Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA UMA VEZ UM SOLDADINHO CHAMADO HEITOR. ELE FOI CRIADO POR UM MENINO MUITO POBRE. ESSE MENINO AMAVA SOLDADINHOS E SEU SONHO ERA GANHAR UM EXÉRCITO COMPLETO DE SOLDADINHOS DE CHUMBO, MAS SEUS PAIS NÃO TINHAM COMO REALIZAR O SONHO DELE, POIS, O SALÁRIO QUE ELES GANHAVAM MAL DAVA PARA PAGAR AS DESPESAS DO LAR. ENTÃO, O MENINO
 QUE TINHA MUITA CRIATIVIDADE E IMAGINAÇÃO PARA DAR E VENDER, COLOCOU A SUA CABECINHA PARA TRABALHAR E LOGO ELE TEVE UMA IDEIA BRILHANTE.
ELE PEGOU ALGUNS MATERIAIS E RAPIDAMENTE COMEÇOU A DAR VIDA A UM LINDO SOLDADINHO. ELE USOU ALGUMAS FOLHAS DE JORNAIS, UM SAQUINHO DE GUARDAR PÃES,UMA TESOURA, UM TUBO DE COLA E ALGUNS PALITOS E EM POUCOS INSTANTES, ACABOU NASCENDO HEITOR, UM SOLDADINHO TODO FEITO DE PAPEL E PALITOS QUE LHE DAVAM OS MOVIMENTOS. HEITOR GANHOU UMA BELA FARDA, UM CHAPÉU TRIANGULAR, UM CINTURÃO, ONDE ELE GUARDAVA UMA ESPINGARDINHA FEITA COM PALITOS.  ASSIM QUE CARLITOS, VIU O SOLDADINHO GANHAR VIDA, ELE NÃO TEVE DÚVIDAS E LOGO O APELIDOU COMO, HEITOR, O SOLDADINHO CABEÇA DE PAPEL E DANDO ASAS A SUA IMAGINAÇÃO LOGO CRIOU UM QUARTEL IMAGINÁRIO PARA O CABEÇA DE PAPEL TRABALHAR.
A PARTIR DESSE DIA, CARLITOS BRINCAVA TODOS OS DIAS COM O CABEÇA DE PAPEL.
O SOLDADINHO TINHA A OBRIGAÇÃO DE DEFENDER A PÁTRIA E OS BONS COSTUMES.
MAS CARLITOS AINDA NÃO ESTAVA TOTALMENTE SATISFEITO COM O SEU SOLDADINHO CABEÇA DE PAPEL.
ELE QUERIA QUE O SOLDADINHO PUDESSE FALAR, MAS ELE SABIA QUE ERA IMPOSSÍVEL UM SOLDADINHO DE PAPEL FALAR COMO UMA PESSOA DE CARNE E OSSO.
ENTÃO, TODO DIA, CARLITOS NA SUA INOCÊNCIA DE CRIANÇA PEDIA PARA A FADA DOS SONHOS FAZER O SEU SOLDADINHO QUE USAVA UM SACO DE PAPEL NA CABEÇA POR SE ACHAR MUITO FEIO, SE TORNAR UMA PESSOA E TAMBÉM FALAR.
CERTO DIA QUANDO O MENINO FOI DORMIR, ELE TEVE UM SONHO. NESSE SONHO O CABEÇA DE PAPEL SE TORNAVA UM RAPAZ DE VERDADE E FALAVA PELOS COTOVELOS.
SÓ QUE HEITOR CONTINUAVA SE ACHANDO MUITO FEIO E NÃO TIRAVA O SAQUINHO DE PAPEL DA SUA CABEÇA.
UM DIA NO QUARTEL, O CABEÇA DE PAPEL SOFREU UM ACIDENTE DEVIDO AO INCÊNDIO E INFELIZMENTE O FOGO FEZ COM QUE ELE PERDESSE UMA PERNA QUE COMPLETAMENTE CONSUMIDA PELO FOGO E VIROU UM MONTE DE CINZAS.
ENTÃO, CABEÇA DE PAPEL COMEÇOU A GRITAR DESESPERADAMENTE POR SOCORRO, POIS NAQUELA NOITE, ELE ESTAVA SOZINHO NO QUARTEL.
- O QUARTEL PEGOU FOGO!
 O ALARME DEU SINAL!
ACODE, ACODE, ACODE
A BANDEIRA NACIONAL!

CARLITOS QUE SE AGITAVA MUITO E VIRAVA DE UM LADO PARA OUTRO NA CAMA.
O MENINO ENTROU RAPIDAMENTE NO QUARTEL E GRITOU DESESPERADAMENTE.
- MARCHA SOLDADO,
CABEÇA DE PAPEL!
QUEM NÃO MARCHAR DIREITO
VAI FICAR PRESO NO QUARTEL!

