Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS NÃO-HUMANOS
 
Quem já os viu e os identificou, pois, observando com atenção as suas aparências, nota aspectos estranhos, poderia pensar que se trata de mutação genética, de má formação congênita, entretanto, muitas vezes, são aberrações tão grandes, porém também quase imperceptíveis que não dá para tachá-los de humanos. São humanoides, ou pseudo-humanoides.


Há quem se apavore e queira desabafar com algum amigo e colega, meticulosamente para não fazer o ouvinte se assustar tanto, ou olhá-lo enviesado, pois são relatos que soam risíveis e fantasiosos, dignos de alguém à beira de uma internação num manicômio.


Numa dessas conversas concluiu-se que a energia da morte é tão forte quanto à energia do parto. Não é à-toa que chamam nascimento de luz. Ali estão poderosas forças mágicas, energias de curas, místicas, espirituais.


Uma pessoa relatou que, ao se deitar para dormir, espíritos a viraram de bruços, ela não viu ninguém, porém se deparou com luzes e todo o seu corpo paralisou. Eles levantaram sua blusa e com uma agulha e seringa bem grandes, tiraram à força um líquido da sua coluna servical, em outras palavras, pode ter feito um transplante de medula. Assim que acabaram o procedimento, as luzes e as presenças desapareceram imediatamente e pode recobrar os movimentos.  Aliás, naquela casa, presenciou e viveu uma gama de experiências paranormais.


Numa outra conversa, respondendo aos seus questionamentos, alguns céticos ignoraram, não assimilaram em prol da santa paz. Uma moça disse que quem faz isso não é humano. Muitos são bichos, demônios, seres extraterrenos, seres intraterrenos, outros oriundos de outras dimensões, feéricos,  que precisam das secreções humanas para poderem continuar tendo suas aparências humanas.

Ela os sabe reconhecer, porque sempre fica algo de não-humano neles, talvez sobre algo mesmo de suas aparências originais. Uma vez, ela entrou em contato com um que piscava os olhos verticalmente. Sentiu grande pavor, mas fez força para fingir que nem notou.


Agora, por que razão, eles insistem em ser gente é uma incógnita. Talvez seja a metade divinal que o homem possui: metade matéria, metade espírito, não foi por isto que Lúcifer, o anjo querubim mais poderoso, segundo o evangelho perdido de Enoque, perdeu sua patente? Por discordar de um querido, criado por Deus, provido de duas naturezas?

Talvez queiram exatamente o poder divino que o homem tem e ele próprio desconhece possuir. Por outro lado, é possível que este poder venha mesmo é da carne.

Muito obrigada pela visita e leitura do texto. As trilhas sonoras, também as faço.
VICTORIAH
Enviado por VICTORIAH em 11/04/2019
Reeditado em 11/04/2019
Código do texto: T6621231
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
VICTORIAH
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
553 textos (62304 leituras)
203 áudios (13489 audições)
2 e-livros (167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 02:24)
VICTORIAH

Site do Escritor