Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMANHEÇO

Eu estava lá, no fim da noite. Observava a anunciação do sol, a lua não queria ir embora, mas, era preciso. De repente, olhei pela janela e comecei a notar o céu se transformando, as cores em mutações, a anunciação de um novo dia. Com um cigarro entre os dedos, fiquei apreensivo, a possibilidade de ver o dia raiar é sempre contrastante dentro de mim, pois, junto com ela, vem também o nascimento de um novo dia, o que, cada vez mais me desloca no tempo, tornando-me obsoleto, como um objeto inerte, estático, sem vida, apenas concreto, enquanto não é quebrado e jogado no lixo. Por isso, tenho medo de cada amanhã, nesses dias de agosto..
Jailson Anderson
Enviado por Jailson Anderson em 02/05/2019
Reeditado em 21/05/2019
Código do texto: T6637143
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Jailson Anderson
Belo Jardim - Pernambuco - Brasil, 29 anos
38 textos (312 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 04:49)
Jailson Anderson