Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Saga do Chico 3 - Se Essa Onda Pega

     Esta é mais uma pequena estória que aconteceu, exatamente lá naquele já famoso castelo do infinito onde o tempo parece não passar nunca.
     Como já era de costume, lá estava o Pedrão como sempre super atarefado na sua rotina de checar minuciosamente os nomes e as fichas dos candidatos, que naquela interminável fila se acotovelavam postulando ‘um lugar ao sol’ no paraíso celeste.
     Foi quando, dessa vez tentando demonstrar a maior calma mas com um largo e maroto sorriso nos lábios, o seu fiel ajudante Rafael lhe dá um leve tapinha no ombro e lhe sussurra ao pé do ouvido:
     - Chefe; duvido que o senhor seja capaz de adivinhar quem foi que eu encontrei, desta vez lá pelo final da fila, já criando tumulto e exigindo prioridade no atendimento  dizendo que quer falar com o senhor de qualquer maneira. Calmamente, Pedrão respondeu:
     - Meu caro Rafael, você já está até ‘careca’ de saber que aqui não tem nenhuma bolinha de cristal e também que eu não sou nenhum adivinho, portanto vá logo desembuchando e me dizendo logo de quem se trata. Mas calma, espere aí... Não vai me dizer que é aquele cri-cri do Chico da Esmeralda novamente? E já quase explodindo de tanto rir o Rafael respondeu:
     - Não chefe, desta vez não foi aquele tal do Chico quem veio prá lhe chatear, mas parece que ele acabou fazendo escola por lá...
     - Como é que é? Como assim? Interrompeu Pedrão, curioso. E Rafael explicou:
     - Parece mesmo que ele fez escola chefe. E que desta vez ele, talvez já prevendo a bronca que iria levar do senhor, preferiu não vir pessoalmente encher o seu saquinho e por isso, muito malandramente ele enviou a sua própria esposa talvez pensando que com ela o senhor iria ‘pegar mais leve’. E caiu na risada. Pedrão, pensativo e com aquele ar de seriedade que lhe é tão peculiar, coçando suavemente o queixo, pensou lá com seus botões:
     -“Será que ele teve a capacidade de me mandar a Aninha, aquela doce criaturinha, até aqui só para sondar no meu controle qual é a atual situação da senha dele? Ou será que ele está mesmo só querendo se fazer de bobo, porque afinal de contas ele sabe muito bem que a senha dele é especial, consequentemente a senha da Aninha é ainda mais que especial, já que os números das senhas dos homens sempre antecedem os números das senhas das mulheres, ainda mais no caso da Aninha, aquela pobre e caridosa alma que como esposa ainda tem que aturar as peripécias daquele pestinha do Chico”. E comentou com o seu fiel ajudante:
     - Sabe Rafael; na verdade eu confesso que ainda não sei como é que ela consegue aguentar tanto tempo carregando aquela espinhosa cruz, que é Chico... E o pior é que ela ainda vai ter que aturar aquele chato por muito tempo.
     - É preciso ter muito saco chefe! Mas como muito bem costuma dizer o meu querido Padre Eli; “É só Jesus na causa”. Disse a Rafael. E Pedrão completou:
     - Pois vá até lá meu filho; e diga a ela que pode ir saindo logo da fila e ficar bem calminha para poder voltar tranquilamente para os seus afazeres, porque o número da senha dela ainda está muito longe e eu não pretendo ver ela por aqui tão cedo. Aproveita e fale para ela não entrar nessa onda do Chico não, porque ele adora me atazanar o juízo.
     - Tadinha dela né chefe? Disse o Rafael. E os dois caíram na gargalhada...
ERCalabar
Enviado por ERCalabar em 06/04/2019
Código do texto: T6617169
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERCalabar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
360 textos (7873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 02:17)