Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O braço fora da cama.

Toda noite antes de dormir, Gustavo fazia um carinho em seu cão e logo depois se deitava.
Após um dia muito estressante no trabalho, Gustavo chegou em sua casa, tomou algumas doses de conhaque e ao preparar a janta, cortou o dedo. Irritado e cansado, foi deitar, sem mesmo ter jantado.
Seu cãozinho estava ansioso esperando o carinho do dono, que por mais exausto que estivesse, não dormiria sem agradar seu melhor amigo.

Pobre cãozinho... É claro que ele queria receber o carinho do dono, mas também queria um pouco de ração. A semana de Gustavo foi tão conturbada que ele deixou seu cão sem comer por dois dias.
Tudo que o cão tinha naquele momento, era o cheiro do sangue do machucado que seu dono fizera há pouco tempo.

No dia seguinte, Gustavo acordou e viu seu cão coberto de sangue. Ao se aproximar do animal, percebeu que seus dedos não estavam mais em suas mãos. Aliás, uma de suas mãos também não estava mais em seu corpo.

Depois desse dia, Gustavo nunca mais dormiu com o braço fora da cama, tão pouco, esqueceu de alimentar seu cão.
Régis Di Soller
Enviado por Régis Di Soller em 19/11/2019
Código do texto: T6798152
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Régis Di Soller
Votorantim - São Paulo - Brasil, 31 anos
119 textos (39336 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 10:54)
Régis Di Soller