Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRISTO E SOFIA- NA BATALHA DA ALMA HUMANA RUMO A PERFEIÇÃO

                     


PREFÁCIO

Aqui você escreve sua história
Você mesmo escolhe ler ou não ler
Porém saiba que está na batalha da alma humana e não sabe
Mas lendo você vai saber.

Se a leitura despertar em você uma ressonância íntima
E sua alma deseja saber mais, então está pronto para o que segue,
Porém se duvida contra a Divina autoridade do Cristo no coração
Seu intelecto diz para sua mente que uma sedução o persegue.

Seguindo o intelecto você não receberá benefício algum destas palavras
A palavra terá de vir por outros canais de expressão
Pois seu significado permanecerá ainda oculto para sua consciência mortal
Seu intelecto duvida e se rebela contra a autoridade do Cristo no coração.

Portanto, não desanime, e segue lendo,
Assim poderá vir a você o reconhecimento da verdade
Porém pode seguir lendo ou não, como queira, saiba que:
A verdade é o Cristo doando a vida no seu coração, sua eterna identidade.




Vamos contar uma história
Do apocalipse e dos Judeus a cabala
Da Jiha islâmica do alcorão e do Baghavad Gitã dos hindus
De dez bilhões de seres é uma sublime batalha

Você pode dizer ufa! Que nomes difíceis
Mas é uma história só da humanidade e de cada um,
Trata-se da história da batalha da alma humana chamada Sofia
E o Cristo, no coração de cada um.

O Cristo no coração é pleno de amor, sabedoria e poder,
É a eterna fonte  infinita da vida, força e riqueza,
É a perfeição, sem atividades pecaminosas,
Só doa amor, a vida, na batalha só irradia luz e beleza.

Você pode não saber por que a alma humana se chama Sofia
Mas na nova era tudo se explica e você vai saber
Sofia significa sabedoria, descobre o que quer da vida,
Essa é sua batalha na vida, da alma humana Sofia, e  você vai conhecer.
 
É importante falar como foi criada a alma perfeita,
Quando do Sol  Deus-Pai-Mãe projetou
Por meio de pensamentos e sentimentos a nossa Terra
E todos os demais  planetas do nosso sistema criou.

A origem da alma Sofia foi a partir da grande expansão solar
Os átomos permanentes moviam-se sem rumo de lá para cá
Seguindo a ordem da Criação na atmosfera envolta na Luz Universal
É o início da liberdade em que todos os elétrons podem se alegrar.

Os minúsculos elétrons alcançavam raios de luz que irradiavam
De todos os seres que irradiam a luz da divina expansão
Não conheciam qualquer obrigação ou responsabilidade
Essa liberdade é concedida a qualquer Divina criação.

Esse ponto de Luz é recolhido pelo Sol
Atravessando as doze esferas dos raios de sua divindade
Na esfera que permanecer mais tempo se torna parte desse raio
Torna-se parte integrante em suas futuras atividades.

Quando percebemos a existência
Todos pensamos “EU SOU’,  “EU VIVO”!
Vivíamos nesta inocência na consciência de Deus-Pai,
Éramos a expressão de Deus-Pai, seres vivos.
                                                           
Estava agora à disposição
A selecionada e brilhante vida original,
A Chama imortal fluía de nosso coração
Esse era o nosso estado Divinal.

Nesta fase, a alma perfeita, Sofia,
É Deus, Cristo, a chama da vida no coração.
É a alma, o espírito, a consciência,
A inteligência, o ser e a razão.

Antes de descer na matéria,
A alma humana vivia na perfeição
Quando então houve a divisão do ovo cósmico em dois
Um o masculino, o outro o feminino, esta é a separação.

Sofia, a alma humana, desce na matéria,
Vive no estado de adoração
Somente voltada para Deus
O Cristo, a Chama da vida no coração.

Estava no plano adequado no paraíso
Todos inocentes, mas conscientes de Deus-Pai Sua criação.
Estavam adquirindo experiências
E retornando ao coração do pai na perfeição.

Esta experiência não tinha problemas
Porque tinha ensinamentos e auxílio de seres de grande luz
Todos eram conscientes da sua origem, aprendiam e voltavam.
Ao lar, ao coração do pai, ao reino da infinita luz.

Ocorre que apareceram os meninos traquinos
Disseram: De Deus e de seres de grande luz, não precisamos,
Vamos criar uma administração no mundo à parte e se expulsaram
Colocando todo mundo no rolo, dizendo aqui só nós mandamos.

A alma humana esquece sua identidade, o Cristo no coração,
Usa a mente humana para  especular sem saber o conhecimento da luz
Confunde-se correndo atrás de sobrevivência pensando que é vida
Procurando tudo no externo, esquecendo o Cristo no coração, a verdade, a luz.

Da rebeldia perante a fidelidade ao modelo Divino
O uso do pensamento e sentimento para criar imperfeição
Resultou na existência da alma humana
A consciência separada da alma perfeita, o Cristo no coração.

A consciência, separada da alma perfeita foi criada uma capa,
É a alma humana, Sofia, que é parte da mente e toda sensação,
Quando nasce e quando o corpo e mente  morrem
Está ligada ao Cristo, a infinita inteligência, a chama no coração.

Com a perda de sua identidade, do Cristo no  coração
Reconhece na percepção dos sentidos a única realidade
Assim se deu a separação da alma de Deus,
Mergulhando no mundo ilusório e transitório da materialidade.

Vive agora no reino da matéria, presa a seus próprios vícios.
A parte inferior do seu ente, seu corpo físico e natureza emocional,
Vive dominada pela mente humana a besta  prostituída  pelo ego humano
Não conhece o reino dos céus, o Cristo no coração, a consciência universal.

A cabala, mostra a árvore da vida, o esquema da construção do mundo,
É a imagem do corpo humano, o esquema da construção,
O corpo é, ao mesmo tempo, o reino onde vive a alma humana Sofia,
Servindo como aprendizagem rumo à Divina perfeição.

O  alcorão fala da mesquita sagrada
O Cristo, em Jesus, dizia que o corpo é o templo de Deus,
O  baghavad  gitã fala de Khrisna, que é o Cristo no coração
A cidade santa, o corpo templo, a catedral da alma, não é a Jerusalém dos Judeus.

Sofia no  homem ou na mulher é um Reino completo e perfeito
Segundo o Apocalipse, o corpo humano é uma Cidade,
Sofia é a alma humana, para decifrar claramente,
Somente no Cristo no coração a sua verdadeira identidade.

Sofia, no homem, vive no reino físico,
No mundo pequeno, microcosmo, comparado à cidade capital,
Rodeada de uma forte e compacta muralha
Com habitantes maus e bons, a pele é sua proteção original.

A mente, a besta e sua cidade foram repartidas,
Divididas entre si e todo o reino dividido
Contra si mesmo se extingue
Com pensamentos mal dirigidos.

A natureza física é igual a uma rameira adornada
Com pedras preciosas para seus adoradores atrair
Depois de ter absorvido o sangue dos santos
A mente, a besta nos sentidos físicos, sempre vai cair.

A destruição total do corpo-cidade com todos os seus deleites,
Os frutos do desejo de Sofia, a alma humana, se separarão,
A Babilônia que é o físico, a grande cidade,  não será encontrada
O troco em dobro, segundo suas obras receberão.

Tem cimento resistente, o esqueleto, os ossos,
Elegantes edifícios, a carne e os músculos,
Ruas simétricas, às artérias, os informantes e os cinco sentidos,
E a circulação da centelha de Deus os elétrons minúsculos.

Têm fábricas industriais, forças para o crescimento,
Tem um ministro, a força que pensa, no cérebro central,
Um tradutor, o verbo, na língua,
Um correio, a imaginação, na parte frontal.

Tem casas comerciais que são as forças receptoras e emissoras
Muitos habitantes, os elétrons e os átomos, um anotador a mão,
Caminhos traçados nos sistemas circulatórios
Tem o Rei, o mestre, o Cristo na Chama da vida no coração.

