Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAÇADA AOS DIABINHOS

Estive recentemente no santuário de Aparecida e pediram para ver a Sala dos Milagres. Ao me aproximar dos objetos deixados lá, em agradecimento, pelos fiéis, senti uma onda pesada. Tudo de ruim da pessoa está armazenado dentro daqueles objetos. Todos eles são "caixas de Pandora". Se um dia, se quebrarem, os diabinhos se soltam. Foi isto que aconteceu no Santuário de Feline de la Croix, em 2016, na sala dos milagres. Durante o terremoto que atingiu 7.5 na escala Richter, milhares de objetos caíram e se partiram no chão, provocando uma grande explosão. O que ocorreu é que os tais diabinhos alados se soltaram e cada um foi procurar seu dono. Eles ainda eram girinos e "acordaram" chorando e com fome. Todos voaram sem direção, numa só direção, obedecendo a um líder escolhido randomicamente e sem eleição, talvez por um feeling comunitário. Mas, primeiro, destruíram o que restou do santuário, para depois sim, como enxame de abelhas, invadir a cidade e cada um deles tomar seu rumo.
Foram, como pragas, na madrugada, comendo tudo o que viam pela frente, cada um tinha cerca de oito centímetros, vermelhinhos, de asas transparentes. Eles queriam encontrar seus donos, para infernizá-los novamente, devolvendo as "amarrações" de suas vidas, em vingança por terem sido presos dentro dos objetos. invadiram casas saquearam e quebraram as cozinhas, pixaram. Deixaram um rastro de vírus e bactérias, ainda não catalogados pela ciência. Espalharam radioatividade. Alguns moradores, em vão, acenderam tochas para espantar o que acreditavam ser insetos, outros espalharam inseticidas, sprays. Os pequenos seres gritavam alto o nome dos seus donos, como eram muitos nomes, na massa sonora, pareciam zumbidos, mas alguns, de perto, podiam ser ouvidos. Foi quando perceberam que não se tratava de "gafanhotos" vermelhos, nem libélulas.
Então, de manhã, houve uma caçada aos pequenos, pelos poucos não infectados. Bem, já era tarde, porque encontraram várias famílias e lhes devolveram as penúrias. Alguns, invadiram o aeroporto e conseguiram pegar os aviões que levavam às residências dos outros fiéis de outras cidades. Foram de avião para poupar as suas asas, pois ainda eram girinos. Num futuro próximo, poderão se deslocar apenas com a força de seus pensamentos.
*******************************************************
Colegas, escutem meus áudios musicais. leiam meus outros contos de terrir e terror! Beijo
VICTORIAH
Enviado por VICTORIAH em 28/12/2016
Reeditado em 14/01/2017
Código do texto: T5865587
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
VICTORIAH
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
559 textos (63976 leituras)
203 áudios (13548 audições)
2 e-livros (173 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 07:15)
VICTORIAH

Site do Escritor