Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Banquete Fúnebre

Sentada no chão, treme segurando a carabina. A porta do banheiro está prestes a ceder com as pancadas da horda. Cheiro de podre entra pela janela pequena demais. Coloca o cano da arma na boca, respira fundo. Aperta o gatilho. A porta cai e os mortos-vivos contemplam a arte abstrata vermelha na parede branca, mas ninguém liga para arte quando está com fome.
Raphael Meza
Enviado por Raphael Meza em 10/09/2019
Código do texto: T6741657
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Raphael Meza de Andrade) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raphael Meza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 24 anos
197 textos (12292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/19 11:18)
Raphael Meza