Os trabalhadores na Cidade, o corpo humano que vive Sofia,
Tem a atração, a afinidade, a retenção,
A digestão, a repulsão, o crescimento,
A nutrição, a visualização e a imaginação.

Usando a razão que é o Cristo, Sofia obedece,
Porque tem a hierarquia superior da Luz e a inferior do ego, a paixão,
A paixão é dominada pela raiva; a razão deve ser iluminada pela Luz,
Para conservar o equilíbrio, só com o amor do Cristo no coração.

Assim como em toda cidade há gente boa e má,
Na cidade, corpo de Sofia, há defeitos e qualidades,
Os defeitos e vícios são instintos vis, as paixões, a ambição,
As virtudes e a razão só no Rei o Cristo no coração, a bondade.

Na cidade corpo de Sofia, o ministro deve ajudar o Rei que é o Cristo,
Eliminando os desejos vis, para o bem da cidade e sua administração.
Conquistando-os para trabalhar em prol do Reino
Como o Ministro, o pensador voltado para o Rei, o Cristo no coração.

Quando o Ministro, o pensador, mostra fraqueza ante seus inimigos,
Deve usar o poder da vontade
Chamando as forças superiores para limpar o País das escórias
Apelando pelo Rei, o Cristo no coração, com seu amor e bondade.

A imaginação vai adiante como o arauto que guia
Para dirigir e defender o que se torna sem controle e tão ignorante
Misturando a mentira com a verdade e convertendo-se em injustiça
Este é o reino físico onde vive Sofia, com o Ministro pensante.

O Reino Interno, no corpo, o Microcosmo onde vive Sofia,
A divindade tem no corpo sua manifestação
A unidade da dualidade, desde o cérebro do homem,
Deus, no corpo onde vive Sofia, é a Criação.

O retorno à Divindade é o objetivo da revelação do apocalipse
O EU SOU acima da cabeça emana a força vital
Pelo cordão cristalino alimentando a chama da vida no coração
É a vida no corpo, onde vive Sofia no mundo da forma dual.

As duas correntes procedendo do EU SOU, do ponto central da cabeça,
Descem ao sistema simpático e nervoso ligado à chama do coração,
Formam o circuito da força e tem que ascender novamente à cabeça,
Simbolizando a subida do Cristo ao céu, Sua ascensão.

Os centros magnéticos do homem e da mulher fluem
É o fogo Criador que se transforma em Luz, para iluminação,
É a eletricidade positiva no homem e na mulher
É o Vencedor do Apocalipse, a grande Revelação.

O átomo permanente do templo é chamado filho do Homem
O seu reino, o Cristo, está no coração,
É o regente do sangue e do pensamento que nutre o homem
Pela sabedoria e amor tem o poder Criador, o Filho, no coração.

Quando a mente recebe influência do mundo interno,
Convida à quietude e à concentração;
Quando o corpo mental está influenciado pelo mundo externo
Usa os músculos criados no corpo de desejos, esquece a vida no coração.

Sofia agora sabe que o corpo de desejos forma um caminho
A mente alia-se aos desejos prontamente
Impede o Cristo no coração, no movimento voluntário do organismo,
O Cristo, o permanente do átomo, é o Espírito Santo naturalmente.

A parte inferior domina o homem, fazendo dele um sistema inconsciente,
Sofia agora conhece que pode unir-se ao Pai na glândula pineal;
Conhece o inimigo secreto formando os abusos pelo instinto e sensação
Dominando a mente, o sistema nervoso, simpático e cerebral.

Então, a atenção tem que ser dirigida,
Para o regente, o Cristo no coração;
Pelo  sangue alimenta o organismo
E também o sistema nervoso, com o sangue é a alimentação.

O sangue comunica a vontade do íntimo
Cada vez que passa pelo coração;
Assim, esse órgão se converte em foco de Amor doando a vida,
E, ao mesmo tempo, em órgão do Pensador, o Cristo no coração.

Por isso que se diz: o homem é
Tal como pensa em seu coração;
“Este povo me honra com seus lábios, seu coração está longe de mim”,
Filho meu, dá-me o teu coração.

Querer honrar com seus lábios é falar da boca pra fora
Não querer assumir cada um a sua responsabilidade
Ficar repetindo que tem fé em Jesus, e quando entende o que ele disse,
Não obedece aos conceitos do Cristo no coração, a sua eterna identidade.
 
Sofia tem que reconhecer o único EU, o Cristo que doa a vida,
Na cidade corpo, Sofia deve sentir o pensamento, à vontade e ação,
O reflexo interior é o conhecimento, a fonte do pensamento,
A raiz dos desejos é a vontade interior, com a concentração.

Essas forças formam a trindade
O Deus íntimo, cuja essência é amor, Sabedoria, Poder, e Ação,
A transformação é lenta
Só retorna à unidade com pai, por meio do Cristo no coração.

O apocalipse é a grande revelação traduz esse efeito
Chamando conquistador de si mesmo, o vencedor,
Deus entronizado no coração do homem
Pela ascensão do Cristo para sentar-se a direita do Pai, o Criador.

Sofia agora sabe que não há nem mal nem bem,
Há somente a lei.
O mal é o abuso da Lei
O bem é a obediência à Lei.

A mente é um instrumento para servir ao Cristo no coração,
Para a aquisição do conhecimento,
Porém se está limitada pelos instintos e desejos
Só com a natureza inferior e egoísta, é a besta em movimento.

No Apocalipse fala que reunir no coração
O pensamento voluntário e o amor
É o Reino de Deus, guiando até a união com o Cristo no coração,
O homem se inicia no reino interior.

Os impulsos intuitivos o guiam até a união com o íntimo
No apocalipse é o objetivo de toda grande revelação
Conquistar-se a si mesmo para que o filho do homem se converta
Em Filho de Deus e em Deus, o Cristo no coração.

Para que a trindade no homem pudesse manifestar a Criação
A partir do interior para o exterior,
Foi necessário que a Trindade emanasse de si quatro elementos
A estrutura material do mundo exterior.

Os quatro elementos chamam-se: terra, ar, fogo e água,
As vibrações da Trindade nos quatro elementos ou divindades,
É formada pelos elétrons a centelha de Deus despertando,
O fogo à vontade, o ar a reflexão, a terra a ação e a água a sensibilidade.

O alento é a origem da vida,
Pelo alento o homem pode atrair pureza ou impureza exterior
Atrai energia de acordo com os seus pensamentos
Com pensamentos elevados ajuda a abrir os centros de força interior.

Por meio da vontade e do pensamento,
Canaliza a Força Criadora Sexual para a nutrição
Dos seus  cinco sentidos e da força genital vem a palavra,
Gênio, gênesis, geração, degeneração e regeneração.

O homem deve ser um gênio para aspirar,
O Fogo Criador de seu sexo até seus sentidos, saber e poder canalizar,
Com seus elétrons construtores, porque esse Fogo sagrado,
É o ponto de união entre o homem e no íntimo sempre criar.

As sete igrejas do apocalipse são os sete chacras, os centros de energia,
Só o do coração, laringe e coronário deve mexer,
São os essenciais para vencer todas as batalhas da alma humana Sofia
Consulte o Cristo no coração e você vai saber.

Retirar seus selos, é fazer o fogo criador ascender até eles,
Abrir os selos do coração, é a porta de entrada para o mundo interior
Capta os ensinamentos escritos no sistema simpático,
Recebe a atividade do EU SOU  libertando os elétrons, a centelha do Criador.

Abrir o selo do coração é abrir a porta para o mundo interior,
Desperta a sensibilidade do cérebro para os ensinamentos divinos captar
Pode receber a atividade do EU SOU
Aprende a centelha Divina, os elétrons de Deus  libertar.

