Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Malditos desejos

Davi caminhou confiante até o palco,logo atrás dele Abda Amani seguia em silencio como uma sombra.Uma belissima sombra de cabelos lisos e negros,pele amendoada,olhos cor de ametista,silenciosa como a morte.Em seus pulsos o sinal de sua prisão,duas lindas pulseiras de prata pura com inscrições em arabe.
No anelar de Davi o que lhe dava a posse,um anel de igual prata com inscrições diferentes.Aquilo parecia ser um imã para Abda,ela seguia a mão dele com o olhar,parecida com uma naja enfeitiçada.
Ela viu o agressor chegar mas só avisou seu amo no ultimo minuto,quando ele não poderia mais se desviar,um sorriso maldoso se espalhou por seus labios ao ouvir o soco ecoar.
Ela ouviu o agressor e seu amo discutirem,mais algumas agressões serem trocadas,os seguranças serem chamados.Tudo acabou em poucos momentos então Davi veio furioso dizendo.
- Então é assim?!Eu sou um plagiador?!Eu so faço sucesso com a musicas dos outros?
- Eu lhe dei tudo o que você queria,fama,gloria,fortuna e você ainda quer discutir o preço? - Ela acrescentou outro sorriso maldoso ao fim de sua frase.
- Não quero ser perseguido por um chantageador! - Ele disse ainda furioso.
- Eu posso resolver...Apenas...Deseje. - Ela sorriu simpatica como uma cascavel.
E ele desejou,as pulseiras e o anel queimaram como fogo,ele se curvou,ela suspirou.Ele foi tocar e ela foi cumprir seu papel.
                                          ***
Carlos queria apenas o que lhe era devido,seu nome em sua musica.Exigira,gritara,batera e só fora jogado na rua como um cachorro.Então como um anjo aquela garota aparecera lhe dizendo ser empresária do cantor que lhe plagiara,eles acertariam um contrato em um hotel proximo mas antes ele iria espera-la perto do club onde o cantor se apresentava.
Estava frio e umido,ele sentia um gosto ruim na boca mas mesmo assim esperou.Ela surgiu logo,com os cabelos pretos amarrados e uma capa de chuva por cima da roupa,ele sorriu e ela retribui,isso o fez sentir como um rato em frente a uma jiboia.
Ela passou a mão no ombro dele e disse.
- Vamos acertar agora?
- Mas não ia ser no hotel? - Um arrepio lhe correu a espinha.
- Não preciso de hotel para isso... - Ela sorriu cordial.
Ele tremeu e então sentiu a dor, a bela garota havia se curvado sobre seu pescoço e mordido em uma fração de segundos.Era um bote,ela agora o amparou levando-o para o fundo do beco escuro.Ele estava perdido.
                                           ***
No domingo Davi lembrou do autor da musica,perguntou por ele e Amani lhe estendeu o jornal do dia anterior.O autor fora uma possivel vitima do ataque de najas negras,alguns especialistas alegavam que nunca foram encontradas dessas cobras tão longe do deserto,que o aquecimento global devia ser a causa mas Davi sabia bem a causa.
Ele olhou para Amani que apenas disse.
- Cuidado com o que deseja meu amo,cuidado...



Tinkerhell
Enviado por Tinkerhell em 16/01/2010
Código do texto: T2033844

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tinkerhell
Maringá - Paraná - Brasil, 29 anos
150 textos (44871 leituras)
1 áudios (295 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 11:30)
Tinkerhell