gostoso de escutar
Por isso prendê-lo
Não podemos nem pensar
Depois de capturado
Canta mesmo encarcerado
Mas é triste o seu cantar

O passarinho nasceu
Pra viver livre e cantar
Por isso nunca devemos
O bichinho aprisionar
Se for trancafiado
Canta mesmo encarcerado
Mas é triste o seu cantar

Não prendam o pássaro
Deixem-no livre pra voar
Ir até aonde bem quiser
E a liberdade aproveitar
Se sobreviver engaiolado
Canta mesmo encarcerado
Mas é triste o seu cantar.
Poeta do Mirador e Rui Soares Bezerra
Enviado por Poeta do Mirador em 04/10/2019
Código do texto: T6761282
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta do Mirador
Crateús - Ceará - Brasil, 50 anos
131 textos (6405 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 07:42)
Poeta do Mirador