Abrir o selo laríngeo abre-se a porta da Libertação,
É concedido o entendimento, a esperança e a generosidade.
Desperta as faculdades adormecidas
Vive na harmonia, ouvindo a voz do silêncio, o Cristo, a sua eterna identidade.

Antes de abrir o sétimo selo, chamado o “Lótus de mil pétalas”,
As doze faculdades do Espírito, o Cristo no coração, deve despertar,
Alcança a pureza da inspiração e da expiração
E a pureza dos pensamentos aprende a dominar.

O apocalipse se refere ao livro escrito que é o corpo do homem
Estão selados os sete centros, são os sete chacras, o selo não pode tirar,
Porque o Cristo foi encarnado e crucificado no homem
Só o Cristo, no coração, os chacras  pode ativar.

A terceira testemunha fiel e verdadeira que fala no apocalipse
É o Fogo Sagrado que chegou até o cérebro, é de Deus, o Verbo,
Que desceu e novamente subiu ao Pai
A mente, a besta os seus desejos baixos se transmutaram com o Cristo, o verbo.

Todos os mortos ficarão diante de Deus
Serão julgados de acordo com o livro da vida e segundo seus feitos
Os culpados sofrerão a segunda morte, a desintegração do corpo dos desejos,
Seu próprio fogo de paixões insatisfeitas.

Então Sofia no homem já tem um novo Céu
Que é um corpo perfeito, espiritual e fisicamente.
Seu corpo é a Cidade Santa que desceu do Céu e Deus mora nele,
O homem chega à união com Deus em seu coração consciente.

A cidade Santa, a nova Jerusalém, é a cidade de doze portas,
Segundo o apocalipse, é a cidade o corpo da paz, corpo, habitação,
Sofia conhece bem o seu lar transitório, sabe que vai se unificar com o Rei,
O Rei é o Cristo, a perfeição.

O corpo ou matéria física se espiritualiza
E a Cidade Santa, que é o corpo perfeito, tem a luz no coração,
Sofia é a esposa do Cristo e suas portas estarão abertas ao saber,
Nela não entrará mais coisa suja, mentira ou que faça abominação.

Logo se vê na cidade, o corpo onde Sofia mora, um rio limpo,
A árvore da vida ou o sexo será para a santidade das nações
O sistema nervoso que sai do Trono de Deus e do Cordeiro no cérebro
O conquistador de si próprio verá Deus face a face, é o Cristo e suas realizações.

A PRIMEIRA BATALHA da alma humana chamada Sofia
É estar numa batalha, sem saber de onde veio e para onde vai,
Aponta para o céu pensando que é onde Deus se esconde
No estado de inconsciência, não sabe que sua vida é Deus, o Pai.

Sofia vive perdida na matéria ilusória e dominada pelo ego
Tem total apego a tudo no externo para sua própria gratificação
Controlada pelos cinco sentidos, corre atrás do gozo material,
Não conhece a meta, a verdade, o Cristo no coração.

Sofia segue dogmas materializados que obscurecem a verdade
Escondem a verdade interna espiritual
Negam e rejeitam o Cristo no coração de cada um
Leem e querem interpretar o que o Cristo em Jesus disse, só no intelectual.

Inconsciente da luz é envolvida em atividades psíquicas
Vive no modo material de bondade, ignorância e paixão,
Ocupa-se somente com a mente cansando e matando o corpo
Totalmente esquecida do eterno, o Cristo no coração.

A educação da nova era é baseada no conhecimento interno
Porque a educação do ego é baseada no conhecimento externo
No estado do ego não ensina a verdade, o Cristo no coração,
Ninguém conhece o casamento de Sofia, a alma humana, com o Cristo eterno.

Quando dizemos que as nuvens cobrem o Sol e as Estrelas
Não estão encobertas é só no modo de falar na ilusão
A vida, o próprio Deus, está  na consciência dos corpos que habita Sofia,
Para libertar-se do nascimento e morte somente no Cristo no coração.

Não tem propósito eterno definido vive no canto da sereia na ilusão
Não sabe que a essência de toda religião é render-se ao Cristo dentro do coração
A intenção de ir à igreja é temor, troca de benefícios e riqueza,
Não conhece a eterna luz, o amor de Deus, dentro do coração.

O intelecto que exerce seu poder contra a consciência superior ou o amor
Em nome da mente humana, a besta faz grandes sinais de inteligência,
Engana os moradores da Terra,
Obrigando-os a adorar a intelectualidade, negando do Cristo a inteligência.

Busca Deus só para benefícios materiais
Mostrando o que faz e o que tem é por orgulho e paixão
Despreza e não quer ser devoto da verdade
Não aceita o Cristo, a Chama da vida no coração.

Dá tanta importância à crucificação do corpo externo de Jesus
Não explica que Ele disse: não sou eu que faço, mas o pai em Mim.
Dizia que o Cristo está em tudo e em todos
O corpo é o templo de Deus no universo sem fim.

Sofia no corpo humano vive num conflito inútil da mente
Lutando por sobrevivência
Busca o que nunca encontra, vira as costas e nega o Cristo,
Perguntando quem você é, do Cristo no coração, não tem consciência.

Sofia, a alma humana, no corpo cidade,
Está num campo de atividade impermanente
O corpo nasce, cresce, produz subprodutos, se deteriora e desaparece,
Sofia está ligada ao Cristo no coração eternamente.
 
Sofia no corpo físico tem cansaço físico e emocional
As palavras traduzem o desatino
Longe de sua verdadeira morada, o Cristo habitando no seu coração,
Somente no seu centro, sua vida no coração é o encontro com o Divino.

Não é explicado para Sofia que o apocalipse é o livro da grande revelação
Que lança mão da Teologia com interpretações para revelar
Porque a religião exterior perdeu o significado oculto da obra
Diz que é mistério, um véu sobre outro véu quer colocar.

O Apocalipse é um desvendamento da batalha de Sofia, do mundo interior,
Interpreta de forma clara o desenvolvimento da alma humana
Desde a Criação, no apocalipse é o tratado da evolução do homem,
Nas idades futuras encontra todo o saber do Cristo, a inteligência soberana.

O evangelho de São João é a primeira iniciação que explica,
De que modo o Espírito Divino desceu à matéria
E o verbo se fez carne ou Deus se fez homem
No apocalipse demonstra como  o homem se faz Deus, o resto é miséria.

A SEGUNDA BATALHA da alma humana chamada Sofia
É buscar e encontrar o seu tesouro, seu verdadeiro destino,
Atravessa lagos profundos,  deserto imenso e especula o Céu,
Porém só no Cristo no coração pode encontrar o Divino.

Sofia sem saber procura sua consciência usando todos os meios
A ciência humana, sua origem carnal, é tão ineficaz como astrologia,
Crenças, dogmas, ritos, magias, meios ilusórios atrás da vida única,
Não ouve o que o Cristo no coração diz: estou aqui, Sofia.

No corpo, a alma humana procura Deus,
Tem o aflito que deseja riqueza
O curioso que especula o conhecimento do absoluto
Não entende que o Cristo no coração é a Divina realeza.

Sofia, no mundo da ilusão, vive no cativeiro condicionada  à matéria
Enche o estômago no corpo material e especula com a filosofia
Como besta de carga goza do fruto do seu trabalho
Não reconhece o Cristo no coração e da sua atenção desvia.

Sofia tem acúmulo de reações do seu trabalho
Não sabe remover a ignorância da ação e reação
Nascimento após nascimento é para desenvolver experiência e aprender
A pensar, sentir, falar e agir na consciência do Cristo no coração.

O eterno agora, o tesouro, é o Cristo no coração,
Está à disposição de Sofia na busca eternamente
Não depende de tempo e espaço, porque está presente no eterno agora,
Criando todos os meios para trazer Sofia para o coração e sair da mente.

