Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os óculos de dona Gladis

Dona Gladis morava numa pequena cidadezinha do interior de Minas Gerais
vivia numa casa pequena e simples e era cuidada pelo seu neto Roberto já que possuía avançada idade.
Tinha uma relação de muito amor com seu neto adorado e ele também a amava profundamente já que ela o criará desde pequeno pois sua mãe tinha sumido no mundo faziam ja varios anos.

Dona Gladis andava muito doente, e vinha á alguns messes sofrendo dores terríveis nas costas e dificuldade para respirar, seu neto já sabia da verdade, sua avô tínha os pulmões bastante comprometidos, por conta de ter fumado quasse toda sua vida,
 
A conta tinha chegado.

Roberto já estava de sobre aviso, sua amada avô poderia morrer de um dia para outro,
E assim foi, um dia Roberto bateu na porta do quarto várias vezes sem obter resposta. Um arrepio gelado percorreu sua espinha dorsal, uma dor invadiu subitamente seu coração e ele já não queria abrir a porta.

Depois de algum tempo juntou coragem e entrou no quarto, desabando em choro no mesmo instante que via dona Gladis pálida e sem vida no leito de morte, depois de algum tempo junto de sua avô já sem vida procurou o médico da cidade apenas para liberar o corpo e ter o motivo do falecimento comprovado, e assim poder oferecer um velório digno e merecido para aquela que em vida tinha sido sua avô e também mãe.
No outro dia bem cedo aconteceu o velório na sala da sua casa pois naquele tempo os velórios se faziam nas casas mesmo principalmente em cidades pequenas, havia apenas alguns conhecidos muito próximos amigos e amigas que mantinham laços com os dois.

Colocaram  dona Gladis num caixão aberto, havia algumas flores e velas ao redor, o ambiente era sufocante, obviamente com muito choro e tristeza pois era muito querida.
Algum tempo depois o incrível aconteceu , dona Gladis levanta e senta-se tranquilamente no caixão pedindo seus óculos como se nada estivesse acontecendo
Alguns saíram com medo outros se apressaram em retirar as flores e velas ao redor para que ela não percebesse que estava sendo velada, Roberto incrédulo porem feliz abraça sua avô e depois a pega no colo e a leva rapidamente para seu quarto.

Algum tempo depois Roberto procura o médico, o mesmo que atestara o óbito de dona Gladis, então o medico diz para ele que isso seria impossível pois ele mesmo tinha conferido de todas as maneiras a morte dela
Assim os dois decidem ir ver dona Gladis e conferir como se encontrava.
Os dois entram no quarto e acham dona Gladis dormindo calmamente, quando o médico a examina confirma que dona Gladis continua morta exatamente como á tinha deixado um dia antes, Roberto não consegue acreditar mais isso realmente tinha acontecido.

Desta vez decidiram velar dona Gladis por quatro dias com esperança que ela acordasse novamente, mais isso nao aconteceu.

Dona Gladis foi finalmente enterrada, mais desta vez junto com seus óculos.

Gárgula
Enviado por Gárgula em 10/06/2021
Código do texto: T7275959
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gárgula
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 47 anos
118 textos (773 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/06/21 12:16)
Gárgula