 MAS, INFELIZMENTE ERA TARDE DEMAIS, O BRAVO SOLDADINHO NÃO TINHA MAIS COMO MARCHAR DIREITO, POIS, AGORA SÓ TINHA UMA DAS PERNAS JÁ QUE A OUTRA HAVIA VIRADO CINZAS.
DEPOIS DO INCÊNDIO NO QUARTEL, A VIDA DO CABEÇA DE PAPEL NUNCA MAIS FOI A MESMA.
CARLITOS COMEÇOU A ESQUECER O CABEÇA DE PAPEL, POIS, COMO ELE TINHA UMA PERNA SÓ, ELE NÃO CONSEGUIA MAIS PARAR EM PÉ, ENTÃO, O MENINO O COLOCOU NUMA ESTANTE E O SOLDADINHO DE PAPEL NUNCA MAIS SAIU DE DENTRO DELA.
 NESSA ESTANTE O CABEÇA DE PAPEL CONHECEU UMA BAILARINA QUE SE TORNARIA O SEU GRANDE AMOR, POIS, ELA TAMBÉM ERA FEITA DE PAPEL E SE EQUILIBRAVA EM UMA PERNA SÓ.
O CABEÇA DE PAPEL FICOU AINDA MAIS APAIXONADO PELA BAILARINA.
OS DOIS FICARAM ENAMORADOS E ESTAVAM MUITO FELIZES ATÉ QUE UM DIA O CABEÇA DE PAPEL ACABOU CAINDO DA ESTANTE E SALTOU PARA FORA DA JANELA. E A MEIGA BAILARINA FICOU TRISTE, POIS, DOIS MENINOS MUITO MALVADOS O PEGARAM E O COLOCARAM NUM BARQUINHO TAMBÉM DE PAPEL E O LANÇARAM NO ESGOTO E O BARQUINHO NAVEGOU ATÉ IR PARAR NUM RIO.
NESSE RIO, O BARQUINHO ONDE ESTAVA HEITOR, O CABEÇA DE PAPEL FOI ENGOLIDO POR UM PEIXE.
O QUE PARECIA SER O FIM DO CABEÇA DE PAPEL, FOI A SUA SALVAÇÃO, POIS, UM HUMILDE PESCADOR PESCOU O PEIXE EM QUE ESTAVA O SOLDADINHO E QUANDO ELE ABRIU O PEIXE PARA LIMPÁ-LO, ELE ESTAVA NA BARRIGA DO PEIXE SÃO E SALVO.
UM DIA, CARLOS RESOLVEU ARRUMAR OS SEUS BRINQUEDOS DE PAPEL NA ESTANTE E SE LEMBROU DO CABEÇA DE PAPEL E SENTIU A SUA FALTA.
ENTÃO, ELE PERGUNTOU PARA A BAILARINA QUE LHE CONTOU TUDO O QUE HAVIA ACONTECIDO COM O SOLDADINHO.
IMEDIATAMENTE, CARLITOS FOI PROCURAR O PESCADOR QUE DIZ A ELE QUE O SOLDADINHO HAVIA ENCOSTADO NUMA VELA ACESA E O FOGO O HAVIA QUEIMADO RESTANDO APENAS AS SUAS CINZAS.
QUANDO CARLITOS CONTA PARA A BAILARINA QUE O CABEÇA DE PAPEL HAVIA VIRADO CINZAS, A BAILARINA TOMADA PELA TRISTEZA TENTA SE LEVANTAR DA ESTANTE, MAS ACABA SE DESEQUILIBRANDO E CAI DE CABEÇA DE UM LAMPIÃO E O LÍQUIDO AQUECIDO PELO FOGO QUE A DERRETEU IMEDIATAMENTE RESTANDO APENAS O SEU CORAÇÃO COM UMA PEDRA BRILHANTE CRAVADA DENTRO
LOGO EM SEGUIDA, O SOLDADINHO CABEÇA DE PAPEL RENASCE DAS CINZAS E VÊ A BAILARINA CONSUMIDA PELO FOGO E  NUM GESTO DE AMOR E CARINHO, O BRAVO SOLDADO  DERRETE  A PEDRA BRILHANTE AINDA QUENTE DO FOGO FAZENDO COM QUE  A PEDRA FOSSE ESCULPIDA NA FORMA DE UM CORAÇÃO QUE BRILHAVA COM UM BRILHO DIFERENTE POIS, PARA O SOLDADINHO CABEÇA DE PAPEL AQUELA PEDRA EM FORMA DE CORAÇÃO SIGNIFICAVA MUITO PARA ELE, POIS, ERA O LAÇO DE AMOR QUE UNIA ELE E A SUA MEIGA BAILARINA PARA SEMPRE.
 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 11/09/2019
Reeditado em 12/09/2019
Código do texto: T6742538
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Saulo Piva Romero
Itanhaém - São Paulo - Brasil, 47 anos
149 textos (7557 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/19 19:05)
Saulo Piva Romero

Site do Escritor