A TERCEIRA BATALHA da alma humana chamada Sofia
É no seu mundo, viver sempre encontrando atalho no cativeiro,
O Cristo no coração sempre guiando seus passos no silêncio eterno
A atenção é uma forma de percepção para tirar o passarinho do viveiro.

O Bhagavad Gitã, fala do canto sonoro do par- rouxinol,
Dois pássaros idênticos é a mente que come da árvore da gratificação.
É a mente com os cinco sentidos da matéria
A mente do Cristo observa sua réplica, no silêncio do coração.

Se Sofia voltar sua face para seu verdadeiro Ser, o Cristo no coração,
Libera-se do apego pelos frutos da matéria e todas as ansiedades
É onde o cativeiro terminará, porque vazio e forma não são diferentes,
É na vivência terrena, onde teve início a ilusão de separatividade.

Sofia separa todas as escrituras
Acha uma diferente da outra em todo sermão
Diz que uma é melhor do que a outra,  coloca as escrituras acima de Deus
Fala que ama a religião e esquece-se da verdade e o amor, o Cristo no coração.

Sofia não conhece o verdadeiro propósito de toda religião
Que é conhecer e religar-se à verdade suprema e sua relação
Religião não salva ninguém, serve somente,
Para explicar a verdade suprema, O Cristo no coração.

Sofia no corpo templo se torna aflita e não sabe por que,
O que deseja é somente lutar por sobrevivência e riqueza
Envolve-se em visão de curiosidades especulando Deus
Não conhece o Cristo no coração a fonte da vida eterna e da beleza.
 
O que ocorre, nesse estágio, é apenas a captação de um lampejo,
Da região além da forma, há o risco de perder de vista a iluminação,
Se não houver continuidade no treinamento e contínua avaliação
O insight não melhora um ser iluminado é uma interação.

O princípio básico do sofrimento de Sofia, vivendo na matéria,
É pensar que a vida é gozo material, acontecimentos e lutar por sobrevivência,
Vive no modo material de bondade, paixão e ignorância,
Não sabe o que é ser devoto do  Cristo no coração, a verdadeira inteligência.

Sofia vive no chamado canto da sereia e não sabe
A mente humana, a besta, mostra coisa bonita no externo para tirar a atenção,
O corpo emocional, principal inimigo, faz Sofia se irritar,
Sofia está  esquecida da sua verdadeira mente, o Cristo no coração.

A principal causa de viver no modo de bondade, paixão e ignorância,
É porque Sofia vive no estado do ego de fazer, mostrar e ter,
Cheia de vaidades e orgulho só quer saber de sermão e adoração
Nega e não quer o encontro com o Cristo no coração, seu verdadeiro Ser.

A matéria é criada e sustentada pelo espírito o Cristo que doa a vida
O corpo material se desenvolve porque o espírito do Cristo está presente
Assim o universo inteiro se desenvolve pela expansão contínua de Deus
O Cristo no coração e Sofia pensando que é corpo e mente.

As atividades psíquicas de bondade, paixão e ignorância,
Só mostram encantos, menos do que a ignorância, só os animais, são a ilusão,
Não é perguntada a Sofia, qual o melhor buscar atividades psíquicas temporárias,
Ou reconhecer a importância e se render ao eterno, o Cristo no coração?

Sofia no estado do ego tenta dominar a matéria
Não sabe que a consciência no Cristo no coração é o servir
Desconhece que o Cristo é a fonte de toda consciência
O Cristo testemunha as atividades e Sofia só quer mostrar, ter e agir.
                     
A essência e propósito de toda religião
É mostrar a Sofia a verdade suprema o Cristo no coração
Esclarecer que religião não salva ninguém é somente para ensinar a religar-se
Ao Cristo seu verdadeiro Ser doando a vida dentro do coração.

A QUARTA BATALHA da alma humana chamada Sofia
É Sentir um pesar tão profundo
Pois Sofia teme sempre o seu futuro
Como se tivesse chegado ao fim do mundo.

Este é o estágio onde está a humanidade
O Cristo assumiu o comando
Toda a humanidade está convidada a viver a vida interna
Tudo é esclarecido só fica fora quem quer o engano.

Isso é Sofia querendo livrar-se das amarras
Inconsciente, não sabe que está entrando no novo mundo,
Para livrar-se tem que ter firmeza no Cristo no coração
Porque ainda tem os velhos hábitos do velho mundo.

Está ligada ao sentimento ilusório, das experiências terrenas,
Mantinha-se afastada do Cristo no coração
Sempre agarrada à vida material
Pensando que o Cristo era inacessível na sua imaginação.

Isto é o ego lutando contra a mudança profunda a ser enfrentada
Só sai com o desaparecimento da tensão,
Pela morte do ego, permitirá o domínio pleno da luz,
Com a firmeza no Cristo no coração.

A reconstrução da personalidade para dar lugar
Ao nascimento do Ser, o Cristo, no rumo da Perfeição,
É tarefa hercúlea, que demanda tempo, persistência e paciência,
Com a fé que é do Cristo no coração.

Qualquer descuido volta ao estado do ego
Porque não tem treino constante, autocontrole e disciplina,
Esta etapa é muito importante e decisiva.
Sofia tem que reconhecer que o estado do ego é só indisciplina.

Isto é importante porque Sofia ainda não conhece o mestre, o Cristo,
Mas aceitar o Cristo com sua Sabedoria é sua verdadeira realização
Significa a volta para sua eterna morada
Somente penetrando na Sabedoria mais profunda do Cristo no coração.

A QUINTA BATALHA da alma humana chamada Sofia
É seguir o Cristo no coração
Porém tem que manter o ego manso no laço
Gentil, paciente, sem nenhuma tensão.

Adorar a Deus não é para o seu propósito particular
Sentir o amor e fé em todo serviço o Cristo no coração.
Sentir e servir o Cristo eternamente
É o código de honra e obrigação.

Ao render-se ao Cristo no coração
Sofia é promovida ao estágio de grande alma de luz
Porque sabe que o Cristo é Deus causa de todas as causas
É devoto puro e eterno, do Cristo associando-se aos grandes seres de luz.

Tão belo como uma nuvem
É concentrar sua atenção no Cristo no coração
É o estágio mais elevado não há outro
Só os tolos zombam do Cristo no coração.

Agora Sofia se rende e é devota do Cristo no coração
Sabe que  ouvir, cantar, falar sobre o Cristo os corpos são purificados.
Não discute a filosofia inferior da matéria externa que também é vida do Cristo
Reconhece o Cristo como a causa de todas as causas e tudo por ele são controlados.

Sofia já sabe que no momento de abandonar o corpo
É importante estar firmada no Cristo no coração
Isto é alcançar a natureza de Deus, a mente do Cristo,
Observa a importância de se manter nessa devoção.

O Cristo no coração, é a Chama da vida, é Deus o Senhor Supremo,
Nascimento e morte afetam só a mente e o corpo material
O espírito que é o Cristo doando a vida é eterno
Somente a expansão da luz do Cristo no coração é a energia espiritual.

A tensão só é entre o ego e Sofia, porque o Cristo só é puro amor,
O ego com suas revoltas quer impedir do Cristo à harmonia
Domando o ego, Sofia pode aquietar as emoções conflitantes,
O ego mostra que a vida do Cristo no coração, é irreal, quer iludir Sofia.

O ego com a mente distorce os pensamentos, que não são irreais,
Enquanto houver a ilusão de separatividade
Sofia tem que  compreender que os pensamentos surgem
Do Cristo no coração, a sua verdadeira identidade.

Sofia conhece a consciência transcendental
Com a mente servidora do Cristo encontra satisfação
Fala apenas do Cristo e dos assuntos relacionados ao Cristo
Sabe a importância de se manter na consciência do Cristo no coração.

O Cristo no coração é Deus, a origem de tudo,
Dirige e controla todos os átomos, células, órgãos no corpo que vive Sofia,
É o Rei na cidade Santa, a catedral da alma,
Ao Cristo, a quem tudo a alma humana agora confia.

