Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Astro Nautas

    Como foguete saí
    Esbarrei no mato, no universo com os rastos insólitos dos cometas
    Tornei-te Estrela, me aqueci contigo quando me dés-te carinhos
      Lá do longe e do alto da tua testa de uma mente que será só minha

    Saboriei das tuas mãos e consegui todo o espaço, sem mais medos
    Lá, lá do cume de uma noite, Reluzîas
    Vi as curvas do rio, em picos de montanhas, o seu verde
    Abati o castanho da terra, saboriei todas as cidades, que passei de carro, contigo

    Percorremos todos os planetas
    Nos perdemos no espaço
    E sentada com todas as calmas te encontrei nos corais das águas do Atlântico
    Comemos as nuvens

    Te dei e tirei um pouco
    Sorri e chorei do risco no meu pescoço que me fizés-te, sangrando
    Me salvás-te a vida,
    Um Horizonte vi florir. Tirei a Lua e te ofereci

    Matei os Astronautas, lhes tirei e tiro seu oxigénio
    Lhes faço sentir, sem mentir
    Por onde ando aonde ficas
    ... Sempre ao lado de mim

    Costruímos satélites depois, mas também
    Os destruímos
    Saíram de páraquedas, rotos estávam
    Pusé-mos tudo de branco por fim

    Agora,
    Atei-me à tua sombra campestre, te dou flores todos os dias
    Fico vivendo como tudo foi
    ... Estamos navegando, todo o nosso silêncio
Divavid
Enviado por Divavid em 19/07/2011
Reeditado em 16/12/2018
Código do texto: T3104032
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Divavid
Köln - Nordrhein-Westfalen - Alemanha
1088 textos (56224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 09:10)
Divavid