Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APLAUSO A GRANEL

Uma alma abandonada
tantas vezes sacudida
pura pele e osso
da vida esquecida
esquisito esboço
nos vãos da caminhada

Não tinha voz
talvez nem coração
uma alma qualquer
sem linhas na mão
pro que der e vier
santa ou algoz?


Firme nessa lida
livre sem coleira
é toda dor
toda asneira
seja o que for
está falida

O tempo seguia
tudo acontecendo
aquele roteiro
estava fazendo
pouso certeiro
o que mais queria

Até que um dia
esqueceu seu legado
não sabia o destino
que tinha forjado
virou um desatino
fim da alegoria

A alma despedaçada
que parou de sorrir
buscou uma saída
razão pra prosseguir
era tanta ferida
jazia derrotada

Então aconteceu
vindo do nada
pegou a infeliz
só e desolada
é como se diz
o céu acolheu

Aquela alma ao léo
que não valia nada
é forte guerreira
dribla cada cilada
virou rainha certeira
só aplauso a granel

Oscar Silbiger
Enviado por Oscar Silbiger em 16/08/2019
Reeditado em 16/08/2019
Código do texto: T6721389
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Oscar Silbiger
Campinas - São Paulo - Brasil, 61 anos
1666 textos (40972 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/19 13:40)
Oscar Silbiger