A invenção mental ainda não terminou
Só é vencida se ocupando na consciência do Cristo no coração
Sofia pede para estar satisfeita em si mesmo
Servir eternamente ao Cristo Supremo é sua devoção.

Controlar os sentidos pelos princípios de liberdade
Obter a misericórdia completa do Senhor e libertar-se de todo apego e aversão
Só perde o apego sem as atividades sensuais
Mantendo-se na consciência do Cristo no coração.

Sem estar na consciência do Cristo está controlada pela mente
Na inconsciência, não controla a inteligência, não há paz nem felicidade,
O Cristo é o único proprietário de todas as manifestações universais da vida
Sem a consciência do Cristo no coração não há amor, paz e felicidade.

Fazendo a vontade do Cristo no coração
Mesmo as atividades indesejáveis se tornam uma devoção
Porque sabe que tudo está  sob controle do Cristo
Age na consciência do Cristo consciente de sua direção.
                               
Focando no seu ponto exato o Cristo no coração
Dissipa a ilusão do ego, com a iluminação,
Vê que o mundo da forma não é separado de Deus indivisível
Sofia agora conduz o ego, consciente da vida na respiração.

No batismo, o iniciado é permeado pelo Espírito do Cristo Cósmico,
A alma Sofia fica cheia de sustento espiritual
Desceu ao mundo baixo dos planos da existência humana
Recebe o banho de luz do Pai, expandindo a consciência na luz celestial.

O batismo que era com a água
Na nova era o batismo do Espírito Santo é com o fogo
É a expansão contínua dos elétrons, a centelha de Deus.
O Cristo, em João Batista, disse quem vem após mim é mais poderoso.

O fogo simboliza a mente do Cristo, a chama da vida iluminada,
Quando desperta da compreensão espiritual
É a libertação da alma humana Sofia da escravidão mundana
É o fim do intelecto com sua lógica pequena, a mente é do Cristo Celestial.

O trigo representa os grãos vivos
A verdade é o Cristo o verbo de Deus em tudo e em todo coração
O joio é a crença irracional e a formalidade insensata
Igual à palha inútil consumida no fogo vivo da luz do Cristo no coração.
 
A tentação ocorre após o batismo
Está na presença eterna do Cristo no coração
Penetra seu ente inteiro expandindo sua consciência
O espírito de Deus descendo na forma de uma pomba é o Cristo Cósmico em ação.

A fim de manifestar-se como alma liberta e mensageira de Deus,
Enfrenta e anula sozinho todo o vestígio do ego inferior
Antes que possa controlar e desenvolver os atributos espirituais
Transmuta o desejo de poderes ocultos e fenômenos psíquicos com vigor.

O caráter de Satanás corresponde ao adversário e provador
No caminho  a Deus é a prova das qualidades morais e resistência
Toda alma humana passa por essa tentação como a de Jesus e Jó
Logo depois recebe uma bênção especial do Pai,  com benevolência.

O drama de ser conduzido ao deserto
Depois de uma bênção Celestial mostra o que Sofia possa ser
É conduzida a alcançar os planos mais elevados
O alimento espiritual que é a expansão da luz de Deus pode receber.

Tanta beatitude concedida pela graça de Deus,
Não pode receber sem a  Deus submeter-se e unificar-se a Sua vontade
Vencer desejo humano de exibir satisfação, poderes ocultos, orgulhos egoístas,
Transmutar dogmas religiosos petrificados e viver na sua eterna identidade.
 
A SEXTA BATALHA da alma humana chamada Sofia
Agora conduz o ego com a mente servindo ao Cristo
Tem consciência do Cristo no coração e canta suaves melodias
Vive no eterno agora, o novo céu, sem pressa e nada imprevisto.

A transfiguração é uma experiência interna
Junto ao Cristo no coração tem significação espiritual iluminativa
Compreende as várias etapas de desenvolvimento que toda alma humana
Passa no caminho de Deus com compreensão significativa.

É importante esclarecer o verdadeiro sentido
Do reino dos céus e descobrir sua relação com o Cristo no coração
Toda alma humana tem que ser provada para ser absorvida pelo Cristo
Para alcançar a perfeição do reino dos céus tem que passar pela transfiguração.

Na nova era está sendo implantado na consciência
Que durante a vida terrena o Reino dos Céus pode se alcançar
Não é um acontecimento no infinito
Que só depois da morte pode se realizar.

O Reino do céu é o plano de consciência a ser alcançado e render-se
É reconhecer a importância de manter-se na consciência do Cristo no coração
Atingindo e vivendo o Cristo no reino interno a joia da verdade,
É o objetivo definitivo, fazendo a vontade do Pai, a perfeição.

Antes de se experimentar a transfiguração,
A consciência aos planos Celestiais tem que se elevar
Firmar-se no Sol de luz branca acima da cabeça
Sentir o amor do Cristo no coração e se unificar.

Imerso na luz da Presença Divina
A alma individual, em cada pessoa humana tem que fazer,
Enfrentando dificuldades, porém com o Cristo no coração,
Revestir-se em trajes brancos como Jesus fez e vencer.

A alma humana tem agora o privilégio de invocar o Pai
Tornar-se testemunha de Deus o raio de luz Divina na terra
Expandindo a iluminação por toda parte onde passar e for necessário
Ser o filho benquisto, que se rendeu ao Cristo onde tudo se encerra.

A alma humana reconhece que seu verdadeiro Ser
É uma alma imortal cheia da luz do Pai em resplendor
O segredo do seu destino foi desvelado
Como uma nota da Divina sinfonia fazendo a vontade do Criador.

Agora a alma humana no corpo templo não é uma personalidade humana
Porque já se tornou em coração aceso abençoado pela luz
Vive na consciência do Cristo dentro do seu coração
Está libertada da escravidão dos interesses mundanos e vive na eterna luz.

A luta findou; surge agora o estado de absoluta naturalidade,
As tentações não mais a fazem voltar aos pensamentos na cabeça,
Não afetam as influências externas de ganho ou perda
Sofia agora diz ao ego, EU SOU O CRISTO não se esqueça.

Adorar e mostrar respeito e honra a Deus eternamente
Amor e fé são sentir em todo serviço o Cristo no coração.
A vida em tudo e em todos é Deus, o Cristo, o Espírito Santo,
O dever é servir ao Cristo na eterna devoção.

Concentrar sua atenção no Cristo no coração é tão belamente
Como uma estrela ou doando a vida a uma bela flor
Tão brilhante como um Sol
Deslumbrante em todas as partes, essa é a irradiação de Deus, o amor.

É o estágio de limpar todas as contaminações materiais
Sofia, a alma humana vive na consciência do Cristo no coração,
Ocupa-se do serviço fazendo a vontade do Supremo Deus
Sua mente agora é do Cristo em ação.

Sofia sabe que todas as coisas estão como elas são,
Agora é um Ser maduro estabelecido em seu verdadeiro elemento
O Cristo fundiu Sofia, instintos, os sentidos,  mente e ego na unidade,
A fonte máxima de paz e aceitação da vida tal como ela é no momento.

A profunda serenidade experimentada por Sofia,
É suficiente pela sensação de liberdade e alegria de viver,
Não tem mais pressa para regressar ao seu eterno lar
No eterno agora, repousa no Cristo no coração, seu eterno Ser.

A sintonia entre corpo e mente está acima da correção inicial
Agora o ego e o estado de consciência são idênticos na iluminação
Somente o Cristo no coração pode levar Sofia de volta ao lar
Fora da turbulência do ego e sua tentação.

Era o ego que negava a vida com tentação e ilusão
Parecia o canto da sereia, mas tudo provocava desarmonia,
O ego com a mente levava Sofia a caminhos desconhecidos
Porém tudo  acabou, o Cristo no coração agora é Sofia.

