Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cordel da Nadia

Nadia, muié arretada
Veio lá da enseada
Para nos encantar
Tem seu jeito único
Supimpa de alegria
É de muita simpatia
E muito bom com ela estar
Confessou gostar de cordel
E concordo com sua fala
Poesia é tipo o mel
Um doce que faz bem pra alma
Com seu cabelo black
Bloqueia o olhar maldoso
Tem energia na melanina
Um charme de dar gosto
Me encanta sua amizade
Quero dar te também a minha
Viva a poesia de cordel
Vida longa à essa menina.

Bruno Henrique Reis
Enviado por Bruno Henrique Reis em 15/03/2019
Código do texto: T6598766
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Bruno Henrique Reis
Limeira - São Paulo - Brasil, 29 anos
36 textos (1451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 08:30)
Bruno Henrique Reis