Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Razões éticas

- Eu não vou participar disso - afirmou o doutor Rogers enfaticamente.

- Não se trata de um convite - declarou o coronel Preston. - A única possibilidade de voltarmos à Terra é através do gerador de portais dos krona, e ele será ativado quer você concorde, quer não.

- Ativar este portal irá destruir o planeta onde os últimos krona habitam - disse Rogers.

- Portal este criado pelos krona e que praticamente exterminou 99% da sua própria civilização - retrucou o coronel. - Após anos de estudo, estaremos apenas concluindo um trabalho que eles mesmos começaram.

- Não temos outra possibilidade, Rogers - interveio o professor Lockhart. - Demos muita sorte do pouso de emergência de nossa espaçonave, ter se dado justamente num planeta colonizado pelos inventores de um portal de deslocamento mais rápido do que a luz, e que somente agora aprendemos a utilizar.

- Por isso mesmo não temos o direito de nos apropriarmos da tecnologia deles em benefício próprio - insistiu Rogers. - A desenvolvida por nós falhou, após um início promissor, e a deles resultou numa catástrofe multiplanetária. Talvez seja essa a lição que devemos aprender, e nos contentarmos em passar o restante de nossas vidas neste mundo.

Os sobreviventes do naufrágio do primeiro veículo mais rápido do que a luz construído pela Terra, o "Belerofonte", cerca de vinte pessoas, não pareciam muito preocupadas com as alegações de Rogers. Se havia naquele mundo remoto uma possibilidade de voltar para casa, após anos de abandono, ela deveria ser empregada. Voto vencido, o médico afirmou que não entraria no portal com seus companheiros.

- Já que não concordo, devo sofrer o mesmo fim dos krona - sentenciou ele.

Foi chamado de louco, mas permaneceu inflexível. Os demais sobreviventes aguardaram a ativação do portal, programado para as coordenadas da Terra, e entraram nele em fila indiana, desaparecendo num lampejo de luz. Logo após a transferência ter sido completada, um dos krona mais idosos aproximou-se dele e fez uma declaração surpreendente.

- Agradecemos por terem desativado definitivamente este portal. Ele agora não poderá ser mais utilizado para qualquer deslocamento hiperespacial.

- As informações que nos deram, nos diziam que o portal poderia nos levar instantaneamente de volta à Terra - ponderou Rogers.

- Na verdade, precisávamos que o circuito de transferência fosse fechado no mundo-matriz dos krona, onde o problema começou - explicou o alienígena. - Não eram as coordenadas da Terra.

- Mas… o seu mundo-matriz foi destruído na ativação do sistema - atalhou Rogers.

- Precisamente. Não arriscaríamos a vida dos nossos numa missão suicida, embora essencial para a nossa sobrevivência.

- Mas em assim o fazendo, vocês condenaram meus companheiros à morte - replicou Rogers horrorizado.

- Mas não era precisamente isso o que eles pretendiam fazer conosco? - Questionou friamente o alienígena.

[13-10-2019]
Alex Raymundo
Enviado por Alex Raymundo em 13/10/2019
Reeditado em 14/10/2019
Código do texto: T6768909
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Texto original do site http://recantodasletras.com.br/autores/raymundo.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Raymundo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 57 anos
1621 textos (88471 leituras)
1 áudios (35 audições)
1 e-livros (14 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 18:06)
Alex Raymundo