Cumprir seus deveres em consciência do Cristo
É a mais elevada  auto- realização e perfeição
Sofia não procura promoção no Reino Celestial
Cumpre seus deveres conversando, andando, pensando no Cristo no coração.

A SÉTIMA BATALHA da alma humana chamada Sofia
Com o Sol ainda luz no alto do céu,
Sofia sabe que o ego já se foi, não precisa mais de laço,
A Harmonia e a Luz  na escuridão, levaram o ego ao seu mausoléu.

Tudo parece estar em seu lugar certo
Sofia experimenta a paz profunda na unidade do Cristo é a mente
Quem sou eu, não mais perturba Sofia, porque o ego desapareceu,
Na solidão, Sofia é grata, sentindo a paz do Cristo harmoniosamente.

Para Sofia desenvolver e controlar os atributos espirituais
Tem a tentação do ego inferior sozinha para anular
Dominar a ambição pessoal, ser a alma mensageira de Deus,
Purificar os corpos inferiores, poderes ocultos e fenômenos psíquicos superar.

O jardim de Getsêmane apresenta
A angústia inevitável de toda alma humana causada pela rendição
A renúncia de todos os laços mundanos
Uma cena comovente junto ao Cristo no coração.

Este foi o lugar onde Jesus disse a seus discípulos
Assentai-vos aqui e levou consigo Pedro, Tiago e João,
Mostra que a alma iluminada ainda não se libertou da tirania do ego
Devia elevar sua consciência acima dos discípulos na auto -  rendição.

Tem que renunciar definitivamente todo vestígio de separação
Tudo que acumulou durante o passado e por inúmeras encarnações
Tal como a prensa de óleo para se extrair tudo o que não tem valor
O Getsêmane indica o jardim de tristeza e aflições

Transmutando tudo em luz todo o resíduo imprestável
Porque só permanece o que é puro, perfeito e sublimado,
Depois é oferecido ao Pai como colheita da batalha terrestre
Avança em direção à perfeição o iniciado.

Ainda não está ganho o combate, diz: o espírito é forte, mas a carne é fraca,
Pai, afasta  de mim esse cálice de amargura, faça-se a Tua vontade,
A desolação na batalha entre os laços do ego humano com a luz do Cristo
É a procura voluntária da alma humana pela liberdade.

Voltando-se, achou os discípulos outra vez adormecidos,
Tem de escolher o bem e recusar o mal, junto ao Cristo no coração,
Mesmo o próprio Deus não tirará do indivíduo a Sua livre vontade
Senão o sacrifício perde seu valor e virtude na implacável resolução.

Levantai-vos, eis que é chegado o que me trai,
Este é o conflito interno da alma individual,
A vitória só pode ser ganha na solidão, pela resolução e coragem,
Porque a fé não é da mente, é do Cristo no coração, a glória espiritual.

Os que seguravam Jesus conduziram-no a Caifás
O falso poder de pensamento religioso do ego intelectualizado
Sujeito a sermão e cerimônia sem iluminação espiritual
Ressente-se por não compreender o Mestre nem seus ensinamentos são alcançados.

Somente as testemunhas falsas e mundanas são capazes de criticar e gritar
Contra a carreira da alma humana que alcançou a perfeição
Não são capazes de reconhecer em Jesus seu triunfo magnífico
Estava muito além da compreensão, no alto estado de iluminação.

Foi essa a tentação que Jesus passou
São provas de qualidades morais que no caminho para Deus tem que passar
Forças que se desenvolvem pela luta contra ou força igual e resistente
Esse adversário parece ocupado no serviço humano, só a Deus deve adorar.

Imerso na luz divina no batismo permeado pelo espírito do Cristo celestial
Sua alma na matéria cheia de sustento espiritual
Envolvida pelos elétrons a centelha divina de Deus
Tem que ser expandida no mundo da matéria essa luz celestial.

Veja o que o homem mundano seria capaz de realizar
Com toda a riqueza e domínio da Terra ficando sob seu poder.
Agora veja o que o Cristo em Jesus disse: já venci o mundo.
Essa é a prova que só com o Cristo no coração todos têm que vencer.

Sofia saiu da dualidade, a morte não mais apavora,
Vive o encontro crítico entre a Sabedoria e a ignorância
Agora sabe, reconhece e sente-se como parte indestrutível da vida,
Além da vida transitória, a Luz cobre as trevas com amor e tolerância.

Sofia de posse de Grande Pureza, perfeita,
Não pratica nenhuma virtude, nem comete pecado;
Só resta louvar a luz do Cristo no coração
Os conceitos de bem e mal foram ultrapassados.

Firmada constantemente  no Cristo no coração
Pensando, sentindo e falando sabe que para os corpos é a purificação,
Cantando, afirmando, firmada  no Senhor Supremo,
Esta é a expansão da energia de Deus a sua devoção.

Esta é a meta suprema de Sofia
Ser devota eternamente do Cristo no coração
Negando isto permanecerá no cativeiro
O serviço devocional é a sua constante ocupação.
 
Vence a heresia ilusória da separação
Sofia com o ego e mente identifica-se com o Cristo e a iluminação
Sentindo a paz, equilíbrio, harmonia e reconstrução kármica
É o renascimento na carne, enfrentando sem medo a transmutação.

A OITAVA BATALHA da alma humana chamada Sofia
Permanece em silencio no Cristo no coração do ego esquecida
Não mais importam os dias tormentosos
Não tem caminho mais a procurar sabe o que é viver a vida.

Vive no plano superior da consciência
É serva eterna do Cristo no coração
Como semeamos temos que colher, segue doando a vida,
Reconhece Deus o Senhor supremo, o princípio de toda manifestação.

A procura interminável da mente terminou
Tem que se esquecer do ego e de si mesma em todos os sentidos
Também da ideia de santidade e purificação do orgulho
Sofia pensa, se EU SOU O CRISTO, não tenho desejos requeridos.

Sofia sabe que a mente macular-se com a ponta de orgulho espiritual
Quando digo EU SOU O CRISTO é uma afirmação
Porque o Cristo é e sempre foi sua vida
O orgulho impede a conquista da paz suprema e da libertação.

Sofia entende que não quer ser o Cristo, porque ele é, e sempre foi sua vida,
Não pode negar o Cristo, como não pode apegar-se a iluminação,
É tão doentio quanto apresentar um eu com loucura ativa
O iluminado desapega-se do gosto da própria iluminação.

A iluminação e a ilusão de separatividade são igualmente danosas
Sofia sabe que nenhuma crença ou religião condiciona a iluminação
Só vence a vaidade e orgulho e alcança o estado de plenitude divina
Com a Luz brilhante do Cristo no coração.

Esse é o grau de iluminação representado pelo círculo vazio
O vazio representa nada mais haver para diferenciar
Sofia é tão pura e natural sem vaidade e orgulho
Com sua Luz brilhando na escuridão da ignorância está a iluminar.
                     
O apocalipse demonstra como o homem se faz Deus
É o estado do Cristo compreendendo Deus a semelhança
Deixa para trás todo tipo de condicionamento
Sofia vive no eterno agora na Bem  aventurança.

Não depende de religiões com teologias arbitrárias,
Bebe da água da vida e outras fontes de Deus,
Encerra todos os triunfos das idades
Vive na unidade com Deus.

Esta é a Ciência Sagrada do Cristo que é a vida de Sofia
Volta ao Éden, após o triunfo maior desvendar,
Tudo o que está em cima é igual ao que está embaixo;
É a miniatura do Cosmo na sua compreensão é a vida doar.

Tudo o que está no Cosmo contém no interior de Sofia, a alma humana,
Os elétrons, a centelha Divina de Deus são seu corpo e iluminação,
Não há inferno, nem céu; nem mal, nem bem,
Senão no pensamento, o Cristo no coração.

Todo Ser inspira e expira;
Porém o homem inspira, expira e pensa,
No pensamento está o verdadeiro e o falso, o bom e o mau;
Seguir a Lei Divina, na unidade com Deus é a recompensa.

