Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Estranha atração!
 
 
Eu quase não acreditei quando ouvi a voz do outro lado do telefone. Era uma voz bem conhecida, dizendo me amar...
Como da primeira vez em que nós nos encontramos, era uma felicidade sem igual eu comecei a rir sozinha depois de ter desligado.
Confesso que não esperava aquele telefonema assim repentino depois de tudo o que falamos no nosso último encontro, quando resolvemos nos separar já que as brigas eram constantes, e não tínhamos mais condição de segurar a nossa conturbada relação de alguns anos. Ele era um amor de pessoa, mas nossa convivência ficou difícil quando tive que mudar de cidade devido ao meu emprego e ele começou a achar que a distância estava nos separando.
No começo tudo bem, achei que ele se acostumaria com a ideia, já que nem por um momento pensava em deixar meu emprego que conquistei com muita luta. Mas estava errada, à medida que o tempo passava mais e mais nossas brigas aumentavam. Até que num dia qualquer de nossas vidas, aquele sonho começou a se desfazer, Comecei a me perguntar se era esse homem mesmo que eu conheci e amei, e que agora só sabia me criticar toda vez que nos encontrávamos. Afinal era amor ou ódio, ciúmes ou inveja, o que ele nutria por mim?
Ou quem sabe fosse apenas insegurança da parte dele, as minhas dúvidas foram aumentando até que acabamos tudo depois de uma terrível discussão. Depois disso nunca mais o vi e nem pensava mais no ocorrido, já que eu trabalhava demais e não tinha muito tempo para sofrer.
Além disso, tudo estava resolvido, não pretendia voltar atrás, de jeito nenhum.
Porém agora com um simples telefonema eu via meu mundo revirar, de repente sentia uma saudade do seu carinho, dos beijos molhados, e aquela voz a me dizer coisas picantes ao meu ouvido. No começo da nossa relação, tudo era lindo e perfeito, música romântica, nós dois sentados no tapete da sala de estar, um copo de vinho e aqueles lábios doces e sensuais no meu corpo produzindo um suave calafrio na coluna, enquanto saboreávamos na mesma taça aquele vinho de paladar requintado.
Viajei no tempo e fui recordando nosso amor tão intenso, como aquele vinho a queimar em nossas veias com o fogo da paixão. Aquelas noites de amor em que ele todo excitado, era pura paixão, me amava sobre a cama larga e macia, me devorando com seus beijos tentadores e inesquecíveis.
Ah, que saudade desse tempo onde nosso amor era pleno e as fantasias tomavam conta da minha vida, mas isso tudo é passado. Ele me disse ao telefone que estava vindo para me ver, que precisávamos conversar sobre nossas vidas, que a solidão estava insuportável, e que sentia saudades do nosso amor!
Confesso que também sentia saudade dele, mas só dos bons momentos que ele conseguiu destruir com seu jeito prepotente querendo ser dono de mim. Pensei alto!
- Ele disse que está vindo, o que eu faço agora?
-Não quero encontrá-lo, não agora que comecei a me sentir serena e feliz sozinha.
Mas e seus beijos sedutores, e nossas noites de amor e desejo, e seu jeito profano de me olhar, como esquecer tudo isso?
Que estranha atração esse homem exerce sobre mim? - Por que não tive forças de dizer para que ele não viesse aqui, que eu não o quero mais? Que minha vida é bem melhor sem ele. - Mas será que é mesmo? - Ou estou apenas me enganando? Eu sinto que ele me faz falta e se só com um telefonema me deixou completamente excitada e querendo sentir o calor do seu corpo no meu, é porque ainda existe algo que vale a pena tentar outra vez.
Bem no mínimo vamos nos amar com a mesma intensidade de antes e só por isso já vai valer a pena. Ou não. Isso só o tempo vai dizer.

Este conto está no meu livro "Um Toque De Magia"! Publicado em 2014

 
Ignez Freitas
Enviado por Ignez Freitas em 03/06/2020
Código do texto: T6966336
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Ignez Freitas
São Paulo - São Paulo - Brasil
3485 textos (632221 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 16:19)
Ignez Freitas