Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempos de criança.

Viajei no pensamento.
Fui buscar no tempo.
Sonhos de criança.
Coração bateu ligeiro.
Era um tempo em que se fazia tudo escondido.
Isso mesmo.
Imagine uma criança que viveu mais de duas décadas em uma pequena cidade do interior.
Lá bem distante dos grandes Centros.
Naquele tempo nem luz elétrica existia.
Não tinha transito.
Era raro alguém ter um carro.
Não tinha poluição.
Apenas a poluição de uma "maria-fumaça" quando passava.
Eu era um menino arteiro.
Um menino ligeiro.
Não tinha medo do perigo.
Andava de pés descalços.
Nadava.
Caçava.
Pescava.
Subia em árvores com a maior facilidade.
Mexia em caixas de abelhas.
E marimbondos.
Se bem que, foram várias as picadas recebidas.
Andava muito.
Tinha grande disposição.
Andava grandes distâncias.
Subia morros.
Andava sobre os trilhos do trem.
Jogava bola.
Jogava pião.
Bolinha de gude.
Brincava.
Eu era um verdadeiro moleque serelepe.
Mas, acho que ao longo das várias décadas vivendo na cidade grande fui perdendo todas estas habilidades de outrora...
Benedito José Rodrigues
Enviado por Benedito José Rodrigues em 08/10/2017
Código do texto: T6136352
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Benedito José Rodrigues
Osasco - São Paulo - Brasil, 63 anos
96 textos (2419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/20 22:23)
Benedito José Rodrigues