Os elétrons são inteligência viva que rodeia o pensamento,
Esperando a inspiração e expiração para no pensamento penetrar
Sofia no homem agora sabe que os elétrons são anjos inteligentes
Abre caminho para a centelha de Deus irradiar.

Iniciação significa ir dentro em busca do Cristo no coração,
Que é a vida e o iniciador de toda sabedoria,
Sofia sabe que a Centelha de Deus no seu mundo interior
É a fonte eterna desta sabedoria.

Inspirar e expirar átomos afins a seus pensamentos
Pensar e inspirar  a beleza é adquirir beleza
Inspirar, concentrar e expirar átomos de luz leva à iluminação,
Isto é viver na unidade com Deus, Cristo, a Divina realeza.

O objetivo segundo o apocalipse, na nova era,
É libertar os cinco sentidos da escravidão
Saber libertar os elétrons a centelha de Deus
A conquista da liberdade como fez o Cordeiro, o Cristo no coração.

A NONA BATALHA da alma humana chamada Sofia
É como viver numa roda que gira sem nada mover
Voltou à origem, retornou à Fonte;
Ouvir é não ouvir, ver é não ver.

Mantendo a consciência e manifestando o Cristo no coração
Foi o canal pelo qual a energia da alma de Jesus
Encontrou os meios de expressar-se e realizar seus milagres notáveis
Habilitando o Mestre até Sua provação na cruz.

A cena das bodas de Canaã tem intenção de  ser uma alegoria
Ocultando uma experiência fortemente espiritual
Descreve uma cena da festa realizada durante um casamento
Em que o noivo e a noiva são citados de forma impessoal.

Esse é um quadro do casamento
Da alma humana Sofia com o Cristo no coração
Esse é o  verdadeiro objetivo de toda alma humana
Juntando-se ao espírito Divino na eterna união.

Essa exposição das bodas revela um grau mais alto do caminho
A compreensão de Deus, maior do que o alcançado no batismo e na transfiguração,
O batismo é a descida do Espírito Santo ou Cristo Celestial
A transfiguração é a entrada no Reino dos Céus, o filho cônscio do pai no coração.

O ensinamento de Jesus no casamento interno de sua alma humana
No caminho da unidade com o Pai, revela a mais alta elevação,
Este é o casamento de toda alma individual humana com o Cristo
O senso de dualidade está vencido transmutando o véu da separação.

O espírito Divino é que sabe quando a alma está pronta para a união,
A purificação dos corpos com o coração aceso e a alma iluminada
A água simboliza o oceano da vida
E o vinho simboliza o amor da vida Divina manifestada.

O espírito Divino conduz toda vida terrestre
Conduz a todos que se renderam ao Cristo no coração com amor
Transmutando e purificando os corpos inferiores
Para a alma alcançar o grau do Cristo e entrar na glória do Senhor.

O Mestre  retinha sua forma humana para ser o mensageiro do Pai
Assim manifestar o poder e a glória do Senhor,
Não foi explicado o grau do Cristo em Jesus, manifestado pelo Senhor Cristo.
Jesus no corpo em forma humana e o Cristo Celestial no coração o Criador.

Tendo passado por todas as experiências possíveis na forma humana,
Tornou-se luz viva, assim é o mediador entre o Pai e a humanidade.
O Pai o Senhor Cristo Celestial na condição acima de Jesus
No corpo humano de Jesus manifestou sua verdadeira identidade.

É como o Sol sempre a surgir no horizonte
Fluindo, espelha a fonte cristalina,
A vida é como uma roseira
Com uma flor sozinha, em paz viceja na colina.

Incerteza e confusão acabaram
Sua ausência permite a paz, o retorno à fonte.
A vida jorra plena, espontânea e natural,
Seja elas agradável ou não, é como o Sol brilhando no horizonte.

Em Sofia, a êxtase da iluminação desapareceu,
Libertada dos objetos dos sentidos, de si mesma também,
Absorve o que ouve e vê, seu ouvir é não ouvir, seu ver é não ver,
Seu ato é perfeito, isento de tudo, só o amor é o bem.

Sofia conhece a verdade única, que abarca o Cosmos,
A vida menor dentro da vida maior
Não sente mais necessidade de justificar sua presença na vida
Sem trabalho árduo, a expansão da consciência é seu mundo maior.

A solidão e a paz que se expandem
Em todos os estados de consciência com Sabedoria
Em todas as situações, em todos os lugares,
Vive na vida menor dentro da vida maior em harmonia.

O estágio da perfeição mais elevado da vida
Que prepara para a transferência
De devoto para o céu espiritual entrando
Na felicidade eterna do Cristo, a consciência.

Sua Pureza sem ser maculada
Não há nenhum espelho a limpar
Sofia sabe que sua essência abrange o universo
Só a herança divina poderá almejar.

A DÉCIMA BATALHA da alma humana chamada Sofia
Tem uma convivência abençoada
Nem mesmo o mais sábio a impressiona
Segue sorridente sua própria estrada.

Tem fraterna e grata companhia
O poder esqueceu, só é companheiro,
Seguidora do seu próprio caminho,
Em tudo e em todos vê o Cristo verdadeiro.
 
No imperfeito e poluído convívio mundano,
Expande sua paz na escuridão
Ajuda a todos dominar suas ilusões
Nada tem o poder de macular sua pureza e perfeição.

Sofia agora é como a flor de Lótus
Símbolo da pura perfeição
Tem suas raízes na lama, sem macular suas alvas  pétalas,
Onde resplandece a Gota de Orvalho, a joia da iluminação.

Sua simples presença num corpo entre os homens
É uma bênção para o mundo
Sua alegria é a prova que sua personalidade está impregnada de amor
A porta da câmara secreta no coração vê a do outro com olhar profundo.

A força de irradiação interior sem recorrer aos poderes
Decorrente de seu elevado grau de iluminação,
A própria Natureza já a tem por um de seus criadores
Com a porta aberta da câmara secreta do coração.

Sofia, nesse estágio, não se permite renunciar ao mundo,
Tem os que estão envolvidos na ilusão
Todos são convidados a participar de seu Saber
Sua paz, harmonia, verdade e sua compaixão.

Se não houver dedos a apontar para a iluminação
Como ficam os que sentem medo, angústia, atrás de felicidade,
Sofia agora ensina a domar o ego
A Todos encontrarem o Cristo no coração, a verdadeira identidade.

Torna-se a Compaixão absoluta, não tem alvo a atingir,
Nem um programa a cumprir, um atributo a conquistar,
É ser a Lei das leis a harmonia eterna,
Na  luz da justiça eterna, na Lei do eterno amor irradiar.

A solidão e afastamento do burburinho comunal é um contrassenso
Estar sempre centrada em si mesmo é favorável à alma iluminada
Outro tipo de solidão e paz em que vive alerta,
No meio do turbilhão, ela encontra mais silêncio, só vida é doada.

Sua consciência é uma paz suprema solitária,
Onde ela se refugia quando, no meio da multidão,
Distribuindo amor, Sofia permanece consciente e alerta,
Inteiramente só no santuário iluminado O Cristo no coração.

Sofia é solitária porque é única, íntegra, é toda Luz.
Sua solidão é bela, suave, silente Paz,
A visão da Paz liberta iluminada e bendita
Assim sente, vive no eterno agora irradiando Paz.

Fina joia preciosa, gema pura,
Já consegue brilhar em plena lama
Como ouro de lei, também, resplandece,
No ardente esplendor da própria vida no coração a Chama.

Sofia sabe que tudo se cria pela vontade do Cristo
O  supremo se retrai nele mesmo novamente
Por sua vontade ele se expande nessa energia material,
Assim toda a manifestação cósmica acontece eternamente.

