Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Redenção

"Aquele que habita no esconderijo do altissimo à sombra do onipotente,descansará"

Correndo a passos leves e abafados Yasmin subiu as escadas se escondendo no meio de um monte de feno perto do sino.Aquela igreja em ruinas lhe dava arrepios mas qualquer coisa era melhor que voltar...Não podia voltar,não agora,não depois do que ouvira.
Não fora culpa dela,estava chovendo e relampejando,ela tinha medo,não conseguia dormir...Só estava com medo.Sentou na escada como sempre fazia,só que então viu algo diferente,a luz da cozinha estava acesa...Não a luz comum,uma luz estranha,de um amarelo avermelhado,tão bonito...Ela desceu devagar,estava descalça o que facilitou para que não a ouvissem.
FLASH
- Não papai,por favor não!Eu não contarei a ninguém,eu ficarei quieta eu prometo! - Ela chorava tentando se livrar dele que agarrava seus cabelos a suspendendo do chão.
Como fora ouvida?Ela estava olhando pela fresta da porta da cozinha,seu pai sacrificar uma das fiéis do templo onde ele era pastor,ela estava sobre o balcão da cozinha com a barriga aberta,olhando para cima,um fio de sangue corria pelo canto da boca.Seu pai estava ali ao lado,falando coisas incompreensiveis e tirando parte do intestino da mulher.Então a cabeça da fiel pendeu,os olhos vidrados olharam diretamente para Yasmin,ela gritou porque pisou em um bicho...Não,não fora isso.Ela pisara em um olho...O olho que faltava na fiel,então gritara...Era apenas uma garotinha,sempre vivera em meio aquela seita estranha.Por que?Ela se perguntava.
O ar ia faltando,seu pai continuava apertando sua garganta.Ela iria morrer,iria para o céu,mas e se não fossem esses os planos de Deus?Foi então que Yasmin pode ver claramente,não era ela que tinha que morrer,não era o fim,era um novo começo.
As pontas de seus dedos tocaram o ancinho,não sabia de onde viera mas o senhor o devia ter providenciado,afinal ela era o novo começo.Sem pensar mais ela enfiou as pontas do ancinho nas costas do pai,ele estremeceu e a frente de sua camisa se manchou,Yasmin o sustentou ali de pé,junto ao seu proprio corpo enquanto ele morria babando sangue e quando os olhos dele perderam o brilho Yasmin o soltou pronunciando uma preçe baixa.O deixou ali e voltou para casa,entrou na cozinha sem dizer nenhuma palavra,o sangue na frente de seu vestido ja dizia tudo,o pequeno circulo de fieis recomeçou as orações,a segunda oferenda foi trazida ao altar,Yasmin pegou o punhal de cerimonia e começou a esquartejar a jovem que gritava.
Sim,era tudo um circulo,seu pai se fora e agora ela ficara a serviço do senhor...Sim pois ela não era o fim e sim o recomeço...
Tinkerhell
Enviado por Tinkerhell em 16/07/2008
Código do texto: T1083837

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Tinkerhell
Maringá - Paraná - Brasil, 29 anos
150 textos (45033 leituras)
1 áudios (295 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/19 07:07)
Tinkerhell