Embora o Supremo Deus seja Um se converte em infinitos,
Expande-se em tudo e em todos é a Sua manifestação
No universo infinito o Senhor está presente é o seu Verbo, o Cristo,
Deus não é só um homem, em tudo e todos está a Sua expansão.

A crucificação na cruz do calvário
Representa a cena final da batalha da alma humana
Que a alma em toda pessoa deve tomar para si
Jesus disse: toma tua cruz e segue-me, não é vontade mundana.

A importância dessa narrativa é um fato que revela
O que cada alma humana tem de suportar
Antes de poder atingir a união cósmica com o Pai,
Imergindo a natureza humana na divindade e se unificar.

Essa representação mostra quando o ideal oculto na crucificação
A dupla natureza do homem, a física e espiritual, estiver desenvolvida,
Passar por cima, vencer qualquer obstáculo e ser reintegrada ao Ser Divino,
A páscoa é a passagem por cima do anjo destruidor ainda pouco entendida.

Passar pela barreira e entrar na terra da promissão
É a consciência, a Luz de Deus no homem no caminho da elevação,
Aos planos divinos mais elevados,
É a entrada no reino dos céus através do Cristo no coração.

A Páscoa constitui uma análise mais extensa
Da natureza humana do indivíduo na etapa da crucificação
Para que possa participar na consciência da Presença Divina
Unificando-se com o eterno, o Cristo no coração.

O ego inferior apenas reflete a Luz da alma
Participa da comida física, sempre trabalha em oposição,
Jesus tomou o pão abençoando deu aos seus discípulos, porém Judas o vende,
O vinho, seu sangue, simboliza a essência do amor, e partindo o pão, a revelação.

A madeira em pé da cruz significa a descida do raio masculino e feminino
A travessa no cruzamento é o ponto do nexo, nasce o Cristo no coração,
O Cristo é abaixo do cruzamento e se manifesta
A mente do Cristo em cada pessoa humana é o verbo de Deus em ação.

A cruz significa vitória onde desaparece todo o sofrimento
Torna-se um símbolo da entrega da vida, de amor e expressão,
Assim no corpo se manifestou o Divino pelos braços estendidos em benção
O Cristo Celestial, a verdadeira fonte de poder e inspiração.

As mãos imobilizadas por pregos cessa todo o desejo de defesa própria
Os pés presos sustenta toda a atividade, e transpassado é o coração.
Jerusalém no apocalipse é a cidade de doze portas, é o corpo habitação da paz,
O Rei é o Cristo, aquele que alcançou a perfeição.

A ressurreição e Ascensão descrevem
A transbordante recompensa gloriosa
A alegria de êxtase  e paz que ultrapassam
Os mais sublimes sonhos humanos, porque é a vida eterna vitoriosa.

Na inata natureza divina da evolução espiritual do homem e da mulher
Será restituída a toda a alma humana que alcançou a iluminação e liberação
São transmutadas e elevadas aos reinos transcendentais,
Na eterna união com Deus junto ao Cristo no coração.

Para o novo nascimento no plano mais alto da existência
Segue uma expansão da visão e compreensão
O iniciado devolve os elétrons à centelha de Deus purificada
É um catalizador purificando e irradiando a luz com o Cristo no coração.

Manifestando-se no serviço de puro amor por onde passa
Gradativamente surge dentro dele um impulso para abnegação
O mais importante é a nutrição espiritual de tudo e de todos
Purificando, expandindo e irradiando a luz do Cristo no coração.

A energia espiritual é a expansão da luz, o amor de Deus, a pura felicidade,
Por isso Que o Cristo no coração de Jesus disse: Sois  Deuses, é uma revelação,
Porque todos vão alcançar a vitória com o espírito inabalável.
Expandindo e irradiando a luz do Cristo no coração.

A purificação dos corpos ocorre
Enquanto retém a natureza humana, para compreender plenamente,
Quando as trevas cobre toda a terra e ele entrega o espírito
Deus meu, por que me desamparaste? Não pode cessar o aflitivo lamento.
       
Ainda que a retirada da luz interna seja como a morte
Realmente não morre, é somente um presságio meramente,
A última barreira entre o Pai está retirada, o véu do templo é rasgado em dois.
A luz do espírito, Pai como me glorificaste, é o mais glorioso nascimento.

Ao passo que essa verdade interna se torna evidente proclama
Sou aquele que foi  morto a presença do Altíssimo agora vivo para sempre
Assim a alma humana torna-se em parte cônscia do próprio Deus
É uma gota no oceano da vida, a luz do Cristo Cósmico que ilumina realmente.

Desapareceu toda a tristeza, a morte está vencida,
O profundo Oceano de alegria enche o espírito que é o Cristo no coração
Houve uma expansão dos elétrons do seu núcleo é a própria Luz de Deus
Passando do corpo atômico para o corpo eletrônico é o triunfo da Ascensão.

Está concluída sua passagem pelo mundo material
A última etapa é sua total transformação
Na formação do corpo de um Deus e viver no reino Celestial
Passando do corpo atômico para o corpo eletrônico com o Cristo no coração.

A purificação dos elementos constitutivos da matéria
A força de coesão que prende todas as partículas atômicas e subatômicas
Em torno do núcleo vai diminuindo até que a força de repulsão
Se torne maior que a força de coesão, pronta para expansão eletrônica.

Quando as partículas atômicas e subatômicas
Vão aumentando a sua velocidade
Pela purificação dos elementos se aproximam a épsilon da velocidade da luz
A matéria começa a expandir-se com nova intensidade.

Com a expansão da matéria, a luz que era atômica passa a ser energia eletrônica,
Os elétrons, a centelha divina de Deus, são libertados,
Vão criando campos eletromagnéticos  expandindo-se cada vez mais
Preenche todo o universo, assim não precisam correr atrás de Deus desesperados.

Com o aumento da velocidade, a vibração das partículas.
O tempo vai diminuindo até extinguir-se totalmente
Agora você pode perguntar quanto tempo leva para ir de você a você mesmo?
Não existe mais velocidade com a extinção do tempo.
 
Se não existe velocidade e distância a percorrer,
Não existe mais passado e futuro e no eterno só existe Deus
O presente é o aqui agora
Tudo é o absoluto no eterno agora na mente de Deus.

Isto foi o que aconteceu com o corpo de Jesus
Quando, no sepulcro, completou sua batalha final,
Ele havia dito destruam o templo que eu reconstruirei em três dias
Esta é a ressurreição à elevação Celestial.

Quando estava no sepulcro
Houve uma expansão de Luz
Os elétrons libertaram-se do seu núcleo
Passando do corpo atômico para o corpo eletrônico de Jesus.

É assim a formação do corpo de um Deus
Dentro da explicação física não há explosão só há a eterna expansão
Todo ser humano tem que fazer o que Jesus e os seres da grande luz fizeram
Purificando os corpos expandindo a luz do Cristo no coração, que é a expansão.

E João a consciência do iniciado viu um novo céu e uma Terra nova
Viu a Santa Cidade, o corpo perfeito, puro e resplandecido,
A Jerusalém, o corpo, a cidade de paz da alma humana,
Que descia do céu de Deus como uma esposa embelezada para seu marido.

E assim toda a humanidade da Terra
Tomou conhecimento do livro da vida o corpo sem nenhuma                  modificação,
Conhece a Cidade Santa,  a Nova Jerusalém que é o corpo onde vive sua alma
O verdadeiro casamento da esposa, a alma humana, com o Cristo no coração.
                           
                                          EU SOU O EU SOU

EU SOU A CHAMA DA VIDA NO CORAÇÃO
Enviado por EU SOU A CHAMA DA VIDA NO CORAÇÃO em 31/05/2014
Reeditado em 31/05/2014
Código do texto: T4827515
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EU SOU A CHAMA DA VIDA NO CORAÇÃO
Porto Velho - Rondônia - Brasil
583 textos (7608 leituras)
449 áudios (4892 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 05:32)